Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

26
Set22

"O Poder dos Alimentos" de João Rodrigues

Niel Tomodachi

As melhores escolhas alimentares para uma vida longa e saudável

Wook.pt - O Poder dos Alimentos

Sobre o Livro:

Se somos o que comemos, escolha ser saudável!

Neste livro, vai ficar a conhecer os alimentos que deve consumir e os que deve evitar, no sentido de prevenir o aparecimento de doenças ou de minimizar o impacto das mesmas. O cancro, as doenças cardiovasculares, a diabetes, entre tantas outras doenças, são exemplos de problemas graves de saúde nos quais a alimentação pode desempenhar um papel muito importante. Com a esperança média de vida a aumentar de forma significativa, manter-se saudável deve ser uma preocupação - só assim conseguirá preservar a sua qualidade de vida. Saber o que comer e o que não comer é, por isso, algo que todos devem valorizar...
Se somos o que comemos, escolha ser saudável!

«Comer é muito mais do que uma necessidade básica. É um dos fatores que mais contribuem para se manter a boa saúde. Todos os dias é necessário fazer escolhas alimentares, e essas escolhas têm impacto direto não só no presente, mas também no futuro de cada um.»

 

Sobre o Autor:

João Rodrigues é licenciado em Ciências da Nutrição e em Bioquímica, doutorado em Ciências Biomédicas e possui agregação em Medicina Dentária. É docente do ensino superior na Universidade do Porto, no Instituto Politécnico do Porto e no Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Exerce prática clínica como nutricionista em Viana do Castelo. É ainda autor do blogue Mundo da Nutrição e colabora regularmente com vários órgãos de comunicação social.
Assume-se como um nutricionista apaixonado pelo mundo da alimentação e da nutrição. Acredita que é no presente que se define grande parte do futuro, e que a alimentação é um fator primordial para preservar a saúde, prevenir doenças e, acima de tudo, para se ser feliz.

 

09
Ago22

Estes são os alimentos com menor impacto ambiental. Estudo indica o que deve consumir

Niel Tomodachi

pexels-mariana-kurnyk-1775043

Alimentos como o pão ou à base de plantas têm um baixo impacto ambiental, ao contrário do peixe, queijos ou carnes, refere um estudo que analisou cerca de 57 mil produtos vendidos em supermercados no Reino Unido e na Irlanda.

Substituir carne, laticínios e ovos por alternativas à base de plantas pode trazer grandes benefícios ambientais“, apontam os investigadores de um grande estudo publicado esta segunda-feira na revista cientifica PNAS.

O pão, mas também alguns cereais, certas refeições preparadas ou sobremesas, como bolos e bolachas, têm um impacto ambiental relativamente baixo ou intermédio.

Por outro lado, alertam, peixes, queijos e carnes, especialmente carnes vermelhas, como cordeiro ou bovina, têm um forte impacto. Para os autores do estudo, transições “menores” também podem ajudar o planeta.

Por exemplo, a lasanha de carne bovina, com forte impacto ambiental, pode ser substituída por lasanha de frango ou de porco, ou mesmo vegetariana.

Os investigadores, que pretendem com este trabalho ajudar os consumidores a comprar de forma mais sustentável sem sacrificar a sua saúde, também cruzaram estes resultados com as qualidades nutricionais dos alimentos.

Refrigerantes ou outros sumos de fruta estão entre os produtos comercializados com menor impacto ambientar, por serem compostos maioritariamente por água, embora tenham uma má qualidade nutricional.

Apesar disso, os investigadores acreditam que, de uma forma geral, os produtos mais sustentáveis também são os melhores do ponto de vista nutricional.

O estudo confirmou o que outros trabalhos já tinham avançado ao analisarem ingredientes únicos, como frutas e carnes vermelhas.

A novidade desta investigação é que a análise diz também respeito a produtos compostos por múltiplos ingredientes, como molhos ou pratos preparados.

A tarefa dos investigadores foi difícil, porque a quantidade de cada ingrediente é considerada um segredo comercial e, portanto, pouco detalhada: apenas cerca de 3% dos mais de 57 mil produtos tinham a composição completamente quantificada.

Para o estudo os investigadores tiveram que desenvolver um algoritmo baseado nas poucas informações conhecidas para avaliar a proporção de ingredientes ausentes, sendo que no Reino Unido e na Irlanda, os componentes são listados principalmente em ordem de quantidade usada.

Para avaliar o impacto ambiental, quatro fatores foram considerados: emissões de gases de efeito estufa, uso de recursos hídricos limitados, uso da terra e eutrofização aquática (poluição da água).

No futuro, conhecer melhor as dosagens e a origem dos vários ingredientes pode ajudar a determinar com maior precisão o seu impacto no meio ambiente, sublinharam os investigadores.

 

19
Jan22

Vem aí um congresso gratuito para aprender tudo sobre alimentação e nutrição

Niel Tomodachi

Entre as várias temáticas, destacam-se a perda de peso, saúde mental e populações especiais. Saiba como pode participar

Se a nutrição e a alimentação são áreas que lhe despertam curiosidade, temos boas notícias. Já se pode inscrever, gratuitamente, para assistir ao I Congresso Internacional Online para Nutricionistas. Acontece nos dias 25, 27 e 29 de janeiro.

Nutrição desportiva, perda de peso, populações especiais, futuro da profissão, saúde mental e à volta do mundo são algumas das temáticas que mais de 30 especialistas vão explorar em masterclasses e debates no decorrer da iniciativa. Para participar, precisa apenas de smartphone, tablet ou computador, além de uma boa ligação à Internet.

Pedro Meirinhos, nutricionista desportivo no Futebol Clube do Porto; Margarida Beja, nutricionista especialista nos cuidados intermédios e intensivos no Universitary Hospital Southampton NHS Foundation Trust; e Noélia Arruda, nutricionista clínica e autora do livro “Manual para a Fertilidade, Gravidez e Amamentação”, são alguns dos profissionais confirmados no cartaz do evento.

Durante o congresso, haverá ainda um momento em que o público pode esclarecer todas e quaisquer questões, assim como fazer sugestões ou outro tipo de partilha, garantem. A programação, em atualização, está disponível no site da Nutrition Academy. A mais recente escola do Grupo Academy é a responsável pela organização do encontro virtual.

 

26
Abr21

5 erros que pode estar a cometer depois de treinar

Niel Tomodachi

Vai regularmente ao ginásio, quer queimar gordura e ir ganhando músculo? Isso é positivo! Mas, e o que come durante o dia? Será que não come em demasia só porque pensa que o pode fazer se for ao ginásio? Outra pergunta: o que come depois de treinar? Para ajudar nas respostas, a Men’s Health revela os erros que não deve cometer.

iStock-1045043934.jpg

Ataca o frigorífico depois de treinar

É possível que, depois de um treino intenso, acabe a pensar que pode comer o que quiser. Não faça isso. Um simples hambúrguer deita por terra todo o esforço que acaba de ter ao treinar.

Demora muito tempo até comer depois de sair do ginásio

O ideal é comer 30 minutos após o exercício, para manter o nível de açúcar no sangue equilibrado e evitar a fome. Se forem horas de uma refeição, escolha um pequeno-almoço, almoço ou jantar de 400 a 500 calorias; se for a meio de refeições, escolha um snack de 200 a 300 calorias com proteína e hidratos de carbono.

Só ingere bebidas desportivas

Se já treina a um ritmo intenso, as bebidas desportivas são benéficas para restabelecer a hidratação mais rapidamente, pois ajudam a devolver a energia sob a forma de açúcar e reabastecem o nível de eletrólitos. Mas, se é uma pessoa que treina moderadamente, ingira água, pois é a melhor opção para se hidratar.

Escolhe snacks com demasiado açúcar ou cafeína

É normal sentir-se exausto depois de um bom treino, mas evite comer um doce para recuperar a normalidade. É verdade que sentirá um pico de energia, mas isso irá dissipar-se rapidamente, fazendo com que acabe por querer repetir a dose.

Exagera nas proteínas

Deverá equilibrar a ingestão de proteína com a de hidratos de carbono complexos. Legumes, fruta e cereais integrais são uma fonte de energia que o seu sistema precisa enquanto a proteína faz o trabalho de reparar os músculos. E não tenha medo da gordura – pode manter a de qualidade.

(S)

16
Jan20

A especiaria que pode pôr no chá ou na água para emagrecer mais depressa

Niel Tomodachi

Costuma estar nos cafés, serve para decorar sobremesas e toda a gente tem em casa. Já sabe qual é?

413b8c5d36a05eb5c45d915d471d499f-754x394.jpg

É rica em fibra, manganês, cálcio, ferro e vitamina K — poderosos nutrientes para o nosso organismo. Ajuda a dar sabor em várias receitas e, mais recentemente, tornou-se o alimento mais escolhido para adicionar ao chá e ao copo de água. A razão é simples: quem segue este método garante que consegue ter resultados no processo de emagrecimento mais depressa. Falamos da popular canela.

“As suas propriedades anti-inflamatórias previnem o inchaço da barriga, e o seu tempero é conhecido por ajudar na digestão — o que pode contribuir para a perda de calorias extras”, pode ler-se no jornal brasileiro “Metro” sobre a adição desta especiaria.

Já o “News Medical Life Sciences” destaca a sua riqueza em fibra. “O tempero pode, portanto, ajudar a reduzir o desejo por comida, promovendo uma sensação de saciedade e plenitude. A canela pode aumentar o metabolismo, já que o corpo usa mais energia para processar o tempero do que em outros alimentos”, diz.

Mas há outros motivos para este alimento ser o escolhido para dar sabor ao chá e ao copo de água. Segundo a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, esta super especiaria está ligada ao controlo dos níveis de açúcar no sangue, aumentando a eficácia da insulina. É que, quando há picos de glicose, a sensação de fome aumenta. Resultado: vai comer excessivamente e é mais provável que faça escolhas menos saudáveis.

A canela também é conhecida pela sua ação termogénica. Isto quer dizer que o seu consumo aumenta a temperatura corporal e acaba por forçar o organismo a gastar mais energia do que seria normal. Assim, consegue queimar mais calorias e gordura, diminuindo o número de quilos na balança.

c39953a891996f82eaab77707c8c48f0-754x394.jpg

Contudo, é preciso ter cuidado: existem dois tipos de canela à venda nos supermercados e um deles pode ser perigoso. 

A canela do ceilão é conhecida como a canela verdadeira que é extraída da cinnamomum zeylanicum e é originária do Sri Lanka, Índia, Madagáscar e Caraíbas. É retirada da zona interna dos troncos e enrola-se em várias camadas, a cor é clara e produz um pó fino. O aroma e sabor são intensos. 

Já a cássia (ou a canela falsa), que vem quase sempre da China, é mais barata e tem uma cor um pouco mais escura do que a canela verdadeira. Se estiver a comprar pau de canela e verificar que ele se enrola apenas numa camada é porque está perante a canela falsa. 

Aquilo que as separa está, sobretudo, no teor em cumarina — uma substância com propriedades anticoagulantes. No caso da canela do Ceilão (a canela verdadeira), o teor em cumarina é baixo (0,0004 por cento). Já na cássia, é mais elevado (um por cento). Aliás, tem 250 vezes mais. 

“Isto pode ser um risco, já que a ingestão excessiva de cumarina — mais de cinco gramas em pó — por longos períodos pode ser tóxica e perigosa para pessoas que tomam aspirina regularmente, irritar o estômago, agravar úlceras e aumentar a frequência cardíaca”, alerta a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista”.

Além de ajudar no processo de perda de peso, a canela é conhecida por ajudar a reduzir o risco de diabetes, a afastar doenças (por causa das suas propriedades anti-inflamatórias), diminuir o risco de doença cardíaca e retardar o envelhecimento (por ser rica em antioxidantes).

949bdcddba9ade4570a9c913f37a5677-754x394.jpg

As receitas mais famosas para usar a canela 

Para fazer o chá vai precisar de quatro paus de canela, gotas de limão (a gosto) e um litro de água. Deve colocar a canela e a água numa panela a ferver durante dez minutos. Depois, retira os paus, deixa arrefecer e adiciona as gotas de limão antes de ingerir. Há quem consuma o chá diariamente, antes do pequeno-almoço, do almoço e jantar.

Se quiser preparar a água de canela, é igualmente fácil: coloca um pau de canela num copo de água, deixa ficar durante alguns minutos e bebe.

Embora estes dois métodos sejam os mais famosos dos últimos meses — e prometem continuar a ser —, há outras formas simples de incluir a canela na dieta. Pode incluir uma colher de chá desta especiaria nos cereais, nas panquecas, numa fruta ou sobremesa e até no iogurte. 

Mas, atenção: a canela é contra-indicada para mulheres grávidas. Mesmo que não seja o seu caso, deve ver junto do seu nutricionista se a inclusão destas bebidas é benéfica. Além disso, deve lembrar-se de que esta especiaria não faz milagres, é apenas um extra que, conjugado com uma alimentação equilibrada e exercício físico, pode ajudar.

 

15
Jan20

A popular garrafa da IKEA que ajuda na dieta custa 5€

Niel Tomodachi

É uma ótima alternativa para manter-se hidratado. Está disponível nas lojas físicas e online da cadeia sueca.

87daeccf5d482f8c8755286853024c43-754x394.jpg

Não é por acaso que dizem que é essencial beber entre 1,5 litros e 2 litros de água por dia. Isto ajuda a manter o corpo hidratado constantemente, ajuda a controlar a pressão sanguínea e no processo de perda de peso, previne cãibras, limpa o organismo e melhora o funcionamento do intestino e a absorção de vitaminas. Portanto, só coisas boas. Para quem tem dificuldade em ingerir esta quantidade, a IKEA tem uma ajuda.

Falamos de uma garrafa para fazer infusões, que pode transportar facilmente para qualquer lado. O produto, que fez sucesso recentemente nas redes sociais da cadeia sueca, permite criar águas com sabor — e com poderosos nutrientes.

130ae6589548bc2a42d9d207f95a3750.png

“Muito funcional. A garrafa mais completa que já vi. Para além da infusão, tem a palhinha, uma combinação que nunca tinha encontrado. O tamanho também é perfeito”, escreve um utilizador na zona de comentários do site.

“Sou assistente de bordo e, por norma, por causa da pressão no avião as garrafas do género que tinha acabavam por verter e esta não. Adoro e não troco”, diz outra pessoa num contexto de utilização totalmente diferente.

O que é certo é que pode ser útil para quem quer perder ou controlar o peso. Com avaliação de cinco estrelas em cinco, a garrafa está à venda nas lojas físicas e online da IKEA por 5€.

Há quem aposte em infusões de frutos vermelhos ou limão, como se vê nas imagens partilhadas pela marca, mas há muitas outras opções.

 

08
Jan20

Sobras de comida em escolas transformadas em adubo

Niel Tomodachi

image.jpg

Quase 100 escolas do país vão, no próximo ano letivo, fazer compostagem dos resíduos orgânicos e as três que tiverem melhor desempenho serão premiadas ao fim de três anos. Sobras de comida e de cafetaria, em vez de irem para o lixo, passarão a ser transformadas em fertilizante.

Em causa está o projeto "Devolver à terra", uma iniciativa da Zero que tem como objetivo promover a prática de compostagem, aproveitando os resíduos orgânicos.

Durante o processo de inscrição, 200 instituições manifestaram vontade de aderir a este projeto, mas só 96 foram escolhidas por preencherem os requisitos: ter cozinha e cantina, servir uma média de 50 refeições diárias e ter horta ou espaço para o desenvolvimento de uma. O objetivo é o aproveitamento do fertilizante que resultará da compostagem no espaço da escola

Paulo Lucas, vogal da ZERO, explicou ao JN o objetivo desta iniciativa, com o apoio da SILVEX. "Já existia uma necessidade para sensibilizar as pessoas para a compostagem, de forma a desviar os resíduos dos aterros e minimizar a contaminação dos solos. Começamos pelas escolas porque são locais onde existe uma maior produção de resíduos orgânicos. A escola é a primeira a dar o exemplo: ao instruirmos as crianças, estamos a sensibilizar também a população. As crianças levam as ideias para casa". E garante que, apesar da dificuldade de quem habita em apartamentos fazer compostagem "há sempre a possibilidade dos bairros fazerem compostagem comunitária".

Procura surpreendeu

A adesão aos projetos foi grande e surpreendeu a associação. "Não estávamos à espera de tantas candidaturas. Não conseguimos selecionar as 100 escolas que pretendíamos porque nem todas preenchiam os requisitos necessários, mas gostámos de ver que existe interesse das escolas nesta temática", revela o vogal da Zero. A associação vai acompanhar as escolas, através de visitas anuais de uma técnica para ajudar em problemas que possam surgir e dar sugestões. Para além das visitas vão ainda fornecer materiais de apoio, desde o conhecimento necessário para a prática aos materiais para a construção do compostor, em madeira, com três compartimentos de 1.20 m cada um.

A maioria das escolas selecionadas são da região norte e centro do país com 38 e 31 escolas, respetivamente. Foram ainda escolhidas quatro escolas no Algarve, três no Alentejo e 20 na Área Metropolitana de Lisboa.

O projeto-piloto tem como lema "faça você mesmo". "Todo o trabalho vai ser realizado pela comunidade escolar, desde a montagem do compostor à aplicação do fertilizante na terra" explica a associação. "Ainda estamos a testar, mas gostávamos de continuar o projeto. Talvez nas empresas", afirma o vogal. "É um esforço nacional, temos de devolver à terra aquilo que tiramos dela", sublinha.

A iniciativa vai ter uma duração prevista de três anos e após realizados diversos testes ao composto, vão ser premiadas as três escolas com melhor desempenho no valor de 2500 euros.

 

07
Dez19

Truques para não engordar no Natal

Niel Tomodachi
Uma mesa farta não tem de ser sinónimo de fatura paga na balança. Pistas para sobreviver à avalanche natalícia sem gorduras extra.
 
 
 

Rabanadas, sonhos, filhós, formigos, pão de ló, bolo-rei, aletria, azevias. Com a mesa de Natal farta, as festas facilmente resvalam para uma overdose de calorias, com consequências na dieta. No entanto, diz a nutricionista Paula Veloso, há estratégias para não pagar a fatura da quadra na balança. Tudo parte de uma regra de ouro: privações não, contenção sim.

Alguns cuidados podem ajudar a fazer a diferença – o primeiro dos quais relacionado com a própria confeção. “Ter atenção às quantidades que se preparam, para não ter de se andar a comer sobras durante dias”, aconselha a especialista, que alerta para a importância de não ir para a mesa com demasiada fome. “Se for necessário, pode comer-se um prato de sopa antes do jantar.” Encher uma parte do prato com legumes também é importante, bem como nivelar por baixo a quantidade de azeite com que se rega o prato natalício.

A missão complica-se à sobremesa, com guloseimas “normalmente à base de fritos, caldas de açúcar ou frutos secos, altamente calóricas”. Também aqui há dicas úteis: evitar comê-las todas de uma vez, “sobrecarregando o organismo com energia que não conseguirá queimar”, e apostar em ananás ou salada de frutas sem açúcar para minorar os danos. Claro que nenhum destes cuidados sortirá o efeito desejado se não dosear a quantidade de álcool ingerido – é “o segundo maior fornecedor de calorias, a seguir às gorduras”.

 

05
Dez19

Loja Tea Shop... para os amantes de chá!

Niel Tomodachi

tea-shop-800x321.jpg

Já abriu no Norteshopping!

Os amantes de chá têm agora oportunidade de alargar as suas escolhas num espaço com uma seleção de 120 variedades de chás e infusões, incluindo misturas próprias desenvolvidas pelos seus especialistas. 

As origens da Tea Shop remontam a um sonho: um empreendedor sueco especialista em chá, chegou a Espanha em meados dos anos 80. Surpreendido pelo difícil que era beber um bom chá, lançou-se numa aventura de abrir uma loja de chá de alta qualidade. Assim nasceu a Tea Shop, especializada em chá fresco a granel e todos os complementos necessários para desfrutá-lo plenamente.

b9eec3a96a4aa482f8697fc2422e3fe3-754x394.jpg

No outono de 1990, inaugurava-se a primeira loja em Barcelona, mas hoje em dia a marca está representada em mais de 80 lojas em Espanha, Brasil e também em Portugal.

 

Loja Online: https://www.teashop.com/

 

05
Dez19

Tem o hábito de beber chá preto? Saiba qual é a quantidade máxima que deve ingerir diariamente

Niel Tomodachi
Bebido com moderação, ajuda a reduzir a tensão arterial. As substâncias antioxidantes que contém também melhoram a circulação sanguínea, previnem patologias associadas ao envelhecimento humano e estimulam o cérebro.
Tem o hábito de beber chá preto? Saiba qual é a quantidade máxima que deve ingerir diariamente
 

São três as chávenas diárias de chá preto que deve, idealmente, beber para reduzir a tensão arterial. A conclusão, publicada na publicação especializada Archives of Internal Medicine resultou de um estudo da Western Australia University desenvolvido junto de 95 pessoas entre os 35 e 75 anos. Durante seis meses, alguns dos participantes beberam três chávenas de chá preto por dia. Simultâneamente, os de outro grupo ingeriam uma bebida com o mesmo sabor.

Apesar de também conter cafeína, não tinha os derivados de chá. Verificou-se, depois, que as pessoas que bebiam chá tinham uma menor tensão arterial sistólica (máxima) ou diastólica (mínima), entre 2 e 3 mmHg quando comparado com o outro grupo. Apesar de o chá conter cafeína, se tomado sem exagero, oferece os benefícios da L-teinina, que atua a nível cerebral, provocando um efeito de relaxamento semelhante ao que sentimos quando praticamos ioga.

 

Source: https://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/cha-preto

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub