Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

16
Jul22

Já foi divulgado o novo trailer da série de “O Senhor dos Anéis”

Niel Tomodachi

A história épica de fantasia estreia a 2 setembro. Terá cinco temporadas com 10 capítulos cada (e 50 horas de conteúdo).

A espera já vai longa, mas a história épica de fantasia está quase a regressar à televisão, mais de 20 anos após a estreia da trilogia nos cinemas. Com data de início  marcada para 2 de setembro, a nova produção da Amazon Prime Video “O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder” vai levar-nos numa viagem imersiva pela Terra Média.

A narrativa decorre mais de três mil e 400 anos antes dos acontecimentos de “O Senhor dos Anéis”. Na mitologia do escritor J. R. R. Tolkien, esta é conhecida como a Segunda Era, a de Númenor. A plataforma de streaming revelou na quinta-feira, 14 de julho, o segundo trailer oficial da nova série, que contará com cinco temporadas de dez episódios cada. 

No vídeo, com dois minutos e meio, surgem algumas das personagens do mundo fictício de J. R. R. Tolkien, como o Isildur (Maxim Baldry), Elendil (Lloyd Owen), a rainha Míriel (Cynthia Addai-Robinson) e Pharazôn (Trystan Gravelle). O trailer revela ainda alguns dos cenários da história, como os reinos élficos de Lindon e Eregion, o reino insular de Númenor e o reino dos anões de Khazad-dûm.

No total, a produção terá cerca de 50 horas de conteúdo, revelou JD Payne, o produtor executivo, em entrevista à revista “Empire”. Esta duração foi definida logo no início, o que fez com que os guionistas se adaptassem, tendo mais tendo para contar a história que acompanharemos na série. O elenco vai contar com Peter MullanMorfydd ClarkNazanin BoniadiCynthia Addai-RobinsonBenjamin WalkerRobert Aramayo, entre outros.

Em novembro de 2017, a Amazon Prime adquiriu os direitos para produzir uma série baseada em “O Senhor dos Anéis”, um dos maiores sucessos de sempre do cinema. Desde então que o entusiasmo em torno do projeto tem crescido, especialmente devido ao orçamento da produção: 388 milhões de euros, muito mais do que a trilogia de filmes lançada entre 2001 e 2003, que se ficou pelos 230 milhões. 

A produção vai unir todas as histórias principais da Segunda Era da Terra Média: a criação dos anéis, a ascensão de Sauron, o conto épico de Númenor e a última aliança entre elfos e humanos. 

 

07
Jun22

Nova série de “O Senhor dos Anéis” vai ter 50 episódios — e o final já está decidido

Niel Tomodachi

O projeto multimilionário vai contar com cinco temporadas com dez capítulos cada (e 50 horas de conteúdo).

A saga de “O Senhor dos Anéis” gosta de levar o seu tempo a contar a história, levando-nos numa viagem imersiva pela Terra-Média. “Anéis do Poder”, a nova série da Amazon Prime Video, manterá esta tendência, e contará com cinco temporadas de dez episódios cada.

No total, a produção terá cerca de 50 horas de conteúdo, revelou JD Payne, o produtor executivo, em entrevista à revista “Empire”. Esta duração ficou definida desde o início, o que fez com que os guionistas se adaptassem, tendo mais tendo para contar a história que acompanharemos na série.

“Eles sabiam desde o começo qual era o tamanho da obra — esta é uma grande história com um início, meio e fim muito claros. Existem coisas na primeira temporada que só vão dar frutos na temporada cinco”, conta Payne.

Muitas vezes, os realizadores e produtores dos projetos deixam-se levar pelo momento, e veem até onde a história os leva. Não será esse o caso em “Anéis do Poder”, uma vez que a última cena da temporada final já foi decidida. “Foi como se Tolkien [criador daquele universo] tivesse colocado estrelas no céu e nos deixasse fazer as constelações”, conclui o produtor.

O elenco vai contar com Peter Mullan, Morfydd Clark, Nazanin Boniadi, Cynthia Addai-Robinson, Benjamin Walker, Robert Aramayo, entre outros.

Em novembro de 2017, a Amazon Prime adquiriu os direitos para produzir uma série baseada em “O Senhor dos Anéis”, um dos maiores sucessos de sempre do cinema. Desde então que o entusiasmo em torno do projeto tem crescido, especialmente devido ao orçamento da produção: 388 milhões de euros, muito mais do que a trilogia de filmes lançada entre os anos de 2001 e 2003, que se ficou pelos 230 milhões. 

“O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder” decorre mais de três mil e 400 anos antes dos acontecimentos de “O Senhor dos Anéis”. Na mitologia do escritor J. R. R. Tolkien, esta é conhecida como a Segunda Era. A produção vai unir todas as histórias principais da Segunda Era da Terra Média: a criação dos anéis, a ascensão de Sauron, o conto épico de Númenor e a última aliança entre elfos e humanos. Estreia a 2 de setembro na plataforma de streaming.

 

15
Fev22

Foi divulgado o primeiro trailer da série de “O Senhor dos Anéis”

Niel Tomodachi

A história épica de fantasia estreia em setembro, mais de 20 anos depois do início da trilogia nos cinemas.

O primeiro trailer da série de “O Senhor dos Anéis” foi divulgado na madrugada desta segunda-feira, 14 de fevereiro, durante o evento da Super Bowl, nos EUA. A produção original da plataforma Amazon Prime Video estreia a 2 de setembro.

“O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder” vai passar-se mais de três mil e 400 anos antes dos acontecimentos de “O Senhor dos Anéis”. Na mitologia do escritor J. R. R. Tolkien, esta é conhecida como a Segunda Era, a de Númenor.

A ascensão de Sauron e a formação da última aliança entre elfos e homens para combater o mal aconteceu no final desta era, pelo que poderá ser o principal tema da narrativa.

 

 

21
Jan22

Já sabemos como se chama a nova série multimilionária de “O Senhor dos Anéis”

Niel Tomodachi

O projeto da Amazon Prime Video vai ter vários momentos épicos da Terra Média, ao mesmo tempo que Sauron sobe ao poder.

Em novembro de 2017, a Amazon Prime adquiriu os direitos para produzir cinco temporadas de uma série baseada em “O Senhor dos Anéis”, um dos maiores sucessos do cinema. Desde então que o entusiasmo em torno do preojto tem crescido, especialmente quando temos em conta o budget da produção: 388 milhões de euros, muito mais do que a trilogia de filmes lançada entre os anos de 2001 e 2003, que se ficou por cerca de 230 milhões. Uns meses antes da estreia da série, com data marcada para 2 de setembro, foi revelado finalmente o título oficial da produção — “O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder”.

O anúncio aconteceu na terça-feira, 18 de janeiro, através de um vídeo onde vemos prata líquida a circular por letras, ao som de uma misteriosa voz a citar uma das passagens mais famosas de Tolkien, o criador daquele universo, que explica a forma como os anéis foram criados. As teorias rapidamente começaram a circular na Internet e os fãs acreditam ter descoberto quem está a falar: a atrizMorfydd Clark, que já foi confirmada no elenco.

Embora o título não dê muita informação quanto à narrativa da série — visto que já era conhecido que a mesma se desenrolaria durante o período em que Sauron ascende ao poder —, acaba por revelar que a altura em que o principal antagonista criou os 20 anéis será um dos grandes destaques do novo projeto da Amazon Prime Video.

“Este é um título que achamos mesmo que poderia estar num livro ao lado de outros clássicos de J.R.R. Tolkien”, dizem J.D. Payne e Patrick McKay, os showrunners. “‘Os Anéis do Poder’ une todas as histórias principais da Segunda Era da Terra Média: a criação dos anéis, a ascensão de Sauron, o conto épico de Númenor e a última aliança entre elfos e humanos”, acrescentam.

 

02
Ago21

Já sabemos quando vai estrear a série de “O Senhor dos Anéis”

Niel Tomodachi

A produção da Amazon Prime tem um orçamento superior a 390 milhões de euros. É a temporada mais cara de sempre.

fb314a8178bfd8be0d5a5985031c2291-754x394.jpg

Esta segunda-feira, 2 de agosto, a Amazon Prime Video confirmou a data de estreia da tão aguardada série “O Senhor dos Anéis” — este nome não oficial. Um lançamento à escala global que só irá acontecer em 2022, e mais precisamente no dia 2 de setembro.

Os fãs vão ter de esperar mais de um ano pela produção que terminou as gravações da primeira temporada nas paisagens da Nova Zelândia, tal como já tinha acontecido com os filmes idealizados por Peter Jackson. Os episódios vão ser semanais, para aumentar ainda mais o suspense e lealdade dos espectadores.

Na verdade, ainda nem se conhece o verdadeiro título da série, mas já existe a primeira foto. Num cenário imponente, surge uma personagem vestida de branco, não tendo sido revelado de quem se trata. 

Rodeada de secretismo, sabe-se apenas que a produção será centrada na história da Segunda Era da Terra-média de Tolkien, incluindo várias tramas e momentos como a ascensão de Sauron. Além disso, tudo se passa numa época muito anterior à dos acontecimentos dos livros: “O Hobbit” e “O Senhor dos Anéis”. 

Os nomes das personagens permanecem em segredo, apenas se sabe que o elenco vai contar com atores como Cynthia Addai-Robinson, Robert Aramayo, Owain Arthur e Maxim Baldry.

Esta produção foi desenvolvida por JD Payne e Patrick McKay. Apesar de ainda não ter estreado, já bateu o recorde da temporada mais cara de sempre: cerca de 392 milhões de euros.

 

01
Out20

Quando, onde e como? Tudo o que tem que saber sobre a série de “O Senhor dos Anéis”

Niel Tomodachi

Vai custar quatro vezes mais do que os três filmes da trilogia original, já está a gravar e tem cinco temporadas garantidas.

99d07148ca069a7f605521f8d28045ef-754x394.jpg

Um realizador de topo, um bom elenco e um guião excecional é um bom começo para criar uma grande série. Para criar uma série verdadeiramente épica, é preciso ir mais além. É precisamente o que está a acontecer no set da série televisiva de “O Senhor dos Anéis”.

“A quantidade de pessoas que trabalham nesta série é estonteante. Há um tipo cujo trabalho consiste apenas em perceber como é que o pó reage aos passos e ao fôlego”, revelou Morfydd Clark, a atriz galesa que foi escolhida para interpretar a jovem Galadriel — um papel que ficou a cargo de Cate Blanchett na trilogia original feita para o cinema por Peter Jackson.

É um dos projetos mais ambiciosos e aguardados da televisão, depois de sete anos de domínio total de “A Guerra dos Tronos”. Desta vez, o épico promete fazer renascer a história criada por outro autor com R. R. no meio do nome: J. R. R. Tolkien.

“À exceção dos filmes da Marvel, creio que não seria possível ter algo maior do que isto”, notou Clark, que está de volta à Nova Zelândia para retomar as gravações, interrompidas em março devido à pandemia, apenas um mês depois de terem começado.

Sem data prevista para a estreia — calcula-se que deva acontecer algures em 2021 —, não será difícil de prever, mesmo a esta distância, que será um dos grandes acontecimentos do ano. Tem tudo para ser um êxito — ou um falhanço histórico. Enquanto esperamos, isto é tudo o que sabemos sobre a série mais aguardada dos últimos (e dos próximos) tempos.

Um regresso ao passado

Tolkien começou por criar o mundo fantástico de Middle Earth em “The Hobbit”, lançado em 1937. Duas décadas mais tarde chegou a trilogia que completava o épico que foi mais tarde adaptado ao cinema pela mão de Peter Jackson — o último bateu o recorde para Oscars ganhos, com 11; um total de 17 para toda a trilogia — que acabaria por realizar também a trilogia “The Hobbit”.

Desta vez, a história deixa Frodo e companheiros no futuro, e viaja até ao passado, mais concretamente na Segunda Era de Middle Earth, precisamente a altura em que Sauron — o grande vilão da trilogia — criou o famoso anel, mais de dois mil anos antes dos acontecimentos relatados por Jackson.

Sauron poderá ser novamente uma peça-chave

O orçamento

Os direitos para produzir uma nova série inspirada em “O Senhor dos Anéis” seria sempre um alvo cobiçado. Ninguém ficou surpreendido, portanto, com o valor pago pela Amazon.

Num leilão aguerrido com a Netflix, a empresa levou a melhor e conseguiu ficar com o prémio por uma módica quantia de cerca de 210 milhões de euros. Um valor que a tornaria automaticamente na produção televisiva mais cara de sempre.

As derrapagens são habituais, mas mesmo antes do início das gravações, a imprensa revelou que o custo poderia ser muito superior. Quanto? Cerca de quatro vezes mais, perto de mil milhões de euros.

Uma verdadeira loucura, se pensarmos que a trilogia de Jackson — a que arrecadou 17 Oscars — custou um total de 240 milhões pelos três filmes. Em bilheteira, arrecadou cerca de 2,5 mil milhões de euros.

Não vai ser um one hit wonder

Mesmo antes das gravações começarem, ficou garantida a produção da segunda temporada, que já estaria em pré-produção. A imprensa especializada afirma que o acordo de compra dos direitos pela Amazon obriga a empresa a produzir pelo menos cinco temporadas.

Outra boa notícia é que a primeira temporada tem garantidos pelo menos vinte episódios, um número bastante acima da média. Sempre com a garantia dos herdeiros de Tolkien que a história não será (nem pode ser) adulterada.

O acordo de compra garante também a possibilidade da Amazon desenvolver spin-offs inspirado em pequenas histórias ou personagens, o que pode prolongar a saga por muitos mais anos. Isto se ela for um sucesso.

Quem vai ocupar o lugar de Peter Jackson?

JD Payne e Patrick McKay vão ficar com a ingrata tarefa de pegar na saga após o sucesso de Jackson. Relativamente desconhecidos, têm um currículo curto, embora aparentemente sólido o suficiente para que os produtores lhes tenham confiado o ambicioso cargo de show runners.

Apesar de alguns trabalhos de escrita para o Star Trek de J.J. Abrams, pouco ou nada indicaria que pudessem estar à altura do desafio. Não estarão sozinhos.

Não vai ser fácil fazer esquecer o homem dos 17 Oscars
 

Na equipa de produção contam-se elementos com experiência em alguns dos maiores êxitos da televisão dos últimos anos, de “A Guerra dos Tronos” a “Breaking Bad”, passando pelos inevitáveis “Sopranos”.

E o elenco?

É ainda um mistério, não tanto no que toca à lista de atores, que foi já parcialmente revelada. E e composta maioritariamente por nomes desconhecidos.

Robert Aramayo, Owain Arthur, Nazanin Boniadi, Tom Budge, Morfydd Clark, Ismael Cruz Córdova, Ema Horvath, Markella Kavenagh, Joseph Mawle, Tyroe Muhafidin, Sophia Nomvete, Megan Richards, Dylan Smith, Charlie Vickers, and Daniel Weyman fazem parte da lista.

Destaque para Aramayo e Mawle, ambos com aparições breves em “A Guerra dos Tronos”. O primeiro no papel do jovem Ned Stark e o segundo no do irmão, Benjen Stark.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub