Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

04
Fev23

“Os Pólos da Nossa Terra”: teatro para toda a família

Niel Tomodachi

A Aurora, uma menina de 7 anos, tem um trabalho sobre as regiões polares para apresentar na escola. Mas… onde ficam os pólos da nossa Terra? Quem lá vive? Os pinguins moram no Pólo Norte ou no Pólo Sul? Tanta coisa para descobrir e aprender!

“Os Pólos da Nossa Terra” é uma peça de teatro para toda a família que pretende promover, através da arte teatral, a educação ambiental, transmitindo às crianças a importância das regiões polares para a vida na Terra e sensibilizando para o aquecimento do Planeta e suas consequências. Sendo que todos os conteúdos da peça foram revistos e aprovados por cientistas polares portugueses no âmbito do Projecto Latitude60!

Com a ajuda de atores e marionetas divertidas vais aprender ou reforçar pequenos gestos que todos podemos fazer no nosso dia-a-dia para diminuir a poluição e assim contribuir para um ambiente mais limpo. A iniciativa é do grupo de teatro Cativar, os bilhetes custam 7€ e podem ser reservados através do email reservas@cativar.com.

O espetáculo, para toda a família mas aconselhado particularmente para idades dos 4 aos 10 anos, acontece este sábado, 4 de fevereiro, pelas 16 horas, na Fábrica do Braço de Prata, em Lisboa.

Mas há mais: nos sábados seguintes, a Cativar leva novas peças divertidas, importantes e educativas ao mesmo local! Então, no sábado dia 11 o tema é a Internet em “Navega Segur@”; uma semana depois, no dia 18, há “A Cigarra e a Formiga”; e a 25 “O reino de pernas pró ar”. Podes saber tudo no site da companhia.

 

07
Dez22

Ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador' estreia-se sexta-feira

Niel Tomodachi

O compositor Vasco Mendonça criou a ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador', que se estreia sexta-feira, como "uma revisão musical tragicómica de contos tradicionais infantis, contada da perspetiva do lobo".

Ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador' estreia-se sexta-feira

ópera, com libreto do escritor Gonçalo M. Tavares, para três cantores líricos e quatro instrumentistas, estreia-se em Portugal, no Teatro do Campo Alegre, no Porto, na sexta-feira, às 14:30, numa sessão para escolas, e volta à cena no sábado às 15:35, já com sessões esgotadas, disse o compositor em entrevista à agência Lusa.

Vasco Mendonça convidou Gonçalo M. Tavares para escrever o libreto pois considera que a sua linguagem "se presta bastante à escrita operática, porque é uma linguagem concisa, intensa, com uma estrutura simples".

"Uma linguagem que tem ideias muito complexas, mas a estrutura é simples. Estas características são importantes para a escrita musical", disse o compositor, referindo que procurava "um tema que não fosse condescendente e, por outro lado que tivesse algum tipo de consciência social".

"Interessou-me abordar a questão de um certo tribalismo a que nós assistimos hoje na sociedade em que parece que as pessoas perderam a capacidade de discordarem umas das outras, e interessava-me ver como podia traduzir isso num espetáculo e comecei a pensar num conto de fadas, dos contos tradicionais, mas a serem contados por outra personagem que não estamos habituados a ver e foi aí que surgiu a ideia do lobo", referiu. "A ideia do conto d'O Capuchinho Vermelho, mas contado da perspetiva do lobo".

O convite para compor uma ópera infantil partiu de Susana Menezes, diretora artística do LU.CA -- Teatro Luís de Camões, em Lisboa.

"Eu achei graça à ideia, mas fazer ópera é relativamente caro, como se sabe, e o que sugeri foi contactar alguns parceiros com quem eu já tinha trabalhado, e a Ópera de Amesterdão ficou muito interessada no projeto, assumiu a produção executiva, de tal forma que a estreia mundial foi em neerlandês, na Ópera Nacional em Amesterdão", em outubro, salientou Vasco Mendonça.

No Porto, a ópera sobe à cena com a encenação de Inne Goris, o cenário e luz de Stef Stessel, figurinos de Lotte Boonstra, vídeo de Coen Bouman e direção musical do maestro Jan Wierzba.

O elenco, escolhido entre "jovens cantores", é constituído pela soprano Lara Rainho, a meio-soprano Mariana de Sousa e pelo contratenor Logan Lopez González.

O ensemble de músicos é composto por Frank Van Eycken (percussão), Nico Couck (guitarra elétrica), Yuko Fukumae (clarinete) e Seraphine Stragier (violoncelo).

"Aqui no Porto, apresentamos a versão em português interpretada por dois cantores portugueses e um belga, estando pensado fazer uma versão em francês", disse.

Questionado sobre o contributo de projetos operáticos infantis para a criação de público futuro para a ópera, o compositor disse que "é um fator determinante".

"Eu acho que há uma coisa essencial que é a exposição, ou seja, é evidente que quanto mais somos expostos a um género ou a uma atividade artística, e, sobretudo, numa idade jovem, mais apetência iremos ter para ela".

"Antes de mais, é uma coisa bestialmente prosaica, é preciso que ela exista, é preciso que se faça [ópera] para que as pessoas conheçam e, eventualmente, tenham a apetência de ver mais", referiu.

A ópera 'O Lobo, a Menina e o Caçador' sobe à cena no Cineteatro Louletano, em Loulé, no dia 13 e, em junho do próximo ano, estará em cena no LU.CA - Teatro Luís de Camões, em Lisboa, onde a ideia nasceu.

Vasco Mendonça considera que "há apetência para este tipo de espetáculos e deve ser explorado".

"Não podemos ver a ópera como algo elitista onde vão as pessoas que pagam 150 euros por um bilhete e é um acontecimento social. A ópera é uma forma de expressão artística, há que desdramatizá-la e normalizá-la o mais rápido possível para que possa fazer parte da nossa vida", argumentou o compositor.

 

06
Dez22

Esta peça de teatro mostra-te “O Estado do Mundo”

Niel Tomodachi

“O Estado do Mundo (Quando acordas)” é a nova peça de teatro da companhia Formiga Atómica, que vai estar no teatro Lu.Ca, em Lisboa, entre dias 3 e 18 de dezembro.

A história é muito pertinente e atual: acompanha Edi, um rapaz de 8 anos com uma vida muito preenchida. Todos os dias ele consome e descarta muitas coisas, como tantos fazem, até que recebe um brinquedo convite inesperado.

Nesse momento, Edi vai iniciar uma viagem por um mundo invisível aos seus olhos, marcado pela crise climática. Num mundo desacertado, é preciso olhar para o passado e fazer com que tudo bata certo no futuro: até porque o tempo está mesmo a contar.

O Estado do Mundo (Quando Acordas) pretende falar das relações de causa-efeito entre pequenos gestos e grandes consequências. Até que ponto objetos do nosso quotidiano podem ser responsáveis por grandes catástrofes naturais? Qual o impacto das nossas ações no outro lado do planeta?

Os bilhetes começam 7 euros e há sessões para escolas, famílias, conversas depois do espetáculo e sessões com audiodescrição. Para mais informações e entradas, podes ir ao site do Lu.Ca.

 

21
Nov22

O Feiticeiro de Oz no gelo traz alegria e também ensina sobre saúde mental

Niel Tomodachi

Um espantalho desmiolado e um homem de lata muito romântico. Está feita a combinação perfeita para um serão com muita música e diversão. Em exibição a partir de 26 de novembro, “O Feiticeiro de Oz no gelo” promete encher de sonhos e alegria a tua época natalícia.

O objetivo principal deste espetáculo é promover a saúde mental infantil. Assim, prepara-te para acompanhar Dorothy e as suas peripécias enquanto tenta encontrar o misterioso Feiticeiro, ao mesmo tempo que descobres sobre o valor da amizade e a importância do amor-próprio. E no meio dessa aventura haverá de tudo um pouco: dança, teatro, patinagem no gelo, tecnologia e até alguns momentos de puro ilusionismo.

Miguel Cristovinho, dos D.A.M.A, e a cantora e compositora Rita Redshoes serão cabeças de cartaz deste bonito evento musical. Miguel dará vida ao Feiticeiro de Oz e Rita, por sua vez, interpretará Glinda. Mas atenção, o elenco não é fixo. Por isso, se os quiseres ver em palco tens de aceder ao site ofeiticeirodeoznogelo.pt e confirmar em que dias eles vão atuar.

Com sessões de aproximadamente uma hora, o musical conta com texto de Mafalda Santos, música original de Artur Guimarães e coreografia de Joana Quelhas. No elenco teremos ainda nomes como Nuno Martins, Inês Ramos, Luís Duarte Moreira e os patinadores internacionalmente premiados Filipe Galego e Diogo Craveiro.

Produzido pela Am Live, o espetáculo estará em cena até 8 de janeiro de 2023, no palco da AM Arena, no exterior do Mar Shopping Matosinhos. Garante já os teus bilhetes no site oficial ou na Ticketline e não percas a cativante aventura de Dorothy. Agora que tens todas as informações, fala com a tua família e amigos e embarquem juntos numa incrível aventura pela estrada de tijolos amarelos.

Bilhetes individuais:
1ª Plateia – 19,50€ normal | 17,50€ criança
2ª Plateia – 18,00€ normal | 16,00€ criança
3ª Plateia – 13,00€ normal

 

13
Nov22

Simone de Oliveira regressa aos palcos com "O Alfaiate de Odessa" em Carregal do Sal

Niel Tomodachi

Simone de Oliveira despediu-se dos palcos com um concerto intitulado "Sim, sou eu", mas agora volta ao teatro para interpretar uma ucraniana numa peça sobre "paz e a esperança de dias melhores".

A cantora e atriz Simone de Oliveira, fala durante uma entrevista à agência Lusa, em Lisboa, 11 de março de 2022. Simone Oliveira encerra a carreira com um concerto a 29 de março no Coliseu de Lisboa. (ACOMPANHA TEXTO DA LUSA DO DIA 19 DE MARÇO DE 2022). TIAGO PETINGA/LUSA

Simone de Oliveira regressa aos palcos no papel de Yaryna, uma ucraniana de quase 90 anos protagonista da peça “O Alfaiate de Odessa”, em cena a partir de 7 de dezembro no Centro Cultural de Carregal do Sal.

Simone de Oliveira, de 84 anos, despediu-se dos palcos em 29 de março com um concerto intitulado “Sim, sou eu“, no Coliseu de Lisboa, pondo fim a uma carreira de 65 anos.

A artista volta agora ao palco para interpretar Yaryna, nesta peça de Sandra Leal, uma personagem que era para ser interpretada por Manuela Maria, mas que, por conselho médico, não participa no elenco.

“Já há algum tempo que Simone de Oliveira era para trabalhar connosco, até porque gosta muito deste tipo de projetos descentralizados e que envolvam jovens e adultos das comunidades, mas nunca houve possibilidade de o fazer. Houve agora e estamos todos muito contentes por isso”, disse à Lusa Sandra Leal.

Encenada por António Leal, “O Alfaiate de Odessa” é uma peça “intimista, um bocadinho solene, sob a forma musicada, embora não seja um musical tradicional”, acrescentou Sandra Leal, sublinhando que Simone de Oliveira irá cantar “pontualmente”.

A peça passa-se num contexto de guerra, que remete para a Ucrânia, tal como o título indica, mas “pretende ser uma peça sobre paz e a esperança de dias melhores“, frisou.

A ação centra-se na cidade portuária de Odessa que, devido à guerra, parece agora “um postal antigo e queimado pelo sol“, lê-se na sinopse.

Uma cidade de onde fugiram quase todos, mas onde permaneceu Vadym (Carlos Quintas), um solitário morador e que deve a Yaryna uma vida sem solidão, pois esta já assistiu a muitas guerras e não quer fugir.

Sem idade para recomeçar, Yaryna, que herdara a máquina de costura do seu pai, ensinou a Vadym a arte de dar vida aos tecidos quando ele era apenas um miúdo perdido nas ruas de Odessa e ela o acolheu.

Produzida pela Contracanto, a peça tem música de Simon Wadsworth e conta ainda com interpretações de Helena Montez, Diogo Martins e do grupo Contracanto, com participação comunitária.

“O Alfaiate de Odessa” vai estar em cena no Centro Cultural de Carregal do Sal, no distrito de Viseu, entre 7 e 11 de dezembro e de 16 a 18 do mesmo mês.

Dias 7 e 8 de janeiro de 2023, a peça será representada no Centro Cultural de Tábua, no distrito de Coimbra.

 

13
Nov22

O Ballet de Kiev chega a Lisboa com “O Lago dos Cisnes”

Niel Tomodachi

As sessões para este que é um dos mais espetaculares bailados de sempre estão marcadas para janeiro. Já pode comprar os bilhetes.

Amor, traição e o triunfo do bem sobre o mal. São estas as principais mensagens de “O Lago dos Cisnes”, um dos mais espetaculares bailados clássicos de sempre. Considerado quase como tradição a não perder no Natal, chega este ano ao Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, encenado pela companhia Ballet de Kiev — o que tem uma especial relevância tendo em conta a guerra na Ucrânia que tem marcado este ano.

Está marcado para 14 de janeiro de 2023, às 21 horas, e para o dia 15, às 16 horas. Promete ser “uma atuação única e cheia de simbolismo”. Os bilhetes já estão disponíveis e custam entre 20€ e 37,50€.

Com direção artística de Ana Sophia Scheller, este espetáculo de dança clássica junta os membros da companhia de Ballet de Kiev, “que apresentam a poesia e elegância do movimento clássico, como antítese à desarmonia do contexto bélico”, lê-se em comunicado enviado à NiT. Marius Petipa assina a coreografia deste espetáculo, que conta com a música de Piotr Tchaikovsky.

“O Lago dos Cisnes” é um dos bailados mais famosos do mundo e conta a história de um amor impossível entre o príncipe Sigfrido e Odette, uma jovem mulher transformada em cisne pelo feiticeiro Von Rothbart. Esta obra-prima retrata a dualidade entre o bem e o mal, representada pela pureza do cisne branco (Odette) e pela duplicidade de Odile, cisne negro e filha do feiticeiro.

O Ballet de Kiev nasceu em 2017, de um sonho do famoso bailarino solista do Teatro da Ópera de Kiev, Victor Ishchuk. As primeiras atuações conquistaram alguns dos teatros mais importantes do mundo e, desde então, já somam mais de 500 performances em diversos países, tais como Suíça, China, Ucrânia e México.

 

08
Nov22

As crianças andam loucas em palco com a luta de Gaspar pelo ambiente

Niel Tomodachi

Pensar em temas como ecologia, alterações climáticas e o impacto do homem no Planeta é a proposta da companhia de teatro portuguesa “As Crianças Loucas”. E qual a melhor forma de o fazer? Através de um espetáculo musical. A ideia é que te juntes a Gaspar, a personagem principal desta peça, para aprenderem juntos a cuidar do meio ambiente.

Com texto original de João Cachola e direção de Vicente Wallenstein, a peça apresenta-nos Gaspar, um rapaz imaginativo para além da conta, que numa das suas muitas aventuras mergulha pelo ralo da banheira em direção ao mar. Lá depara-se com uma enorme quantidade de sapatos e decide dar-lhes uma nova função ao plantar em cada um deles uma floresta.

A fábula infantojuvenil pretende trazer uma abordagem contemporânea e transversal ao tema da sustentabilidade, através de uma forte componente multimédia e visual. A juntar a isso, teremos ainda música ao vivo, protagonizada pela banda Zarco, de forma a cativar o público mais jovem.

O projeto subirá ao palco do Teatro Maria Matos, em Lisboa, entre os dias 12 de novembro e 18 de dezembro.

Promete ser um espetáculo imperdível e contará com sessões para as escolas durante a semana, marcadas através do email geral@ascriancasloucas.pt. Aos fins de semana, as sessões serão exclusivas para as famílias.

Os bilhetes já estão à venda no site Ticketline por 12 euros. Junta a tua turma ou reúne a tua família e passem bons momentos no teatro.

***

Gaspar
Sábados (16 horas) e domingos (11 horas)
Bilhetes a 12 euros
Duração: 50 minutos

 

03
Nov22

Neste “Capuchinho Encarnado, Nem todos os lobos são maus”

Niel Tomodachi

A Byfurcação Teatro está de volta com uma peça imperdível para toda a família. “O Capuchinho Encarnado, Nem todos os lobos são maus” chegou ao Auditório Carlos Paredes, em Benfica , a 1 de novembro e por lá fica até 8 de janeiro.

A história do Capuchinho Vermelho é mais do que conhecida, famosa, lida, contada, cantada e interpretada. Mas não esta – porque esta tem um twist. “Com este espetáculo, invertemos o que já toda a gente sabe. E se o Capuchinho não for apenas a doce criança que leva bolinhos à avó, que está doente? E se esta criança for um menino mal-educado e rezingão? E se o nosso lobo for apenas um apreciador de boa música e gostar de dançar por entre as árvores?”, explica a Byfurcação.

Nesta nova versão, ou reinterpretação, um rapazinho vai fazer de Capuchinho no teatro da festa de Natal da sua escola, e o seu avô tem três bilhetes para assistir. No caminho da floresta, pede ajuda a um animal que lá habita, e que só por acaso é o lobo. Será que o lobo o vai ajudar?…

O espetáculo é baseado no conto original que todos conhecem, mas pretende mostrar que, afinal, “os lobos nem sempre são maus”, numa interpretação divertida e educativa.

As datas são de e 1 novembro a 11 de dezembro de 2022 e 7 e 8 janeiro de 2023. Sempre aos sábados às 15 horas e domingos às 11 horas – nos feriados, às 11 horas e 15 horas (1 e 8 de dezembro).

Os bilhetes oscilam entre os 10€ (a partir dos 13 anos inclusive) e 8€ (a partir dos 3 anos até aos 12 anos inclusive) e estão à venda nos locais habituais.

 

03
Nov22

Um espetáculo onde a única solução é brincar

Niel Tomodachi

Diversão, magia e muita imaginação chegam ao Teatro Villaret. O musical “A loja dos brinquedos” sobe ao palco com uma única proposta: relembrar a todos os valores e as tradições da infância e a importância de conservamos a magia e a poesia nas nossas vidas.

O espetáculo apresenta-nos Serapião, um artesão de brinquedos que preserva através da sua arte o poderoso mistério que é o saber brincar. Numa sobreposição entre o real e o imaginário, a peça leva-nos a perceber que o mais importante é manter os nossos sonhos e proteger as pessoas que nos amam.

“A loja dos brinquedos” estará em exibição todos os fins de semana entre 13 de novembro e 18 de dezembro. Basta adquirires um bilhete por 10 euros e ires a uma das sessões: aos sábados, a peça começa às 16 horas enquanto aos domingos tem horário marcado para as 11 horas. Mas, atenção: na compra de três bilhetes beneficias de um desconto de 10%.

Da autoria de Guilherme Filipe e Jorge Gomes Ribeiro, o espetáculo parte do clássico italiano Arlequim e Columbina e terá em palco nomes como Diogo Bach, Joana Brito Silva, Pedro Pernas e Rita Fernandes.

 

30
Out22

“Gaspar”, o novo espetáculo para miúdos preocupados com o futuro

Niel Tomodachi

A peça de teatro musical estreia no sábado, 12 de novembro, em Lisboa. A ode à imaginação estará em palco até 18 de dezembro.

“Gaspar” vai estrear no dia 12 de novembro, sábado, no Teatro Maria Matos, em Lisboa, e permanecerá em cena até 18 de dezembro. A peça tem texto e encenação de João Cachola e música do grupo Zarco. Aborda questões relacionadas com ecologia, as alterações climáticas e o impacto do Homem no planeta terra. Trata-se de um espetáculo de teatro musical para miúdos com mais de cinco anos.

A peça é a terceira criação d’ As Crianças Loucas. Com Catarina Rabaça, Fernão Biu, João Sala, Joe Sweats, Pedro Santos, Vasco Barroso e Vicente Gil em palco, “Gaspar” é também um espetáculo familiar e transversal a todas as idades. A direção é de Vicente Wallenstein e conta com apresentação aos sábados e domingos. Haverá ainda sessões durante a semana para as escolas.

No site podemos ler que a encenação pretende responder a algumas perguntas: “Porque é que as coisas são como são?” e “Porque é que há sapatos no fundo do mar?” são algumas. Um bilhete normal para o espetáculo custa 12€. Durante 50 minutos é feita uma ode à imaginação e criada uma fábula musical na qual “o jovem protagonista enfrenta a necessidade de tomar as rédeas do seu futuro, que não se avizinha o mais promissor”.

A peça retrata a história de Gaspar, “um rapaz que dedica o seu tempo a imaginar coisas que não existem, mergulha na sua banheira e desce pelo ralo abaixo em direção ao fundo do mar, onde se depara com uma enorme quantidade de sapatos. Decidido a dar-lhes uma nova função, planta uma floresta em cada sapato e espalha-os pela cidade. Mas ele não vai ficar por aqui, porque se há coisa que o chateia é que não exista o que não existe.”

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2023 Reading Challenge

2023 Reading Challenge
Nelson has read 11 books toward his goal of 55 books.
hide

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub