Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

15
Jun22

Avião da Lufthansa veste-se com as cores do arco-íris para celebrar o Mês do Orgulho

Niel Tomodachi

O “Lovehansa” vai sobrevoar os céus da Europa durante os próximos meses com os tons da bandeira LGBTQIA+.

Em junho comemora-se a luta pelos direitos civis e contra a discriminação para com os membros da comunidade LGBTQIA+, sendo também conhecido como o Mês do Orgulho (ou Pride Month). A companhia aérea Lufthansa não quis deixar de assinalar a efeméride e vestiu uma das suas aeronaves a rigor. Durante os próximos seis meses, um dos aviões da companhia aérea vai sobrevoar os céus com um novo nome e novas cores.

O Airbus A320neo com o registo D-AINY deixou cair a marca Lufthansa e passou a intitular-se de “Lovehansa”, como forma de celebrar este Mês do Orgulho. As letras da palavra “love” (amor) destacam-se por terem as cores do arco-íris, que simboliza a bandeira do Orgulho LGBTQIA +.

Para partilhar o amor com todos os viajantes, também existem corações com as várias cores da bandeira sobre as asas do avião. O interior é igualmente colorido, com as filas dos assentos divididas por cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e roxo. 

a08f3a7110f4e4dcc56620750f26b1d5.jpg

“A Lufthansa é uma companhia que representa abertura, diversidade e compreensão. Com a pintura especial ‘Lovehansa’, a empresa está a enviar um sinal claro e a torná-lo parte importante da sua cultura corporativa, de forma proeminente e visível para o mundo exterior”, explicam em comunicado. 

O primeiro avião com as cores do arco-íris levantou voo no dia 10 de junho, em direção a Billung, na Dinamarca. No entanto, não será a sua última viagem. O “Lovehansa” vai manter-se colorido durante os próximos seis meses, durante os quais fará diversos voos da companhia aérea.

aa8537595740d9e6d799dd697bba8dc2.jpg

 

10
Jun21

A nova coleção da Primark é para todos — e pelos direitos LGBTIQ

Niel Tomodachi

Pelo terceiro ano consecutivo, a marca associa-se à luta pelo orgulho sem preconceitos, com peças coloridas e divertidas.

70a0cb90b8ff9aa5aa15a13d51d755eb-754x394.jpg

Chama-se Feeling Proud e é a mais recente coleção de edição limitada de roupa e acessórios da Primark. E chega, claro, no mês do orgulho LGBTIQ. É a terceira edição desta colaboração entre a marca e a ILGA World, a Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexuais, que irá receber uma doação de 170 mil euros para continuar a defender os direitos de todos à sua orientação sexual.

A coleção é composta por 36 peças, desenhadas para todas as idades. Existem quimonos, casacos de ganga ou camisas com emojis. E sim, há até peças de roupa para cães. As peças começam nos 3€ e podem ir até aos 18€. Todas as T-shirts são feitas em algodão orgânico e apostam nas múltiplas cores da bandeira do orgulho LGBTQI.

A associação com a ILGA World vai no seu terceiro ano, com a associação internacional que engloba mais de 1700 organizações em 160 países a receber um valor monetário para continuar a fazer campanha pelos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo. No fundo, é uma verdadeira luta pelos direitos humanos. Parte deste apoio servirá para a realização de uma conferência mundial em 2022.

A nova linha chega às lojas físicas da Primark em junho.

 

01
Jun21

Porque é que junho é o mês do orgulho?

Niel Tomodachi

É no Pride Month que comemoramos anos de luta pelos direitos civis e pela busca contínua da igualdade de justiça para com os membros da comunidade LGBTQIA+. Eis o porquê das comemorações decorrerem, todos os anos, no mês de junho.

https_2F2Fblueprint-api-production.s3.amazonaws.co

Há cinco décadas que no mês de junho se celebra o orgulho. Ao longo deste mês, são realizadas comemorações direcionadas especialmente para a comunidade LGBTQIA+, com o objetivo de reconhecer a influência e o impacto histórico que estes membros tiveram (e continuam a ter) e ainda relembrar o caminho que ainda falta por percorrer. Além de ser uma celebração, este mês é uma oportunidade para se protestar e sensibilizar todas as pessoas para as questões que a comunidade enfrenta.

Mas porque é que junho é o mês do pride? A história remonta-nos para o ano de 1969, em Greenwich Village, Nova Iorque. Na madrugada de 28 de junho, vários agentes da polícia invadiram o Stonewall Inn - um bar popular gay - prendendo os funcionários por venderem bebidas sem licença e agredindo os que mostravam resistência. Nas ruas, uma multidão inquieta e revoltada assistia ao que seria mais um conflito de abuso policial, bastante frequente para com os membros da comunidade LGBTQIA+. Já fartos da brutalidade policial e da discriminação contra os homossexuais, a multidão não se deixou ficar indiferente perante esta situação, manifestando-se espontaneamente contra a polícia durante uma semana naquela rua.

A revolta e a atitude corajosa dos cidadãos presentes fez-se espalhar pela cidade, pelo meio de acontecimentos que ficaram conhecidos como a revolta de Stonewall e, não menos importante, pelo nascimento do movimento dos direitos dos homossexuais.

bar-stonewall-inn.jpg

É de realçar que na altura era ilegal, para a comunidade LGBTQIA+ ser vista a beber ou a dançar com pessoas do mesmo sexo. Face às respetivas proíbições, foram vários os bares a não autorizar a entrada a pessoas da comunidade, com receio de posteriores multas aos proprietários dos bares e a condenações para com os clientes que os frequentassem.

Ainda no ano de 1969, foi proposta a ideia de uma marcha em resposta aos acontecimentos em Stonewall, durante a Conferência Regional do Leste das Organizações Homófilas, em Filadélfia. A marcha ficou programada para o dia 28 de junho de 1970 – data em que seria o primeiro aniversário daqueles motins. Apesar de ter sido proposta a palavra “poder” como slogan para o desfile, chegou-se à conclusão que o movimento ainda não teria sido debatido politicamente, mas que os membros da comunidade sentiam orgulho na sua identididade sexual. E assim ficou decidido que a palavra orgulho serviria como tema para a primeira marcha, e para todas aquelas que dela resultaram até aos dias de hoje.  

Os motins de Stonewall foram o ponto de viragem para o movimento de libertação gay, não apenas nos Estados Unidos, mas no mundo inteiro. E é desde então que o mês do orgulho é celebrado em junho, marcando o aniversário dos motins de Stonewall e a reunião, ano após ano, de uma comunidade que marcha em conjunto pelo orgulho e pela igualdade de direitos.

pride-7.jpeg

(S)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub