Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

22
Jan22

宇多田ヒカル (Utada Hikaru) - BADモード

Niel Tomodachi

いつも優しくていい子な君が
調子悪そうにしているなんて
いったいどうしてだ、神様
そりゃないぜ

そっと見守ろうか?
それとも直球で聞いてみようか?
傷つけてしまわないか?

わかんないけど
君のこと絶対守りたい
絶好調でも BAD モードでも
君に会いたい
I can’t let you go (Let you go)
I just want you more in my life
絶好調でも Bad モードでも
好き度変わらない

Here’s a diazepam
We can each take half of
Or we can roll one up
However the night flows
Here’s a diazepam
We can each take half of
Or we can roll one up
However the night flows
 
メール無視してネトフリでも観て
パジャマのままで
ウーバーイーツでなんか頼んで
お風呂一緒に入ろうか

何度自問自答した?
誰でもこんなに怖いんだろうか?
二度とあんな思いはしないと祈るしかないか

[Instrumental Bridge]

今よりも良い状況を
想像できない日も私がいるよ
I can’t let you go
I just want you more
When you feel low and alone
You’d better let me know

You know I’m bad at explaining
But lately I’ve done some maturing
Won’t you lean on me when you need
Something to lean on

エンドロールの最後の最後まで
観たがる君の横顔が
正直言うと
僕の一番楽しみなとこ
楽しみなとこ
 
Hope I don’t fuck it up again
Hope I don't, don't fuck it up again, oh-oh-oh
 
 
21
Jan22

Atriz Rachel Weisz participa no novo álbum da Orquestra Jazz de Matosinhos

Niel Tomodachi

É uma das personalidades femininas que recitam as letras que compõem o disco. “After Midnight” chega no final do mês.

A atriz britânica Rachel Weisz, conhecida por filmes como “O Fiel Jardineiro” ou “A Juventude”, entre tantos outros, é uma das participantes do próximo álbum da Orquestra Jazz de Matosinhos. Foram convidadas 11 vozes femininas para recitarem as letras que compõem o disco “After Midnight”, que vai ser editado a 28 de janeiro.

A edição em CD do álbum — que junta a Orquestra Jazz de Matosinhos à cantora Rebecca Martin e ao baixista Larry Grenadier — traz um audiolivro onde se podem ouvir as letras recitadas.

As cantoras americanas Amy Correia, Alice Bierhorst e Gretchen Parlato; a especialista em política ambiental Judith Enck; a psiquiatra e antropóloga Helena Hansen; a professora universitária e economista Francisca Guedes de Oliveira; a coordenadora da organização ambiental Waterkeeper Alliance Kate Hudson; a artista Sue Collins; a mãe da autora, Terry Martin; e a própria Rebecca Martin são as restantes vozes que recitam as letras.

A ideia partiu do diretor da Orquestra Jazz de Matosinhos, Pedro Guedes. “Quando oiço vocalistas a cantarem, o sentido das palavras é sempre mais musical, mais melodia e timbre, do que propriamente o significado poético que as palavras podem ter. Sugeri à Rebecca encontrarmos alguém que fizesse a leitura das letras do disco para ficarmos com duas versões das mesmas palavras: uma cantada, outra lida. Imediatamente, a Rebecca sugeriu convidar um grupo de mulheres, amigas, para lerem estas letras. O resultado final é este: um panteão de mulheres que leem estes textos de forma bela e notável, criando novos ritmos e prosódias”, explica.

 

30
Dez21

Niel Playlist: Dezembro (2021)

Niel Tomodachi

music-wallpapers-for-mobile-phones-part-2-weneedfu

Alguma da minha playlist de albuns do mês de Dezembro. 

Diapositivo1.JPG

1.EVERGLOW – Return of The Girl (Mini Album)

2.LP – Churches (Album)

3.MISIA – HELLO LOVE (Album)

4.Yvonne Catterfeld – Change (Album)

5.Aina Suzuki – Belle révolte (Album)

6.Koda Kumi – BEST ~2000-2020~ (Album)

7.Angèle – Nonante-Cinq (Album)

8.Georgia Train – Needles & Pinches (Album)

9.Marco Mengoni – Materia (Terra) (Album)

10.ChouCho – ChouCho the BEST (Album)

11.Ai Otsuka – LOVE POP (Album)

12.MONSTA X – The Dreaming (Album)

13.KEIKO (ex.Kalafina) – dew (Album)

14.May J. – Silver Lining (シルバーライニング) (Album)

15.Alicia Keys – Keys (Album)

Diapositivo2.JPG

16.Joris – Willkommen Goodbye (Deluxe Edition)

17.Alyssa Reid – ASHS (Album)

18.Ellen Williams – A Christmas Wish (Album)

19.Asami Ima – Balancing Journey (Album)

20.關心妍 (Jade Kwan) – EMERGENCE (Album)

21.Marie Osmond – Unexpected (Album)

22.Yoshino Nanjo – A Tiny Winter Story (Album)

23.Mika Nakashima – MESSAGE ~Piano & Voice~ (Cover Album)

24.Arisa – Ero Romantica (Album)

25.IU – Pieces (조각집) (EP)

:::

(Selecionei apenas alguns, os restantes pode ver no meu Blog: https://bubbledaysblog.wordpress.com/)

 

06
Dez21

Esta é a canção de Natal pela qual todos esperávamos: ouça o novo single dos ABBA

Niel Tomodachi

“Little Things” sai do mais recente trabalho, “Voyage”. Todos os lucros conseguidos vão para o fundo global da UNICEF.

"Little Things” é o mais recente single saído de “Voyage”, o último álbum dos ABBA lançado a 5 de novembro. É uma canção de Natal e com uma vertente solidária. Todo o dinheiro conseguido com este trabalho reverte a favor do fundo global para a proteção à criança da UNICEF.

Com a música chegou um vídeo que já foi visto por mais de 900 mil pessoas. “Esta é a primeira música de Natal dos ABBA, e nenhuma música de Natal estaria completa sem um vídeo festivo”, descrevem na página YouTube.

O videoclipe foi realizado por Sophie Muller. Recorre à ideia dos concertos virtuais que a banda já tem marcados para o próximo ano. É um grupo de crianças que o protagoniza durante quase quatro minutos.

O álbum “Voyage” chegou com 10 novas músicas da banda. Além das recentes, as músicas mais conhecidas do grupo vão fazer parte do espetáculo ao vivo que está marcado para o final de maio em Londres. Os bilhetes foram colocados à venda em setembro e esgotaram em poucas horas.

Para estes concertos vistuais foi feita uma parceria com a Industrial Light & Magic, uma empresa de George Lucas.

 

04
Dez21

Niel Playlist: Novembro (2021)

Niel Tomodachi

tumblr-one-color-music-Favim.com-6739491.jpg

Alguma da minha playlist de albuns do mês de Novembro. 

Diapositivo1.JPG

1.OSTON – I’m Definitely Talking Too Much (Album)

2.Ella East – Real (EP)

3.Kim Na Young – me (Album)

4.Zaz – Isa (Album)

5.Zoë Ferguson – Probably About You (EP)

6.Hitomi Shimatani - LoveSong ~My song for you~ (Album)

7.Renee Blair – Seventeen (Album)

8.Sia – Everyday Is Christmas (Snowman Deluxe Edition) (Album)

9.Magnus Carlsson – Atmosphere (Album)

10.夏子薇 – ZWEi夏子薇 首張迷你專輯 (Mini Album)

11.Katy B – Peace and Offerings (EP)

12.丁當 (Della) – 90s華語金曲翻玩計劃-當我們再一起 (Sing Together Again) (Album)

13.Lauren Jauregui – Prelude (EP)

14.LEA – Fluss (Album)

15.Diana Ross – Thank You (Album)

 

Diapositivo2.JPG

16.ABBA – Voyage (Album)

17.Lea Michele – Forever: A Lullaby Album (Album)

18.Ingrid Michaelson – Ingrid Michaelson’s Songs for the Season (Deluxe Edition) (Album)

19.Brigitte Bardini – Stellar Lights (Album)

20.Jordy – Mind Games (Album)

21.B.I – COSMOS (Mini Album)

22.Shakira – Laundry Service- Washed and Dried (Expanded Edition) (Album)

23.Katelyn Tarver – Subject To Change (Album)

24.Kylie Minogue – DISCO: Guest List Edition (Album)

25.Ани Лорак – Я Жива (Album)

26.Melanie C – Melanie C (Deluxe Edition) (Album)

27.Little Mix – Between Us (Album)

28.Taylor Swift – Red (Taylor’s Version) (Album)

29.TWICE – Formula of Love: O+T=<3 (Album)

30.Maite Kelly – Hello! (Special Bonus Edition) (Album)

 

Diapositivo3.JPG

31.Younha – END THEORY (Album)

32.Michael Patrick Kelly – B.O.A.T.S (Album)

33.Nolwenn Leroy – La cavale (Album)

34.Louane – Joie de vivre (En couleurs) (Album)

35.Max Giesinger – VIER (Album)

36.GARNiDELiA – DUALITY CODE (Album)

37.Minori Chihara – Re:Contact (Hiatus Mini Album)

38.Rani – 396 (Album)

39.容祖兒 (Joey Yung) – 薛丁格的貓 (Album)

40.Adele – 30 (Album)

41.Fly by Midnight – Silver Crane (Album)

42.Ayumi Hamasaki – Cyber TRANCE presents ayu trance 2 -COMPLETE EDITION- (Album)

43.Michael Bublé – Christmas (Deluxe 10th Anniversary Edition) (Album)

44.Leona Lewis – Christmas, With Love Always (Album)

45.Gaho – Fireworks (Album)

 

casadasletras.jpg

46.Дима Билан – 13 друзей Билана (Album)

47.Delta Goodrem – Only Santa Knows (Deluxe Edition) (Album)

48.Miriam Bryant – PS jag hatar dig (Album)

49.Christina Perri – Songs for Rosie (Album)

50.Katie Melua – Acoustic Album No. 8 (Album)

51.Тина Кароль – Двойной рай (Mini Album)

52.Allie X – Cape God (Deluxe Edition)

53.葉巧琳 (Mischa Ip) – Never Too Late,My Path,Mi Way (EP)

54.Andrea Bocelli – Favourite Christmas Songs (Album)

55.Сергей Лазарев – 8 (Album)

56.Sanna Nielsen – Min Sanna jul (Album)

57.Alan Walker – World Of Walker (Album)

58.Miss Li – Wonderful Misery (Album)

59.KAI - Peaches (Mini Album)

60.Peg Parnevik - What They'll Say About Us (EP)

 

(Selecionei apenas alguns, os restantes pode ver no meu Blog: https://bubbledaysblog.wordpress.com/)

 

31
Out21

Niel Playlist: Outubro (2021)

Niel Tomodachi

my-best-casette-playlist-5k-za.jpg

Alguma da minha playlist de albuns do mês de Outubro a partir do dia 13 (o restante está no post anterior), espero que gostem...

Diapositivo1.jpg

1.Miliyah Kato – WHO LOVES ME (Album)

2.Charlotte OC – Here Comes Trouble (Album)

3.Chelsea Cutler – When I Close My Eyes (Album)

4.FINNEAS – Optimist (Album)

5.Kacy Hill – Simple, Sweet, and Smiling (Album)

6.Coldplay – Music Of The Spheres (Album)

7.Emilie Marsh – Nevada (Album)

8.Cassadee Pope – Thrive (Album)

9.AJ Mitchell – SKYVIEW (Album)

10.Helene Fischer – Rausch (Deluxe) 

11.Kelly Clarkson – When Christmas Comes Around… (Album)

12.Nam Woo Hyun – With (Mini Album)

13.CL – Alpha (Album)

14.Lana Del Rey – Blue Banisters (Album)

15.Elton John – The Lockdown Sessions (Album)

 

Diapositivo2.jpg

16. Lady A – What A Song Can Do (Album)

17.Kristin Chenoweth – Happiness Is…Christmas! (Album)

18.SEVENTEEN – Attacca (Mini Album)

19.Agnes – Magic Still Exists (Album)

20.Ultimo – Solo (Album)

21.Alessandra Amoroso – Tutto accade (Album)

22.Maaya Uchida – HIKARI (Album)

23.Thelma Aoyama – Scorpion Moon (Album)

24.Maiko Fujita – Wasurerarenai Hito (忘れられない人) (Album)

25.SVRCINA – Orchards (Album)

26.Jão – PIRATA (Album)

27.Avery Lynch – When It Ends (EP)

28.Ailee – AMY (Album)

29.Zoe Brush – Water’s Edge (Album)

30.Mai Kuraki – unconditional L♡VE (Album)

 

Diapositivo3.jpg

31. Aria Ohlsson – Love on the Weekend (EP)

32.Ed Sheeran – = (Album)

33.Meghan Trainor – A Very Trainor Christmas (Deluxe) (Album)

34.Tori Amos – Ocean to Ocean (Album)

35.Jeon Somi – XOXO (Album)

36.Pentatonix – Evergreen (Album)

37.Eve Ai (艾怡良) – 偏偏我卻都記得 (How Come I Still Remember All) (Album)

38.Dami Im – MY REALITY (Album)

39.Beebe – Beebe (Album)

40.Megan Thee Stallion – Something for Thee Hotties: From Thee Archives (Album)

 

(Selecionei apenas alguns, os restantes pode ver no meu Blog: https://bubbledaysblog.wordpress.com/)

22
Out21

“Just a Notion”: oiça a nova música dos ABBA (que foi gravada nos anos 70)

Niel Tomodachi

O tema faria parte de "Voulez-Vous", o sexto álbum do grupo sueco. Agora, fará parte do novo "Voyage".

Têm fãs de todas as idades e, até os que não viveram durante a época de ouro dos ABBA ansiavam pelo regresso. Mantiveram a esperança durante os 40 anos que durou a pausa na carreira do grupo sueco. O novo álbum, “Voyage”, sai já a 5 de novembro. Em setembro lançaram duas novas músicas: “I Still Have Faith In You” e “Don’t Shut Me Down”. Mais de um mês depois, o grupo apresentou um novo single — “Just a Notion”.

Este novo tema é, na verdade, uma canção antiga dos ABBA: foi gravada em 1978. Contudo, só chegou aos ouvidos do público até esta sexta-feira, 22 de outubro. Se a ouvirmos, percebemos bem que o tema se aproxima bastante da sonoridade clássica da banda.

“Just a Notion” tinha sido gravada para entrar no álbum “Voulez-Vous”. É o disco que inclui temas como “Chiquitita”, “Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight)” e, claro, a faixa que deu nome ao sexto álbum de estúdio do grupo composto por Agnetha Fältskog, Anni-Frid Lyngstad, Björn Ulvaeus e Benny Andersson. A música foi descartada de “Voulez-Vous” mas fará parte do álbum “Voyage”, o primeiro dos ABBA desde 1981.

A vida dos membros do quarteto suceo, especialmente das mulheres, não consistiu apenas em concertos esgotados e glamour. Por trás das luzes da ribalta, Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad tiveram períodos de vida bastante conturbados, que incluíram divórcios e mortes de familiares.

Casamentos falhados, suicídio e stalkers 

Agnetha Fältskog era a loira de olhos azuis dos ABBA. Para muitos, era também a estrela do grupo sueco. Conheceu Björn Ulvaeus por mero acaso num café quando tinha 19 anos. Um ano depois, em 1971, estavam casados. Eram metade dos ABBA e um dos casais que constituía o grupo. Estiveram casados durante nove anos e tiveram dois filhos, Linda Elin Ulvaeus, que tem agora 48 anos, e Peter Christian Ulvaeus, agora com 43 anos.

O casal separou-se em 1980. Na altura, corria o boato de que os membros dos ABBA não formavam efetivamente dois casais e dizia-se que tudo não passava de uma estratégia de marketing. No entanto, foram precisamente as próprias relações amorosas que levaram ao fim do grupo, visto que, embora tivessem tentado, já não sentiam prazer em gravar novas músicas depois dos divórcios.

Embora difícil, o divórcio de Fältskog e Ulvaeus deu ao grupo um dos seus maiores sucessos: “The Winner Takes It All”, uma música que fala da separação entre o casal, e que acabou também por exprimir o que os quatro membros do grupo sentiam.

“Foi fantástico fazer aquela música porque podia-me identificar-me com aquele sentimento. Não me importei em partilhá-lo com o público, não me parecia errado”, explicou a cantora ao “Daily Mail”.

Enquanto ainda faziam parte dos ABBA, tanto Agnetha como Björn iam descrevendo o divórcio como “amigável”, a versão que escolheram contar aos meios de comunicação social. “Sempre dissemos que era um ‘divórcio feliz’, o que era, obviamente, mentira. Não existem divórcios felizes, especialmente quando existem crianças envolvidas. Além disso, a nossa separação estava sob o olhar dos média”, confessa a cantora em “As I Am: ABBA Before & Beyond”, a sua biografia, publicada em 1997.

Em 1990, a artista casou-se com Tomas Sonnenfeld, um cirurgião. A relação de ambos foi mantida em segredo até se divorciarem, em 1993. Quatro anos depois, em 1997, Agnetha apaixonou-se por Gert van der Graaf, um stalker que a perseguia desde 1995 e que chegava até a aparecer na sua casa. “Dedicava-me uma atenção muito intensa, e passado um tempo, deixei de conseguir resistir”, relembrou Agnetha. Formaram um casal durante dois anos mas, em 2000, a vocalista dos ABBA já procurava obter uma ordem de restrição contra o ex-namorado. Devido ao incumprimento do mandato, acabou por ser deportado da Suécia para a Alemanha, mas continuava a voltar à casa de Agnetha. Em 2006, foi preso a poucos metros do seu quintal.

Não foram só as relações amorosas que a marcaram. Em 1994, Birgit Fältskog, a mãe da cantora, suicidou-se ao atirar-se da janela do sexto andar do apartamento que partilhava com o marido. Foi um ponto de viragem na vida da artista, que nunca mais voltou a ser a mesma: “A Agnetha ficou devastada. Foi-lhe difícil seguir em frente. Não conseguia acreditar que a sua mãe tinha sido capaz de fazer uma coisa assim. Ficou assustada e passou a sentir-se completamente sozinha no mundo”, revelou um amigo. Cerca de 12 meses depois, o pai de Agnetha também morreu.

Um ano antes, em 1983, a estrela de “SOS” sofreu um acidente que a fez correr perigo de vida.  O carro onde seguia capotou e Agnetha foi cuspida do veículo. “Devo ter um anjo da guarda a vigiar-me. Tenho tido tanta má sorte mas mesmo assim sobrevivo. É bom para enfrentar os meus medos”, disse a cantora ao “The Sun”.

 

Agnetha Fältskog fez uma pausa na sua carreira musical que se estendeu por 17 anos. Quando voltou aos palcos foi recebida de braços abertos tanto pelos fãs, como os críticos. “My Colouring Book”, lançado em 2004, marcou o seu regresso à cena musical. Em 2013, atuou pela primeira vez ao vivo em 25 anos, num evento de angariação de fundos para crianças. Nesse mesmo ano, lançou “A”, um novo álbum de originais, o regresso triunfante de uma mulher que se pensava estar que ia permanecer afastada da música para sempre. Agora que está de volta, uma reunião dos ABBA já não parece impossível”, escreveu Will Hodgkinson, do “The Times Of London”. O regresso aconteceu oito anos mais tarde.

 

Do título de princesa e à morte da filha

Anni-Frid, mais conhecida como Frida, era avaliada em relação à sua parceira musical, comparação que menorizava as suas qualidades naturais. Embora não se destacasse tanto quanto Fältskog,  a voz de Frida é indissociável de alguns dos maiores êxitos dos ABBA, como “Fernando” e “Super Trouper”, aquela música que torna irresístivel não mexer pelo menos o pé. O seu marido era Benny Andersson, claro, o outro membro masculino do grupo.

Conheceram-se graças à música. Em 1969, Frida atuou num número de cabaré em Malmö, uma aldeia no sul da Suécia. Foi ness atuação que conheceu Benny. Dois anos depois já viviam juntos e partilhavam a vida. Ao contrário dos seus parceiros de banda, não se casaram imediatamente. Ficaram noivos em 1971 mas demoraram sete anos até se tornarem oficialmente marido e mulher. A espera foi maior do que o casamento, que, tal como aconteceu com Agnetha e Björn, acabou em 1980.

Um dúzia de anos mais tarde, em 1992, Anni-Frid Lyngstad recebeu o título de princesa, ao casar-se com o Príncipe Heinrich Ruzzo de Reuss, Conde de Plauen. A relação de ambos sempre foi bastante secreta mas sabe-se que começaram a namorar em 1982 e que viviam numa castelo na Suíça. Em 1999, Frida enviuvou quando Heinrich Ruzzo morreu com um linfoma. A cantora manteve o título de princesa e herdou também 75 milhões de libras (aproximadamente 87 milhões de euros).

No ano antes da morte do marido, Frida Lyngstad perdeu a filha. A 13 de janeiro de 1998, Ann Lise-Lotte Fredriksson Casper, a filha de 30 anos de Frida, conduzia por Livonia, em Nova Iorque, quando teve um acidente de carro. Não resistiu aos ferimentos do embate. 

Frida não se afastou por completo da ribalta, ao contrário da sua parceira de grupo. Em 2010, por exemplo, lançou um novo single “Morning Has Broken”, cuja sonoridade é idêntica a das músicas dos ABBA. No ano seguinte, participou numa peça de teatro na rádio, criada pela BBC. Mais recentemente, em 2018, lançou a sua própria versão de “Andante, Andante”, com o trompetista Arturo Sandoval.

“Voyage”, o novo álbum dos ABBA, será lançado a 5 de novembro de 2021, 39 anos depois do seu último projeto.

Frida Lyngstad no lançamento do filme “Mamma Mia”, onde se ouvem muitas das canções que tornaram os ABBA famosos.
 
 
13
Out21

“30”: tudo o que já sabemos sobre o (muito esperado) novo álbum de Adele

Niel Tomodachi

"Easy On Me" é o primeiro single a sair do novo álbum, e promete ser uma balada emocional tão típica da cantora britânica.

São poucos os artistas que conseguem desaparecer durante meia dúzia de anos e, quando regressam, são o tema de todas as conversas dentro da indústria musical. Adele é um destes fenómenos populares. Após lançar singles como “Someone Like You”, “Rolling in the Deep” e “Set Fire to the Rain”, e o álbum “21”, a cantora britânica desapareceu de cena durante quatro anos.

Regressou em 2015 e parou o mundo com o lançamento de “Hello”, seguido do álbum “25”, que esgotou dois concertos na Altice Arena, em Lisboa. Tal como nos habituou, desapareceu dos olhos do público durante seis anos e prepara-se agora para o lançamento do seu novo single, “Easy On Me”, que sai a 15 de outubro.

O regresso tão aguardado de Adele, agora com 33 anos, começou a ser falado após surgirem projeções em vários prédios e monumentos do mundo com o número 30. Este fenómeno enigmático foi logo associado à cantora, visto que o nome de todos os seus discos (“19”, “21” e “25”) correspondem à sua idade na altura em que realizou a maior parte dos projetos musicais.

Uns dias depois, a cantora anunciou mesmo que ia voltar às ribaltas, através de um post no Instagram onde publicou um pequeno teaser do seu novo single.

Embora o resto do álbum ainda esteja envolto em mistério, existem algumas detalhes que já conhecemos, como a data de lançamento. A artista revelou esta quarta-feira, 13 de outubro, que o álbum será lançado a 19 de novembro: “Quando o estava a escrever [o álbum], uma amiga minha trouxe-me uma garrafa de vinho e takeaway para me alegrar”, revela. “Desde então que reconstruí a minha casa e o meu coração e este álbum narra essa viagem. Casa é onde o coração está”, conclui.

 

O que podemos esperar do novo álbum

Se há algo que Adele nos oferece a cada álbum que lança são baladas que ficam. Se colocar a introdução de “Someone Like You” ou “Hello”, provavelmente demorará apenas alguns segundos até ter toda a gente a cantar (mesmo que não saibam a letra de cor).

Com “30”, podemos contar com mais destas baladas. “Easy On Me”, por exemplo, já nos traz esta energia que tornou Adele tão conhecida à volta do mundo. Esta foi, na verdade, a primeira música que Adele escreveu para o novo álbum.

Além do teaser que a cantora já disponibilizou nas redes sociais, Adele já apresentou outra parte da música durante uma transmissão em direto no Instagram.

 

“Perdoem-me enquanto choro durante a noite toda por causa de um snippet em loop de 41 segundos”, comentou um utilizador do Twitter.

Mas não serão apenas baladas que poderemos ouvir no novo álbum de Adele. A música que fecha o projeto, por exemplo, é uma música que funcionaria muito bem como tema de créditos para o filme “Breakfast at Tiffany’s”. Afinal, era esse o filme que passava na televisão do estúdio na altura em que Adele gravou esta música. É a maior faixa da cantora, com sete minutos de duração. A “Vogue” britânica teve a possibilidade de a ouvir, e a descrição que fizeram deixa qualquer um, sendo fã da cantora ou não, ansioso para o lançamento. A revista conta que tem influência do jazz, de Judy Garland, um acompanhamento de cordas e, claro, “vocais intemporais”.

O álbum será altamente influenciado pelo divórcio da artista. Será, segundo conta, uma forma de relatar ao seu filho Angelo, de oito anos, como foi o processo e os sentimentos por que teve de passar.

Outra das canções é também uma lição para o filho, desta vez de como tratar outra pessoa numa relação. “Essa [música] é certamente sobre coisas que aconteceram, mas eu quis colocá-la no álbum para mostrar ao Angelo como eu espero que ele trate o seu parceiro, seja um homem, uma mulher, ou o que quer que seja. Depois de atravessar um divórcio, os meus requisitos são altíssimos. Há um grande par de sapatos para preencher”, explica.

A “Vogue” conta ainda que o novo projeto musical de Adele tem influências de Marvin Gaye, Goldfrapp, e tem também uma estética retro.

Durante as músicas do novo álbum, Adele responsabiliza-se pelo divórcio, mostrando um contraste com os seus projetos passados. “Apercebi-me de que eu é que era o problema. Porque nos outros álbuns era muito, ‘Tu fizeste isto! Tu fizeste aquilo! Vai-te foder! Porque é que não podes vir para mim?’ E depois apercebi-me: ‘Ah, merda, eu sou a única constante aqui, na verdade. Talvez o problema seja eu'”, revela.

A essência e a história do álbum foi resumida por Adele em três curtas expressões: “auto-destruição”, “auto-reflexão” e “auto-redenção”.

Embora o divórcio entre Adele e Simon Konecki seja um tema corrente, não corresponde àquilo que o álbum é. “Não é um álbum de divórcio”, explica. E adianta: “é mais sobre eu divorciar-me de mim mesma”.

Adele e Simon Konecki, o ex-marido.
 

O álbum não terá colaborações

Adele não é propriamente conhecida por colaborar com outros artistas, por isso, não é um grande choque que o seu próximo álbum não conte com nenhuma participação.

A única parceria feita para o álbum é mesmo com os produtores, que neste caso são Greg Kurstin, que colaborou com a cantora em “Hello”; Max Martin — que já produziu músicas como “… Baby One More Time” de Britney Spears ou “Shake it Off” de Taylor Swift; e com os produtores Inflo e Ludwig Göransson.

O especial de televisão

Não seria a primeira vez que Adele protagonizaria um especial televisivo em nome próprio. Em 2015, a artista participou em “Adele at the BBC”, onde, juntamente com a sua banda, apresentou temas de todos os seus álbuns: “19”, “21” e “25”.  O programa foi uma junção de música e momentos de entrevista a Graham Norton.

De acordo com o “Vulture”, a equipa de Adele tem estado em conversações com vários canais televisivos para ser transmitida uma emissão especial relacionada com o lançamento do novo álbum. Noticiam que, por enquanto, ainda não há nenhum canal ligado ao projeto. (S)

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub