Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

26
Out22

Passadiços sobre a água em Fânzeres, Gondomar

Niel Tomodachi

O Parque Urbano de Fânzeres foi inaugurado o ano passado. Nesta primeira fase do projeto, construíram-se vários passadiços. Aos percursos pedonauis vão juntar-se uma zona de parque com vários equipamentos.

O encanto destes Passadiços de Fânzeres prende-se com o facto de estarem por cima de um pântano. A água do rio Torto e outros pontos de água banham esta zona que liga várias zonas da cidade, em cerca de 3,5 quilómetros de extensão.

“Funciona quase como um interface”, explica Cristiana Viana. Isto porque, percorrendo os passadiços, consegue-se rapidamente chegar à zona do metro e dos autocarros e à parte de cima de Fânzeres, já muito urbanizada.

Pelas características do terreno, não foi fácil implementar os passadiços. Na época das chuvas, o espaço fica bastante alagado (não com perigo para quem por lá passeia, pois os passadiços estão bem acima do nível da água), e é habitado por patos e outras aves aquáticas. Além disso, já é possível observar vários peixes no rio Torto, que foi também requalificado.

Mesmo ao lado dos passadiços está a construir-se o resto do parque. Lá, serão instalados vários equipamentos desportivos: dois campos de basquetebol e de futebol, um pequeno parque para a prática de skate, uma parede de escalada e equipamentos infantis.

 

09
Mai22

Os passadiços “mais bonitos do País” abrem já no verão

Niel Tomodachi

A obra começou em 2019 e está finalmente pronta. Os Passadiços do Mondego vão ser um dos destinos deste verão.

Diz que vão ser “os mais bonitos do País”, revela à Lusa Sérgio Costa, presidente da Câmara Municipal da Guarda, citado pelo “Público”. A verdade é que estes novos passadiços, em obra desde finais de 2019, prometem ser alvo de muitas romarias nos dias de mais calor.

Será precisamente no verão que deverão ser inaugurados, revela o autarca, sem adiantar uma data. A obra, diz, está “na sua fase final”, faltando apenas pequenos ajustes.

Os Passadiços do Mondego, a poucos minutos da Guarda, têm um comprimento total de cerca de 12 quilómetros, num percurso que liga as aldeia de Videmonte à barragem do Caldeirão.

Sempre ao longo da margem do rio Mondego, está inserido no Geopark da Estrela, reconhecido pela UNESCO, passa por várias aldeias, de Maçainhas a Aldeia Viçosa. Existem outras atrações, como a cascata do caldeirão, três pontes suspensas e a possibilidade de andar num slide.

Estima-se que o percurso demore cerca de quatro horas a percorrer. E mais um dado curioso: todo o percurso terá cobertura de rede móvel.

 

04
Dez21

Os novos passadiços de Vila Real que o levam pelas escarpas do Corgo

Niel Tomodachi

Num vale que o ministro do Ambiente descreve como "perfeito", no centro da cidade, há percursos que vale a pena conhecer.

Em Vila Real, junto ao Rio Corgo, que atravessa a cidade num pequeno e perfeito vale, há novos passadiços para explorar. A primeira fase da obra dos Percursos Naturais do Corgo está concluída, o que quer dizer que já existe mais de um quilómetro de passadiços disponíveis para receber turistas e moradores.

O percurso está aberto ao público desde o dia 20 de novembro e estende-se por pouco mais de mil metros: cerca de 720 metros em terra batida e 580 metros em passadiço de madeira. Segundo avançou a autarquia de Vila Real à NiT, esta primeira fase da obra está localizada entre o Bairro dos Ferreiros e a Vila Velha.

O troço contém uma parte inicial de percursos naturais, com a recuperação de caminhos antigos; e depois uma segunda parte mais artificial, com os tais passadiços de madeira, tornando disponível um espaço natural em pleno centro da cidade.

De acordo com o vereador Carlos Silva, era um objetivo antigo do executivo fazer do rio Corgo “um fator agregador da cidade”, aproveitando os percursos naturais que já existiam e que eram, antigamente, usados para trazer as populações até às infraestruturas existentes perto do rio.

É o caso da Central do Biel, ligando o Parque Corgo à Vila Velha e, com a conclusão total dos trabalhos, desta ao Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Em declarações à NiT, o autarca destaca a intenção do município de melhorar a relação das pessoas com o património natural e que este é um passo muito importante rumo a esse objetivo.

Na inauguração deste primeiro troço, no passado dia 20 de novembro, o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, esteve presente e felicitou a Câmara Municipal por “pôr mãos à obra” e por “dar forma a um sonho” que ele próprio tinha, desde que integrou a equipa que produziu a candidatura ao Programa Polis.

Segundo a Câmara de Vila Real, o atual ministro “conhece bem a zona” e afirmou que é “raríssimo ver um vale tão tão perfeito e tão encaixado no centro de uma cidade, razão que torna esta intervenção ainda mais relevante”.

 

21
Nov20

Novo parque de Castelo Branco tem miradouros, passadiços e trilhos naturais

Niel Tomodachi

Entre paisagem granítica e verde, o Parque Natural do Barrocal abriu ao público em Castelo Branco com entrada livre. Em 40 hectares, há sete pontos de miradouro, passadiços, trilhos naturais, parque infantil e zona de observação de aves.

barrocal-960x640.jpg

O novo Parque Natural do Barrocal, em Castelo Branco, abriu este mês ao público com entrada gratuita e uma oferta paisagística variada, com miradouros que chegam aos 425 metros de altitude, passadiços, trilhos naturais, espaço para observação de aves e parque infantil. Este novo pulmão verde albicastrense integra os territórios classificados do Geopark Naturtejo Mundial da UNESCO e da Reserva da Biosfera Transfronteiriça Tejo Internacional, e representa “mais um passo no desenvolvimento de Castelo Branco e no aumento da qualidade de vida dos albicastrenses, potenciando a atração turística do concelho”, explica o presidente do município José Augusto Alves.

O parque tem um total de 40 hectares, apresenta sete mirantes, diversas formações geológicas de interesse, ponte suspensa, passadiços e trilhos naturais, parque infantil, observatório de aves, entre tantas outras atrações naturais. “É um espaço diferenciador, que nos oferece uma ligação perfeita entre o património natural e meio urbano e que é já uma referência nacional e internacional”, conclui.

O novo parque tem um total de 40 hectares. (Fotos: Parque Natural do Barrocal)

Segundo a autarquia, a abertura é acompanhada pela implementação de medidas de salvaguarda das condições de segurança de colaboradores e de visitantes, de acordo com as diretivas das autoridades sanitárias no âmbito da prevenção da covid-19. “Haverá controlo de entradas e saídas e recomenda-se a utilização de máscara em todo o percurso, sendo obrigatória a sua utilização na zona de entrada do parque. Pela preservação da natureza, recomenda-se que a circulação dentro do parque se efetue apenas pelos trilhos assinalados”, refere o mesmo autarca.

A entrada no Parque Natural do Barrocal é gratuita e os interessados podem visitar o espaço entre as 10h e as 17h, com a última entrada para visita completa às 15h30. A partir de abril, e até 30 de setembro, o horário passa a ser das 09h às 20h. Saiba mais sobre o parque aqui.

17
Set20

O passadiço mais incrível do Porto faz um ano — já visitou o Treetop Walk?

Niel Tomodachi

No passadiço de Serralves, instalado em 2019 no parque do museu, pode caminhar entre a copa das árvores.

ea9f133fdc42905a4bf3f599893d2666-754x394.jpg

Quando celebrava 30 anos de existência, o Parque de Serralves no Porto juntou-se ao grupo de elite de jardins e parques pelo mundo que apostaram em caminhos nas árvores, muito procurados por visitantes de todos os continentes, como é o caso do Walpole-Nornalup National Park na Austrália e da Reserva MacRitchie em Singapura.

A 14 de setembro de 2019, foi inaugurado o TreeTop Walk: o novo percurso elevado ao nível das árvores do Parque de Serralves, pensado e desenhado pelos arquitetos Álvaro Siza Vieira e Carlos Castanheira.

A ideia é que caminhe literalmente por entre o topo de árvores, como nome indica. O objetivo passa por dar-lhe a oportunidade de observar melhor a biodiversidade do parque do Porto e sensibilizar os visitantes para a conservação da natureza. O que quer dizer que, além das vistas incríveis, de toda a fauna e flora dos jardins, o passeio incentiva o respeito pelo ambiente e património natural, numa experiência que a fundação pretende que seja “impactante”.

A iniciativa está integrada num protocolo de colaboração técnica e financeira entre a Fundação de Serralves e o Fundo Ambiental do Estado Português e tem a Ascendi como mecenas.

Agora, a Câmara do Porto assinalou, no seu canal de notícias, o primeiro ano do Treetop Walk, “um percurso ao nível da copa das árvores, permitindo uma experiência única de observação e estudo da biodiversidade”. E relembra: para quem ainda não conheceu estes 260 metros de passadiço, vale mesmo a pena — as visitas-oficina dirigidas a escolas e famílias e o programa regular para público geral podem ser consultados online.

16
Jul20

Nesta caminhada vai descobrir uns passadiços incríveis a 30 minutos de Lisboa

Niel Tomodachi

É a oportunidade perfeita para conhecer um sítio novo e ficar em forma ao mesmo tempo.

c932b4f2e1aa6db5e50d7782b215dc8a-754x394.jpg

Marque a data na agenda: 1 de agosto, um sábado. É nesse dia que vai poder fazer um trilho que irá levá-lo a explorar os incríveis Passadiços da Penha da Marmeleira e toda a natureza à sua volta. No total, irá percorrer 13 quilómetros ao longo de cinco horas. Mas, não se preocupe: o nível de dificuldade é moderado.

Este pequeno paraíso fica a menos de uma hora de Lisboa, mais especificamente na zona de Alcabideche. O ponto de encontro é na Barragem do Rio da Mula, pelas 10 horas. A partir de lá, os participantes seguem por uma zona florestal repleta de urze, pinheiros, entre outras espécies.

“Após a visita aos passadiços da Penha da Marmeleira e parque envolvente, o regresso faz-se passando pela sua ribeira, um local bastante aprazível e fresco”, explica a Green Trekker, a organizadora da caminhada.

A empresa tem um estatuto Safe & Clean, ou seja: segue todas as recomendações e regras do governo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde e a Direção-Geral da Saúde. Como a atividade acontece em espaço exterior, as máscaras de proteção individual não são obrigatórias — será opção do participante usar ou não.

 

Por outro lado, “a regra de distanciamento físico de dois metros lado a lado e de quatro metros em fila é obrigatória e deve ser cumprida durante a atividade. O incumprimento destas regras pode levar a exclusão da actividade”, esclarece a Green Trekker. Acrescenta, ainda, que o guia que vai acompanhar o grupo terá consigo uma embalagem de gel desinfetante e máscaras para que precisar.

O grupo deve levar água, roupa e calçado confortáveis, kit de proteção individual, lanterna ou frontal e bastões de caminhada. “Nesta fase não se pode partilhar bastões bem como outro equipamento de uso individual”, esclarece a organização.

As inscrições podem ser feitas online e custam 10€ por pessoa. O valor inclui o acompanhamento de um guia no terreno e os seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil. O limite de idade mínimo para participar é de 14 anos.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2023 Reading Challenge

2023 Reading Challenge
Nelson has read 11 books toward his goal of 55 books.
hide

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub