Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

13
Nov22

Como espalhar a semente da amizade por toda a parte

Niel Tomodachi

No momento perfeito

Susanna Isern (texto) e Marco Somà (ilustrações) são os autores deste belo álbum, um elogio ao poder da amizade e à forma como ela consegue remover os obstáculos que se vão colocando no nosso caminho, por mais intransponíveis que pareçam ser.

A história tem como protagonista o Esquilo, esse incessante roedor que, apesar do seu reduzido tamanho, é tudo menos insignificante. Como se também morássemos na floresta, acompanhamos o seu dia a dia desde a altura em que acorda, quando é surpreendido com uma mensagem que o deixa imensamente feliz e o faz ter que sair de casa imediatamente. Mas, assim que transpõe a porta, cada um dos animais vem sucessivamente ao seu encontro, pedindo-lhe favores que o fazem empoleirar-se nas árvores ou percorrer longas distâncias.

Sempre diligente, o esquilo a nada se nega, mesmo que essa boa vontade lhe possa trazer problemas…

Autoria: Susanna Isern/Marc Somà
Editora: Nuvem de Letras
Preço: 13,95 euros

Texto: Sérgio Almeida

 

A aranha Antonieta e as formas

Antonieta, a pequena protagonista desta história, não é uma aranha qualquer. Sempre que espirra, assume uma nova forma geométrica, o que lhe dá a oportunidade de conhecer animais muito diferentes de si e viver um sem-fim de aventuras. Quadrada ou oval, Antonieta nunca deixa de ser, porém, uma aranha ávida de amizades e experiências.

Autoria: Vanessa Namora Caeiro
Editora: Booksmile
Preço: 14,95 euros

 

Não abras este livro nem no Natal

Nas suas novas aventuras, o enérgico duende azul criado por Andy Lee, que insiste em dar-nos ordens que não estamos lá muito dispostos a cumprir, fala-nos sobre o Natal e os seus múltiplos encantos. Mas também deveres. Como o de nos portarmos bem ao longo do ano, caso queiramos receber a sempre esperada visita do Pai Natal.

Autoria: Andy Lee/Heath McKenzie
Editora: Jacarandá
Preço: 11,90 euros

 

A cegonha sem vergonha

Sempre bem-dispostos, os animais que fazem parte do novo livro de Richard Zimler merecem bem ser conhecidos por todos. Lá encontramos o palrador papagaio Xico, que, no auge da pandemia, pôs a contragosto uma máscara no bico; ou a abelha Maria Vicente, capaz de conversar e polinizar ao mesmo tempo, ou não fosse muito polivalente.

Autoria: Richard Zimler/Patrícia Figueiredo
Preço: 14,40 euros

 

08
Nov22

Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto

Niel Tomodachi

Germano Silva regressa à literatura infantil com “Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto”, uma banda desenhada com ilustrações do portuense Pedro Pires.

Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto

A carismática personagem Tripinhas está assim de volta como narrador de uma BD, depois da série de livros “História da Santa Casa Misericórdia do Porto em Banda Desenhada”.

Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto

Iremos viajar pelo Porto mercantilista do século XVIII, e onde descobriremos algumas curiosidades sobre os marcos arquitetónicos deixados pelo italiano Nicolau Nasoni, que terá começado a trabalhar na cidade invicta em 1725, neste caso com uma série de pinturas na sé catedral.

Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto

Mais uma vez Pedro Pires é o encarregado pelas ilustrações, num trabalho que tem de dar o detalhe e atenção para que tudo seja fiel ao verdadeiro. ” “Tem de dar a ideia de que uma Nossa Senhora do século XVIII não é Nossa Senhora de Fátima, saber que os paramentos dos padres eram diferentes naquela altura.” disse ao jornal Público.

Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto

Já Germano Silva referiu ao Jornal de Notícias que a ideia desta nova história é explicar “que os Clérigos não são apenas a torre” que se tornou símbolo da cidade, e lembra que o arquiteto Nicolau Nasoni está sepultado na Igreja dos Clérigos. “Não se sabe é onde. Esse mistério persiste”.

Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto

O Tripinhas é uma personagem inventada por D. Américo Aguiar, quando pediu a Germano Silva, que tornasse a história da Santa Casa da Misericórdia acessível aos mais jovens. E foi também de uma ideia do bispo auxiliar de Lisboa, que surgiu este “Clérigos. História do ex-líbris da cidade do Porto”.

A apresentação ao público foi feita esta sexta-feira, no Porto, pelas 16h.

 

01
Nov22

"Contos de Grimm" de Elli Woollard

Niel Tomodachi

Contos de Grimm

Sobre o Livro:

Adaptação de contos clássicos, com humor, em verso e repleto de ilustrações maravilhosas. Obra de qualidade literária e artística. Um livro encantador e bem humorado.
Cinco dos mais famosos e maravilhosos contos dos Irmãos Grimm: A Capuchinho Vermelho; O Sapateiro e os Duendes; Hansel e Gretel; Os Músicos de Bremen e A Gata Borralheira estão recheados de magia, humor, aventuras e corajosos animais!

Recontados em verso pela talentosa Elli Woollard e magnificamente ilustrados pela premiada Marta Altés, autoras dos anteriores livros desta série publicada pela Fábula: Contos do Foi Assim e Fábulas de Esopo.

Uma obra clássica, bem escrita, com humor no texto e ilustrações. Encadernação de luxo que o torna um presente ideal durante o ano inteiro.

 

Sobre a Autora:

Elli Woollard é uma reconhecida autora de livros infantis. Escreve também poesia para crianças. As suas rimas divertidas e a escrita ritmada conquistam os mais pequenos.

 

25
Out22

Sabes esculpir uma abóbora?

Niel Tomodachi

A Mortina pode ajudar a tornar o teu Halloween assustadoramente mais divertido.

Acaba de chegar às livrarias um livro de atividades da menina morta-viva que te explica, por exemplo, como fazer uma boneca a partir de uma meia, como te podes vestir e maquilhar como a Mortina e quais os passos para esculpir uma abóbora.

Mas há mais: o livro inclui ainda autocolantes, piadas assustadoras, enigmas, receitas e um conto.

“ Joga e Cria com a Mortina – Livro de Atividades”, de Barbara Cantini, é a mais recente obra em Portugal da série da Mortina, que está traduzida para 24 línguas. Por cá estão publicados os seguintes títulos pela Bertrand Editora: Mortina (2018), Mortina e o Primo Odioso (2019), Mortina e o Namorado Fantasma (2020) e Mortina e a Viagem ao Lago Mistério (2021).

 

06
Mar22

"O Grande Panda e o Pequeno Dragão" de James Norbury

Niel Tomodachi

500x.jpg

Sobre o Livro:

Uma história inspirada na filosofia oriental e que apaixonará grandes e pequenos.

Este livro narra a viagem de dois amigos com tendência para se perderem. Como a maioria das pessoas. O Grande Panda e o Pequeno Dragão costumam acabar por se encontrar, mas, quando lhes custa recuperar o rumo, aceitam onde estão e desfrutam do seu lugar no mundo.

Exploram as dificuldades e a felicidade que nos ligam a todos.
Aprendem como viver o momento, como estar em paz com as incertezas e como encontrar forças para superar os obstáculos da vida, juntos.

Nesta maravilhosa viagem pelas estações do ano, ambos aprenderam que aquilo que verdadeiramente importa não é a meta, mas sim a companhia.

Uma fábula ilustrada que convida a viver no presente e a buscar inspiração para superar as surpresas da vida.

Bestseller do Sunday Times

 

Sobre o Autor:

James Norbury, reside em South Wales, no Reino Unido, com a mulher e 5 gatos. Tem escrito e desenhado desde que se lembra. O seu principal amor são os animais e a natureza - por isso não usa nenhum produto de origem animal na minha arte ou no meu jantar.

 

«Os desenhos têm o charme do Winnie the Pooh e as legendas a profundidade dos provérbios antigos.»
Guardian

 

15
Fev22

Miúdo português publica o primeiro livro com apenas 9 anos

Niel Tomodachi

Dinis Capela escreveu uma história durante a pandemia, quando ainda tinha 8 anos, que foi agora editada.

Nos Estados Unidos da América, uma história sobre literatura e miúdos encantou o país no início deste mês de fevereiro. Um rapaz de oito anos criou um livro (com texto e ilustrações) e, numa visita à biblioteca local com a avó, escondeu a cópia numa estante. De repente, tornou-se um fenómeno: os bibliotecários catalogaram o livro, a história chegou à comunicação social, e até houve ofertas de editoras para publicarem a obra à séria.

Em Portugal, aconteceu uma história semelhante mas que já deu frutos editoriais. Um miúdo de dez anos — que celebra o seu aniversário precisamente esta segunda-feira, 14 de fevereiro — acaba de ver o seu primeiro livro publicado. Dinis Capela, de Barcelos, é o autor de “Ataque Eletrofantaz – e a Pedra do Poder”, que foi editado pela Flamingo. Está disponível por 10€ e pode ser comprado online.

Ilustrada por Tatiana Dolgova, esta história infanto-juvenil centra-se numa aventura de três amigos — Dinis, Pedro e Ângelo — que têm de enfrentar os Eletrofantaz. São “seres vindos da Internet, que eram apenas uma brincadeira, mas tornam-se reais atacando tudo e todos”, pode perceber-se pela sinopse divulgada.

“A ideia veio de brincadeiras minhas e dos meus amigos. Antigamente era um ataque de zombies, mas mudámos para ataque de Eletrofantaz. Anotava todas as brincadeiras num caderninho. Depois, na quarentena, os meus pais ensinaram-me a utilizar o computador e escrevi todos os textos do caderno no computador”, explica Dinis à NiT. Na altura, estava no segundo ano e tinha apenas oito anos.

O pai, João Capela, acrescenta que foi na altura que Dinis tinha aulas através do computador que “começou a desenvolver as pequenas historinhas que já tinha escrito à mão”. “Ficava ali uma ou duas horas a escrever e foi daí que surgiram estas aventuras.”

A ideia de tornar o que ia escrevendo em algo mais sério partiu do próprio Dinis. “Em janeiro de 2021, perguntou-nos: pai, como é que se pega nestas histórias e se transforma num livro verdadeiro? Expliquei que era através de uma editora. Passado uns minutos já tinha pesquisado no Google e encontrado a Flamingo. Ele que é que fez tudo — essa é a parte mais fascinante. O mais engraçado é que no site da Flamingo dizia que era preciso enviar o trabalho e uma autobiografia. E vem ele ter comigo: pai, o que é isto da autobiografia? Explicámos e passados 20 minutos tinha a autobiografia escrita, que é até a que aparece no livro. Enviámos o livro, sem acreditarmos muito e sem grandes expetativas, expliquei-lhe que seria pouco provável. Mas o que é certo é que passado algum tempo recebemos a resposta a dizer que queriam editar. Ficámos todos contentes.”

João Capela foi o primeiro da família a saber, uma vez que tinha sido ele a enviar o livro à editora por email. Uma ou duas semanas depois, chegou a resposta. “Contactei logo a minha esposa e disse: não vais acreditar, o Dinis conseguiu [risos]. E, depois, à noite [quando lhe contei], ficou todo emocionado. Ficámos todos.” Dinis confirma: “Fiquei muito feliz. Não estava à espera, mas acreditava que podia acontecer.”

“Ataque Eletrofantaz – e a Pedra do Poder” foi editado em meados de dezembro, quando Dinis tinha nove anos, mas a família Capela passou os últimos dois meses em sucessivos isolamentos provocados pela pandemia. Portanto, só agora estão a divulgar que o livro, que já está disponível para ser comprado. 

“Há pessoas que já nos perguntaram: mas foram vocês que escreveram? Não, foi mesmo o Dinis que escreveu a história toda. Fizemos algumas correções gramaticais, mas a história é 100 por cento dele. A editora também fez a sua revisão, mas foi tudo à base de erros gramaticais e de semântica. Veio mesmo tudo da cabeça dele”, explica João Capela.

Quanto ao processo criativo, Dinis diz que apenas tornou as brincadeiras com os amigos em histórias escritas. “Primeiro eram fantasmas laranjas. Depois dei-lhes o nome de Eletrofantaz, ou seja, fantasmas eletrónicos. Vêm da Internet e atacam através das televisões.”

O livro termina com um resumo da próxima aventura. Ou seja, Dinis nunca parou de escrever e tem já várias sequelas guardadas no computador dos pais. “A próxima história é sobre um homem que é do lado dos Eletrofantaz e que tenta matar pessoas”, adianta o autor. O pai explica que a editora ainda não está propriamente a par destas sequelas, por isso não está confirmado se também poderão ser editadas.

Certo é que já se começa a criar um culto à volta da saga. João Capela garante que todos os amigos de Dinis, desde a escola à catequese, passando pelo clube de futebol — Dinis joga nas camadas jovens do Gil Vicente —, ficaram extasiados.

“Um amigo, o Pedro, até já disse à mãe dele que também quer escrever um livro. Ele acaba por inspirar e é engraçado ver todos os amigos da escola, os colegas de futebol, da catequese, todos contentes a dar-lhe os parabéns. Há realmente um orgulho da parte dos amigos do Dinis. São pequeninos, até podiam não ligar muito, mas estão todos contentes.”

Os pais, claro, também não conseguem conter a emoção. João Capela tem uma escola de dança em Barcelos e a mãe de Dinis é enfermeira. “Sempre gostámos de ler, mas é realmente uma paixão do próprio Dinis, que nasceu com ele. Além de escrever gosta muito de ler. É um orgulho que não temos palavras para o conseguir descrever. É um feito que nem a maior parte dos adultos faz. Nós praticamente não acreditávamos: não lhe dizíamos que não, mas na realidade não acreditávamos que fosse possível, que uma editora fosse aceitar. Ele acreditava, escrevia e estava sempre a falar de ‘fazer em livro’, como ele dizia. É uma lição para todos nós: é possível seguirmos os nossos sonhos.”

Quanto ao futuro, Dinis Capela parece estar comprometido com a continuação da saga de “Eletrofantaz”, independentemente de os próximos capítulos serem ou não editados. E já sabe muito bem o que quer ser quando for grande: “escritor, ator, realizador, duplo e futebolista”. 

 

28
Jan22

Pick My Hero: livros feitos de raiz, heróis à escolha

Niel Tomodachi

Maria Teresa Jorge deu vida à Pick My Hero, marca de obras infantis personalizadas. Cada protagonista é desenhado à medida, cada impressão é única, cada objeto é pessoal e intransmissível. Em papel reciclado e com ilustrações de aguarela.

Desde miúda que a sua cabeça não pára, sempre a inventar e a imaginar histórias. Passava-as para o papel, recortava figuras de revistas para colar, aos seis anos escrevia livrinhos para oferecer à mãe com alguns bonecos que fazia com traços-palito porque não tinha jeito para desenhar. O gosto manteve-se vivo. Mais tarde, personalizava livros para o filho pequeno, tudo ao redor servia de inspiração, o que ele imaginava, o que ele contava. As ofertas alargaram-se à família, sobrinhos e sobrinhos-netos (e já são 27). “Tinha pano para mangas”, brinca Maria Teresa Jorge.

Dos livros que fazia de raiz até ao projeto passaram-se alguns anos. O filho, hoje arquiteto e fotógrafo, confidenciou-lhe que esses livros foram as mais belas prendas que recebeu. A ideia começou a fazer sentido. Em junho de 2021, Maria Teresa Jorge colocou no mercado a Pick My Hero, marca de livros infantis personalizados em que o herói é quem se quiser. “É um objeto personalizado como uma toalha que mandamos bordar com as nossas iniciais”, comenta. Cada criança é a heroína da história com o seu nome estampado na capa e ao longo da narrativa.

Primeiro, escolhe-se a história, e há duas neste momento, “A árvore encantada” e “Aventura de Natal”. Depois, escolhe-se o herói, o nome e características, sexo, tom de pele, cor de cabelo. Seleciona-se o idioma entre seis opções: português, inglês, francês, alemão, espanhol e italiano. Opta-se por capa mole ou por capa dura e é possível adicionar uma dedicatória que surgirá na primeira página.

“A coisa que as crianças mais querem na vida é serem heróis”, diz. A autora quer promover a leitura, estimular a imaginação, o sonho e a amizade, com narrativas inspiradas em momentos da vida. Seja sentir a magia da Natureza num passeio pela floresta com o filho ou tudo o que pode acontecer numa noite estrelada com os olhos no céu ao lado da neta. Há sempre amigos nas histórias, como o Floppy que é corajoso, gosta de batidos de cenoura, e é ótimo a resolver mistérios.

As ilustrações são em aguarela pintadas à mão por Véronique Delauney, ilustradora francesa, autodidata. “Não sei desenhar e tinha o sonho de ter ilustrações de aguarela nos livros, como tinha na minha juventude, referências de infância. E era isso que queria reproduzir, ilustrações feitas à mão”, realça Maria Teresa Jorge. Procurou, encontrou, meteu-se num avião, conheceu a ilustradora cara a cara, apresentou-lhe o projeto, ficaram amigas.

O processo de produção é, em grande parte, manual. “Cada livro é uma impressão e acabou, um único livro feito para aquela única criança.” O papel é 100% reciclado. Maria Teresa Jorge preocupa-se com as questões ambientais, com a pegada ecológica, pensa no futuro desta e das próximas gerações.

Os livros estão à venda no website da marca, 26,99 euros em capa mole e 32,99 em capa dura sem portes de envio. Há mais histórias a caminho. Maria Teresa Jorge não esconde que é uma eterna criança que gosta de rir e de sonhar. E o que vê é sempre passível de se tornar numa história de encantar.

 

11
Dez21

Cucoo Kids: o sucesso do livro musical que recupera as canções da nossa infância

Niel Tomodachi

O 1.º livro vendeu cerca de 2.000 exemplares. A segunda edição é um presente original, com temas antigos de Natal.

Quando a tradição e o património se encontram no presente, o resultado é especial. O sucesso desta iniciativa que o diga: a adesão ao primeiro “Giroflé — Canções tradicionais da nossa infância” foi tal, que está agora disponível o segundo livro da Cucoo Kids — desta feita dedicado exclusivamente ao Natal.

O novo livro chama-se “Linda Noite— Canções Tradicionais de Natal” e reúne mais seis canções gravadas pelo “Coro da Pausa”, um projeto coral infantil de Gondomar. As ilustrações originais são de Marta Calado.

O projeto Cucoo Kids nasceu em 2020, com o propósito de preservar o património musical português e neste novo livro apresenta algumas canções do cancioneiro de Natal. Entre elas os Natais de Linhares, de Elvas e de Évora e outras menos conhecidas do público infantil como “José embala o Menino”.

Nesta nova edição, os arranjos musicais desenhados por Beatriz Correia e Pedro Pereira, dão palco a diferentes instrumentos de percussão e incluem alguns solos interpretados pelas crianças do Coro da Pausa. A colaboração com o projeto educativo sem fins lucrativos pretende contribuir para a sua sustentabilidade e alargar o impacto social da Cucoo Kids.

As ilustrações resultam do olhar de Marta Calado, natural do Alentejo, e marcam o Natal com cores vivas e brilhantes, com detalhes do património, arquitetura e paisagem portuguesas. 

O primeiro livro correu, explica à NiT fonte da Cucoo Kids, muito bem: vendeu, até agora, cerca de 2.000 exemplares. Esta nova edição de Natal, mais exclusiva, é de apenas 1.000 exemplares. “Esperamos que cheguem às mãos de muitas famílias felizes, criando momentos lúdicos e de aprendizagem”, adianta.

“O primeiro ano da Cucoo Kids foi, felizmente, um sucesso. O Giroflé foi muito bem recebido pelos pais e pelos miúdos e o feedback tem sido incrível”, conta-nos Ana São-Marcos.

Segundo Ana, uma das fundadoras da iniciativa, “muitas pessoas referem que as ajudamos a relembrar as letras das canções que cantavam na infância — e que ficam muito felizes ao verem que para os seus filhos, este é, um dos livros favoritos. Recebemos muitos vídeos de miúdos a interagir com os livros, quer a dançar, quer a folheá-los e isso para nós é a prova de que este formato e conteúdos são muito bem recebidos pelos portugueses mais novos, independentemente do seu caráter tradicional”, adianta.

Com o novo livro “Linda Noite”, a Cucoo Kids pensou em corresponder às solicitações da comunidade nas redes sociais: “Percebemos que só as pessoas não pediam apenas mais canções, como muitas referiam as canções de Natal”, relata.

De resto, a abordagem foi semelhante à da primeira edição: “exclusivamente portuguesa”, indo buscar músicas tradicionais do País para esta época. “Quisemos experimentar uma expressão visual diferente, mais viva e brilhante, convidando uma nova ilustradora a colaborar com o nosso projeto, a Marta Calado”.

O novo livro musical.
 

O resultado com o “Linda Noite” é um produto mais sazonal, ligado à celebração natalícia, mas a marca diz que muitas pessoas têm optado por comprar packs com os dois livros para o Natal. A recepção que o “Linda Noite” está a ter, deu às mentoras “mais alento para pensar em novas aventuras para a Cucoo Kids”, dentro e fora dos formatos dos livros musicais.

“O nosso projeto tem um lugar no panorama editorial e de produtos para crianças em idade pré-escolar porque é o único que se dedica a preservar as tradições portuguesas e, em particular, o património musical português. Adicionalmente, temos a felicidade de, à nossa dimensão, ter também um impacto social positivo através do apoio que damos ao Coro Crescendi. Este coro infantil, é um grupo musical educativo gratuito que temos muita honra em apoiar e também dar a conhecer.”

Estes livros musicais, que as crianças mais pequenas controlam a partir de pequenos sensores elétricos nas páginas cartonadas, permitem o desenvolvimento de competências ao nível da motricidade fina, aquisição da linguagem e apetência para a leitura, lembram as fundadoras.

E concluem; “o projeto Cucoo Kids é, no panorama editorial português, o único a apresentar conteúdos originais no formato de livro musical”, apoiando a perspetiva de uma parentalidade mais positiva, sem recurso a dispositivos digitais. 

Quanto às encomendas, bem como mais detalhes sobre o projeto, encontra tudo na plataforma online.

 

06
Dez21

"O Pai que dá as estrelas ao filho" de Dulce Machado

Niel Tomodachi

548-capa-2-700x700.jpeg

Sobre o Livro:

Longe de casa o pequeno Léon cheio de curiosidade encontra na simples janela da sua tenda um portão secreto para o mundo. Ainda assim, o seu momento preferido são as pequenas viagens com Sahid, seu pai, que todas as noites o leva a ver as estrelas. São elas as protagonistas das histórias do pai que lhe conta as aventuras e peripécias da sua vida.
Estas estrelas tão especiais são também como anjos protetores que um dia lhes darão
asas rumo à liberdade. Uma história baseada num relato verídico, testemunhado na primeira pessoa num campo de refugiados.

 

Sobre a Autora:

Dulce Machado

É presidente da Associação Humanitária EntreMundos, é professora de formação e tem uma Pós-Graduação em Ação Humanitária. A Escrita e a Fotografia também fazem parte da sua vida. É uma Mulher de causas sociais e uma grande ativista e defensora dos Direitos Humanos. Acredita que não há impossíveis e que se pode fazer, sempre, a diferença na vida das pessoas, nem que seja através de um simples sorriso, de um abraço ou de uma palavra confortante. O voluntariado fez sempre parte da sua vida e esta história foi escrita por si em pleno Campo de Refugiados de Moria, na Ilha de Lesbos, na Grécia É baseada em factos verídicos e, através dela, Dulce pretende tocar os corações das pessoas, do Mundo, da so￾ciedade em geral e sensibilizar todos para a causa dos Refugiados. Dulce pretende, através desta história simples de amor, mostrar que todos somos Seres Humanos, que todos temos direito a uma VIDA com Paz, Liberdade, Esperança, Respeito e Amor.

 

Compre Aqui

 

20
Nov21

Histórias Para Crianças#28

Niel Tomodachi

 Muitos livros para oferecer aos mais pequenos!!

:::::

"Natal com a tia Josefina" de Michael Engler

9787c26-145642-screenshot-2021-10-12-at-145138.png

Poucos dias antes do Natal, a família Ratatovski recebe uma carta com selos e carimbos estrangeiros.

Acontece que esta é uma carta da tia Josefina, que tinha ido para a América há muitos anos e se tornou uma famosa assobiadora por lá.

Agora, a célebre artista desejava visitar sua família no Natal.

O que parentes pobres que não têm dinheiro nem para uma refeição festiva ou para uma árvore de Natal com brinquedos irão fazer?

Uma história de Natal escrita de acordo com os cânones das histórias natalinas, em quais o fundador desta tendência, Charles Dickens, combinou o Natal com temas sociais.

É uma história sobre a importância de boas relações de vizinhança e assistência mútua.

O livro maravilhosos que mais uma vez nos lembra que o milagre de Natal é possível.

 

"Ema e as Luzes da Noite" de Lucy Fleming

(Todos temos uma luz dentro de nós que merece ser partilhada. Uma linda história mágica e delicada.)

Wook.pt - Ema e as Luzes da Noite

Aninhada num pequeno recanto de um velho carvalho, vivia uma pequena rapariga com asas de mariposa chamada Ema.

Ema adorava a luz, mas tinha de ter cuidado para não apanhar sol nas suas asas delicadas. Todas as noites saía a esvoaçar e recolhia luzes de tudo o que brilhava na escuridão, partilhando-as sempre depois com quem delas mais necessitava.

Até que um dia os amigos animais decidem retribuir toda a sua generosidade e arranjam um plano engenhoso para que Ema possa concretizar o seu sonho de ver um dia o Sol…

 

"E se os Animais Dessem Beijinhos de Boa Noite?" de Ann Whitford Paul

(Um livro tão doce e ternurento como um beijinho antes de ir dormir)

Wook.pt - E se os Animais Dessem Beijinhos de Boa Noite?

E se os animais dessem um beijinho de boa noite, como nós? Como fariam?
Será que a girafa e o seu filhote esticariam o pescoço?
Talvez o lobo e o lobinho se beijassem e, em seguida, uivassem.
A preguiça e a sua cria mover-se-iam, certamente, muuuuuiito devagaaaaaaar.
E, em todo o reino animal, cada criatura partilharia o amor de uma maneira única.

 

"Verde é a Cor do Natal" de Drew Daywalt e Oliver Jeffers

(Homem…. Afinal, de que cor é o Natal?)

Wook.pt - Verde é a Cor do Natal

Os lápis de cor de o dia em que os lápis desistiram estão de regresso. Tudo porque o verde insiste que é a única cor de Natal na caixa.

É claro que os outros lápis também têm uma palavra a dizer até porque não haveria Natal sem eles!

Pai Natal sem vermelho?
Neve sem branco?
Sinos sem prateado?
Renas sem castanho?

Afinal são precisas mais cores para tornar o Natal especial.

 

"Aviões de Papel" de Jim Helmore

Wook.pt - Aviões de Papel

A Ana e o Pedro são os melhores amigos. Adoram construir aviões de papel e desejam, um dia, fazer um que consiga voar até à outra margem do lago. Mas as suas famílias vão morar para sítios diferentes…

Conseguirão eles manter a amizade e concretizar o seu sonho?

Uma história comovente sobre amizade e distância.

 

"Eu Sou Um Artista" de Marta Altes

Wook.pt - Eu Sou Um Artista

 

"O Melhor Presente do Mundo" de Mark Sperring

(Uma história de Natal enternecedora sobre a magia da amizade.)

Wook.pt - O Melhor Presente do Mundo

Na manhã de Natal, resta um presente por abrir debaixo da árvore de Ema e do Urso. Para seu espanto, não é para nenhum dos dois.

Imbuídos de espírito natalício, partem numa aventura para encontrar o seu verdadeiro destinatário. Estavam longe de imaginar que, dentro do embrulho, se encontrava o melhor presente do mundo!

 

"Lê e Brinca - Natal" de Joey Chou 

(Com 20 figuras para destacar + canções e atividades!)

Wook.pt - Lê e Brinca - Natal

Este é o livro ideal para tornares o teu Natal ainda mais feliz e criativo!

Vais criar o teu próprio presépio, com 20 figuras para destacares, aprender a fazer anjos mágicos e estrelas brilhantes e descobrir as mais bonitas canções natalícias!

Todas as atividades propostas resultam em peças que podem ser oferecidas pelos mais pequenos.

Ilustrações apelativas e carinhosas.

Material cartonado resistente às pequenas mãozinhas.

 

"Tudo o que Preciso para o Natal…" Yoyo Books

Wook.pt - Tudo o que Preciso para o Natal…

Tudo o que eu preciso para o Natal… são os meus amigos! As luzes, os enfeites, os doces… não há nada que a Raposa goste mais do que o Natal. Mas logo vem a perceber que o que faz o Natal feliz são os amigos com quem se comemora.

 

"Magia na Noite de Natal" de Yoyo Books

Wook.pt - Magia na Noite de Natal

Uma árvore de Natal, luzinhas cintilantes e os enfeites coloridos… mas falta alguma coisa… o Gabi e a Magui adoram o Nata, mas este não será o mesmo sem neve ou gelo.

Como poderão construir o seu boneco de neve?

Felizmente, a magia do Natal está a caminho!

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub