Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

19
Set22

The Trash Traveller, a viagem com um sentido

Niel Tomodachi

É alemão, anda de bicicleta mapa de Portugal acima e abaixo e largou a biomedicina para chamar a atenção para… o lixo.

Foto: The Thrash Traveller

Andreas Noe é, acima de tudo, um tipo bem disposto. Intitula-se The Trash Traveller, canta “canções ridículas” e faz sorrir as pessoas. Pelo caminho, espera consciencializá-las para a luta que o move: acabar com o consumo de plástico de uso único.

Encontrámo-lo em Matosinhos, no âmbito do Travel Fest da Associação de Bloggers de Viagem Portugueses, à maegem do qual fez o que mais gosta: limpar praias.

Foto: The Thrash Traveller

Formado em biomedicina, conheceu Portugal através do surf e depressa percebeu que uma país com tão generosa costa se torna diariamente num recetáculo do lixo do Mundo.

Desistiu da carreira e da sua Alemanha, agarrou na carrinha que é sua casa e desatou a percorrer Portugal atrás de plástico. Com um ukelele que lhe foi oferecido por um viajante que cruzou algures às costas, a cantar num português delicioso letras tão parvas que só podem ficar na memória.

Foto: The Thrash Traveller

Objetivo: fazer passar a mensagem: “Sou um viajante de lixo, com um ukelele de lixo, tenho uma voz de lixo e canto canções de lixo”, conta Andrea, entre duas músicas. Uma delas é uma adaptação simples da Casa Portuguesa que Amália eternizou. Em versão lixo, claro.

“Não é porque o lixo seja pior em Portugal do que noutro lugar, mas porque adoro Portugal!”, ressalva o ativista, que se diz “chocado com o que os homens estão a fazer ao Planeta”.
Foto: The Thrash Traveller

Até então avesso às redes sociais, percebeu que usá-las ajudaria a luta a que se entregou. Andou 160 dias a recolher uma tonelada de plástico e a partilhar 160 vídeos e fotografias castiças, até um frigorífico apanhou e da porta fez uma “prancha de surf”.

Percebeu que não era suficiente e resolveu dedicar dois meses seguidos a descer por areais do Minho ao Algarve: em 832 km juntou 1,62 toneladas de lixo e centenas de pessoas e associações e ONGs e conquistou um movimento em plena pandemia.

Até que um dia foi recebido ao fim do dia por um senhor a agraciá-lo com água… numa garrafa de plástico de uso único. “OK, tenho de alterar a mensagem”, compreendeu. Tinha de convencer as pessoas a largar de vez o plástico.

E partiu à cata do item de plástico que mais se descarta para a Natureza: beatas de cigarro. Em dois meses, recolheu, com mais de 600 pessoas e 70 ONGs, 1,1 milhão de beatas em 38 cidades e praias. E fotografou-se deitado e coberto delas em “obras de arte efémeras”.

“Não se trata de limpar, trata-se de alterar a raiz do problema”, explica Andreas, que lançou uma campanha em defesa da implementação de um sistema de depósito para embalagens.

Foto: The Thrash Traveller

Pegou num quadro de bicicleta velho e em peças de 14 bicicletas descartadas, construiu a “Rosa” e deu a volta a Portugal e, 2370 km a explicar às pessoas que o Mundo tem materiais e coisas que cheguem e não precisa de fabricar mais e que o plástico só vai parar à Natureza “porque não tem valor”.

Apanhou 4599 garrafas e latas e documentou tudo com imagens no Instagram e lançou uma petição com várias ONGs que têm lutado nessa questão há anos e que espera vir a entregar ao Governo português. Para dar valor ao que é descartável e fazer perceber, pelo dinheiro, que pode ser reutilizado. Porque só 10% do plástico acaba reciclado em Portugal.

Foto: The Thrash Traveller

15
Jun21

Museu de Lamas recebe uma tonelada de lixo para reflexão ambiental

Niel Tomodachi

O Museu de Santa Maria de Lamas abre no próximo sábado o festival BasqueirArt, que dispôs uma tonelada de lixo por várias salas desse equipamento cultural do concelho de Santa Maria da Feira, para refletir sobre sustentabilidade ambiental.

naom_5d1b751f8ee67.jpg

O evento constitui uma extensão do festival de música Basqueiral, que desde 2017 se realiza anualmente nesse mesmo município do distrito de Aveiro e que este ano privilegia um formato temporalmente mais alargado, evitando concentrações de público ao propor, até final de agosto, 13 concertos, oito sessões de cinema, seis instalações artísticas, quatro residências, quatro espetáculos, uma exposição de fotografia, um mural de arte urbana e uma intervenção comunitária em mobiliário público.

A coordenação do programa BasqueirArt é partilhada entre o Museu de Lamas e a associação cultural Basqueiro, que escolheram a sustentabilidade ambiental como tema da edição de 2021 por considerarem que essa é "uma questão incontornável da atualidade" e defenderem que a abordagem artística dessa temática funciona como "um meio de consciencialização e debate de ideias".

Foi por isso que Susana Ferreira, diretora do Museu de Lamas, aceitou que "cerca de uma tonelada de lixo" fique a decorar diferentes salas desse espaço ao longo de dois meses. "Como estamos a viver uma pandemia, tínhamos que arrojar e decidimos apresentar instalações efémeras com recurso a lixo limpo, para motivar uma reflexão e discussão em torno de questões ambientais muito prementes", declarou à Lusa.

Um dos cenários das sete criações com resíduos, assinadas por diferentes autores, é a ala do museu dedicada à arte sacra, agora transformada com detritos sobretudo de plástico e cartão, mas incluindo também têxteis, brinquedos e peças informáticas. Todos esses materiais em fim de vida foram recolhidos ao longo de meses por diversos grupos da comunidade local e, entretanto, devidamente tratados para poderem partilhar o espaço ocupado pela habitual coleção do museu.

"Houve lixo que chegou a ir à máquina de lavar, para nunca se colocar em causa a conservação e a preservação do espólio integrado na nossa exposição permanente", realça Susana Ferreira.

Essas instalações definem um circuito que serve de preâmbulo à exposição do fotógrafo Mário Cruz, que já foi premiado duas vezes no âmbito do concurso mundial World Press Photo, e cuja última distinção nesse âmbito foi precisamente pela visão social e ambiental que proporcionou do rio Pasig, em Manila, nas Filipinas, onde a acumulação de lixo na água é de tal forma extrema, que se chega a poder caminhar sobre os resíduos.

São imagens da realidade em torno desse rio, declarado biologicamente morto em 1990, que o fotojornalista da agência Lusa exibirá em Lamas na mostra 'Living among what's left behind/Vivendo entre o que é deixado para trás', que já esteve patente em Roma, Bruxelas e Macau, assim como no Palácio Anjos, em Algés, junto a Lisboa, tendo sido considerada o Melhor Trabalho de Fotografia de 2020, pela Sociedade Portuguesa de Autores.

Com opções de entrada livre e outras a preços até 5 euros, a restante programação do BasqueirArt 2021 integra ainda concertos por artistas como Ana Deus e Indignu, sessões de curtas e longas-metragens da 26.ª edição do CineEco Seia - Festival Internacional de Cinema Ambiental e a criação de um mural de arte urbana por Daniel Eime, entre outras iniciativas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2023 Reading Challenge

2023 Reading Challenge
Nelson has read 11 books toward his goal of 55 books.
hide

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub