Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

17
Out21

15 jogos de tabuleiro e de cartas que precisas de ter em casa

Niel Tomodachi

jogos-tabuleiro-3.jpg

O jogos de tabuleiro e cartas, são ótimos no que toca a vivenciar momentos de entretenimento e lazer. Para além de ajudarem a desenvolver raciocínio e lógica são, muitas vezes, verdadeiras caixinhas de surpresas.

Desde sempre, este jogos familiares animam convívios entre amigos e reuniões de família, proporcionando momentos de criatividade e diversão.

Apesar de ainda serem frequentemente associados a jogos tradicionais, como xadrez ou as damas, a verdade é que o universo de sorte e raciocínio, está cada vez mais interessante. 

Assim sendo, para ajudar a passar tempo em família, criando momentos de lazer divertidos, aqui ficam algumas sugestões de alternativas aos jogos tradicionais.

 

Jogos de tabuleiro: estratégia e controlo de território

jogo-tabuleiro-game-of-thrones-1.jpg

1.A Game of Thrones: The board Game

Famílias nobres e poderosas, lutam para controlar sete reinos e assumir o Trono de Ferro.

Tal como na série, o objetivo do jogo A Game of Thrones: The board Game é conquistar os sete castelos. Para que isso aconteça, os jogadores devem recorrer a estratégias e manipulação, realizar ataques e conquistar aliados ao longo da partida.

Este é um jogo que pode ter até 5 participantes, sendo que é aconselhado para idades superiores a 14 anos.

No início do jogo, cada participante escolhe uma casa: Stark, Targaryen, Lannister, Baratheon, Greyjoy, Arryn ou Tully para comandar, e assim será alocado a um território.

Para se movimentar na partida, existem  quatro unidades diferentes: infantaria, cavalaria, torres de cerco e navios. Cada uma delas tem um peso específico em cada parte da batalha, e permitem obter tronos específicos, como o de ferro.

Ao longo do desafio, é fundamental recolher abastecimentos para criar e mover tropas, só assim é possível conseguir conquistar o máximo de castelos.

Existem ainda poderes que podem ser obtidos no decurso dos combates. Conquistar a espada, é um dos poderes, e garante acesso a uma rede se espionagem. Quem a detém, consegue antecipar as jogadas futuras dos adversários, manipulando o jogo.

Com um preço médio de 56€, dominar os sete castelos está ao alcance de qualquer pessoa mas apenas os bons estrategas irão controlar o trono.

 

2.Risk

jogo-tabuleiro-risk-2.jpg

Com opção de ser jogado a partir de 2 jogadores e até 5, o objetivo de cada um deles é conquistar territórios e controlar o mundo. No entanto, cada um dos participantes tem uma missão secreta, que lhe é atribuída no inicio da partida. Assim, dependendo da missão de cada um, o jogo tem variações, tornando-o único.

Este jogo de estratégia e guerra, com regras mais complexas, é aconselhado apenas a ser jogado para quem tem mais de 10 anos.

Constituído por um tabuleiro que se encontra dividido em 6 continentes e 42 territórios, cada um dos territórios tem uma carta de risco associada. A cada lugar é atribuída uma divisão militar própria, que pode ser infantaria, os batalhão, cavalaria ou artilharia.

Cada jogador tem o objetivo conquistar o máximo de territórios e dominar o mundo, tendo de cumprir a sua missão secreta em simultâneo.

Para controlar um continente, todos os territórios devem ser ocupados, os ataque aos territórios inimigos só podem ocorrer caso os países tenham fronteira comum.

Para que o combate comece, o atacante lança os dados de cor vermelha, e o atacado reage com os de cor azul. Ganha o que tiver os dados com maior número e não seja obrigado a retirar as suas tropas.

Mais do que sorte a lançar os dados, no Risk é necessário ser astuto e saber quando atacar e retirar tropas. Esta experiência de domínio mundial, está disponível com preços médios de 38€ a 45€.

 

3.Batalha Naval

jogo-tabuleiro-batalha-naval-1.jpg

batalha naval é um clássico dos jogos de tabuleiro. Popular entre os seus jogadores pela sua componente de desenvolvimento de estratégia, é ideal para ser jogado a partir dos 6 anos de idade.

Nesta guerra marítima, cada um dos 2 jogadores tem um tabuleiro onde define o seu método de jogo, com recurso a 5 embarcações. Cada um dos navios é disposto no tabuleiro, recorrendo a táticas que dificultem ao inimigo o sucesso da missão: afundar todas as embarcações do oponente.

Este jogo que permite desenvolver técnicas e habilidades de pensamento, encontra-se disponível em vários formatos, com preço médio de 24€.

 

4.Catan

jogo-tabuleiro-catan-1.jpg

Este é um jogo de tabuleiro modular, pode ser jogado por 3 a 4 pessoas, no entanto é expansível para que joguem até seis pessoas. Com preços que variam entre os 22€ e os 40, contempla várias maneiras de jogar.

Composto por 19 terrenos que representam terreno da ilha de Catan, cada um deles produz uma matéria prima diferente, com exceção do deserto.

Cada jogador inicia a partida com 2 aldeias e 2 estradas, mas para ganhar pontos tem de construir e transformas as suas aldeias em cidades. A cada rodada, o lançamento dos dados é que decide quais terrenos irão produzir as matérias primas necessárias ao desenvolvimento das aldeias. No entanto, apenas os jogadores com aldeias ou cidades ao redor desses terrenos, podem usufruir dessas matérias.

O objetivo do jogo é que cada pessoa construa as suas estruturas, de forma a colonizar a ilha e expandir seu território. Para garantir a  vitória é necessário fazer trocas comerciais ousadas, pensar cautelosamente e confiar nas jogadas arquitetadas.

 

5. Carcassone

jogo-tabuleiro-carcassone-1.jpg

Carcassonne, é uma cidade francesa conhecida pela sua fortificação medieval. Este é um jogo de estratégia que replica a fortaleza, e onde podem jogar entre 2 a 4 pessoas. Os participantes são responsáveis pela criação do mapa da zona medieval, que será sempre diferente mediante quem o desenvolve.

Objetivo de cada um, é deter o controlo da região, mosteiros e castelos, mas para tal, devem ser verdadeiros estrategas. Utilizar as suas peças e terrenos, e angariar seguidores para conseguir domínio total sobre a cidade, são os pontos que permitem conseguir pontos e ganhar a partida.

Aconselhado a partir dos 8 anos, este é um ótimo passatempo para um serão com amigos ou família! Encontra-se disponível em diferentes versões e várias temáticas, e os seus preços variam em média entre os 24€ e os 50€.

 

Jogos de cartas e tabuleiro: criatividade, cultura geral e sorte

jogo-tabuleiro-pictionary-1.jpg

6.Pictionary

Com mais de quarenta anos de existência, Pictionary põem à prova a criatividade de miúdos e graúdos. Este é o jogo ideal para dar asas ao artista que cada um esconde, e pode ser jogado desde os 8 anos.

Existem inúmeras variações e formas de jogar, no entanto, todas elas garantem um bom momento de diversão em família ou com amigos.

Para iniciar a partida são formadas equipas de 2 a 4 jogadores e eleito um responsável por desenhar o que está em cada cartão de jogo. Nos cartões, estão indicações que podem ser relativas a um objeto, ação, pessoa, animal ou até um lugar.

O desenhador de cada equipa deve esboçar da melhor forma possível, o que sai no cartão, de forma a garantir que a sua equipa dá a resposta correta.

A equipa que avançar mais rapidamente no tabuleiro e chegar à casa final, tem a hipótese de ser a grande vencedora se acertar na palavra. Caso falhe todos podem tentar acertar para conseguir a vitória.

Ideal para eventos em família ou grupos de amigos, este jogo encontra-se disponível com preços que variam dos 33€ aos 53€.

 

7. Party & Co

jogo-tabuleiro-party-co-1.jpg

Este é o entretenimento ideal para equipas, cujo preço varia entre 22 a 60€, dependendo do escolhido. Pode ser jogado a partir de 4 pessoas e é aconselhado para crianças com mais de 8 anos.

Composto por temáticas, Party & Co põem as habilidades de desenho, mimica, palavras proibidas, sons, marcas e perguntas à prova.

O objetivo deste jogo é ser o primeiro a chegar à prova final e realizá-la com sucesso, o que garante a vitória. Mas para isso, cada concorrente deve lançar os dados, e realizar as várias provas que estão indicadas nas casas de jogo onde cai.

Ao longo do jogo, existem casas de desafio que dificultam as provas aos participantes, caso uma equipa caia numa dessas casas e supere a prova pode jogar novamente. No entanto, sofre uma consequência, sendo obrigada a adicionar a carta de desafio para tornar a prova mais exigente.

De forma a ganhar o jogo, é necessário superar o desafio final, que soma três cartas de desafio. Atingir a meta pode ser fácil, mas superar os desafios pode ser muito difícil, uma vez que a prova final é decidida pela equipa rival.

 

8.Trivial Pursuit

jogo-tabuleiro-trivial-persuit-1.jpg

Diversão e cultura andam lado a lado, tal como comprova o Trivial Pursuit, que junta essas duas características, e reúne adeptos por todo mundo. Com 400 cartas de perguntas, este é um jogo de tabuleiro e cartas, para idades superiores a 16 anos.

O desafio, onde podem participar até 6 pessoas em simultâneo, consiste em responder corretamente ao maior número de perguntas das diferentes temáticas.

À medida que os jogadores percorrem o tabuleiro, deparam-se com casas de várias temáticas: geografia, entretenimento, arte, história e literatura, ciências ou desporto e lazer. Aí chegados, respondem a uma pergunta, que se estiver correta garante a “fatia de queijo” da temática.

Cada jogador deve tentar preencher o seu queijo, com fatias das diferentes temáticas. Assim que o fizer, poderá chegar à etapa final, onde outro concorrente lhe coloca uma questão que o tornará vencedor, caso dê a resposta certa.

Este é o divertimento familiar que põem a cultura geral de todos à prova. Os seus preços variam entre os 19€ e os 40€, dependendo da versão escolhida.

 

9.Monopoly

jogo-tabuleiro-monopoly-1.jpg

Neste jogo de sorte e fortuna, todos podem ser milionários! Bom para jogar em família, Monopoly é indicado a partir dos 8 anos. Existem variações do jogo que vão para além da versão clássica, cujos preços variam entre os 35€ aos 66€.

No início cada pessoa escolher um peão para o representar e receber 1500€. Entre os jogadores, decide-se quem será banqueiro que será responsável pelas compras, vendas e entrega dos títulos de posse.  O jogo conta com vários tipos de casas: sorte, tesouro, polícia e multas.

Quando um dos elementos cai numa casa sem dono, este pode comprar ou leiloar essa propriedade. Por outro lado, caso a propriedade tenha dono, o jogador que por lá passe, é obrigado a pagar um arrendamento, que aumenta conforme o número de edifícios que estejam na casa.

Assim que um dos jogadores se torna dono de todas as propriedades da mesma cor, consegue atingir o principal objetivo, criar um monopólio. Após isso, é mais fácil cobrar rendas mais altas, controlar preços e levar os restantes jogadores à falência, tornando-se o grande vencedor.

 

10.Cluedo

jogo-tabuleiro-cluedo-1.jpg

Uma noite de festa, dentro de uma mansão, dá origem a um verdadeiro mistério. O anfitrião aparece morto numa das divisões, quem será o culpado?

Neste jogo de mistério, todos são suspeitos! Com possibilidade de ser jogado por 6 pessoas, este jogo de tabuleiro e cartas, pode ser um divertimento para quem gosta de ser detive nas horas vagas.

O desafio pode ser jogado por quem tem mais de 8 anos, sendo composto por vários tipos de cartas de divisões da casa, armas e pistas. Em primeiro lugar, cada um dos jogadores elege uma personagem à escolha, à qual uma arma está associada. De seguida, as armas devem ser espalhadas pelas várias divisões da mansão.

Dentro do envelope de jogo será colocada uma carta de cada tipo: divisão, arma e personagem, as restantes serão distribuídas pelo número de jogadores existentes. Durante a partida, surgirão cartas de pistas, importantes para os participantes usarem a seu favor, no momento de acusar o culpado. As “acusações” só podem ser feitas uma única vez , e devem indicar o responsável pela morte, arma utilizada e divisão onde ocorreu o crime.

Em suma, ganhará o jogo, quem conseguir fazer a acusação correta, caso contrário, o assassino fica impune.

Com um preço médio de 25€, o Cluedo é perfeito para manter amigos e família com instintos bem apurados, e garantir um serão bem passado.

 

11.Uno

jogo-tabuleiro-uno.jpg

Este não é um jogo de cartas comum, é um jogo do tipo familiar, onde é necessário ter alguma sorte e ser astuto.

Existem versões simples e económicas desde 15€ que garantem diversão ao máximo, e versões que vão até aos 53€, incluindo dispensadores automáticos de cartas.

Tradicionalmente, o baralho do Uno é composto por 108 cartas com 4 cores que as identificam, e pode ser jogado até 10 pessoas. Cada uma das cartas tem um número, ou ação a realizar, como: proibição de jogar, ceder a vez de jogar, mudar de cor ou inverter o sentido do jogo.

No inicio, cada jogador retira sete cartas, e a primeira carta do baralho é a que dá início à partida. Cada pessoa poderá, na sua vez, descartar todas as cartas que consiga. No entanto, tem de respeitar a sequência da carta anteriormente lançada, respondendo ou à cor ou ao número.

Ao longo da partida, os participantes podem requisitar cartas extra caso não tenham nenhuma da mesma cor ou número para jogar na sua vez. O primeiro a conseguir terminar todas as suas cartas é o grande vencedor.

Indicado para crianças com mais de 7 anos, garante diversão entre crianças e também adultos.

 

12.Exploding Kittens

jogo-tabuleiro-exploding-kittens-3.jpg

Os gatos são doceis animais de companhia, e queridos por grande parte das crianças, mas neste jogo são o elemento que ninguém quer! Exploding Kittens é um divertido jogo de cartas, que pode ser jogado por 2 a 5 pessoas a partir dos 7 anos. Ou seja, é um ótimo desafio para toda a família, cujo preço médio ronda os 30€.

Composto por vários tipos de cartas, as principais são as de explosão que eliminam o jogador, e as defuse que protegem das explosões, garantindo a continuação no jogo.

Existem também cartas normais, que se dividem em seis tipos: attack, skip, favor, shuffle, see the future e as nope.

As cartas attack forçam o próximo jogador a comprar uma carta, as skip, passam a vez de jogar. Cartas de favor servem para pedir uma carta a um jogador à escolha, e as shuffle, têm como objetivo misturar o baralho novamente.

De forma a saber o que se segue no baralho, existem as cartas  see the future, por último as cartas nope, permitem cancelar o efeito de qualquer outra carta, com exceção das de explosão e salvação.

Em cada partida, cada jogador recebe 4 cartas e uma de salvação. Todas as cartas defuse que sobram, são colocadas junto das cartas normais, o mesmo acontece com as explosivas. No entanto, as de explosão devem ser colocadas no baralho, tendo em conta o número de jogadores presentes menos um.

No início de turno, cada participante pode usar o número de cartas que desejar, e em seguida retirar uma do baralho. Se a carta tirada for um exploding kitten, o jogador poderá usar uma defuse para a colocar novamente no baralho e no lugar que desejar. Em caso de não ter uma defuse, o jogador perde, ficando assim fora da partida.

 

13.Unstable Unicorns

jogo-tabuleiro-unstable-unicorns.jpg

Os unicórnios são criaturas míticas e para algumas pessoas são bastante adoráveis. Mas neste jogo de cartas, são o oposto! Responsáveis por criarem desordem e confusão, estes unicórnios garantem uma boa dose de diversão.

O objetivo de cada jogador é construir um grupo de sete unicórnios, o primeiro a conseguir é o vencedor da partida.

Inicialmente, cada pessoa recebe sete cartas aleatórias de unicórnios bebés, devendo fazer uma jogada, e ir ao baralho buscar outra carta. Aparentemente, é um jogo simples, mas a verdade é que como em qualquer jogo de cartas, o Unstable Unicorns tem vários tipos de cartas e jogadas, que causam caos e competição.

O jogo é composto por cartas de downgrade, que afetam os rivais, cartas de upgrade, que servem para benefício do jogador que as detém, e cartas de magia que provocam o caos a todos. Visto que nenhum dos concorrentes vai querer facilitar a construção de grupos, o ideal é desenvolver uma boa estratégia para garantir a vitória.

Com preços que variam entre 27€ e os 30€, é possível começar a construir um exército de unicórnios.

 

14.Dixit

transferir.jpg

Dixit é considerado uma experiência diferente dos normais jogos familiares que se pode encontrar no mercado.

O jogo tem como objetivo abrir a mente dos jogadores. Para tal, os jogadores devem dizer uma frase quando confrontados com a imagem que não pode ser demasiado fácil nem demasiado difícil para que os restante participantes adivinhem.

 

15.Mysterium Park

1520-1.jpg

Mysterium Park é um jogo onde um dos participantes assume o papel de fantasma que vive numa mansão antiga e completamente misteriosa.

Por outro lado, os restantes jogadores assumem um papel de médiuns que são convidados pelo proprietário da mansão para resolver o mistério da casa de forma trazer paz aos moradores.

O mistério do fantasma existe pois, segundo a lenda, este foi injustiçado e acusado de um crime que não cometeu. Por isso, tenta agora usar sinais para dizer às pessoas a verdade sobre o que aconteceu para que a justiça seja restabelecida.

 

18
Mai21

SWIMOUT, o primeiro jogo indie 100% português da GETTOUT!

Niel Tomodachi

Originária de Mafra, o estúdio GETTOUT, acaba de lançar o seu primeiro jogo, SWIMOUT, a mais recente novidade para os mercados Português e internacional.

swimout-2.jpg

O jogo consiste em fazer navegar um peixe, a personagem deste jogo, por um cenário que se move. Cada peixe é diferente, uns mais rápidos, outros mais lentos; uns mais pesados, outros mais leves. Todos estão à escolha do jogador, o qual deve optar pelo que mais se enquadra nas suas necessidades e preferências visuais e técnicas. O peixe é personalizável e até azulejos tipicamente Portugueses fazem parte da panóplia de diferentes opções para cada peixe.

Para os mais novos ou para os mais velhos, é caso para dizer que há peixes para todos os gostos. É importante referir que objetivo principal do jogo é chegar o mais longe possível, alcançando, por isso, a maior pontuação e desafiar amigos, família ou conhecidos para descobrir quem é o derradeiro mestre do jogo.

SWIMOUT

“Viciante”, “Relaxante”, “Fantástico” e “Não se vão desiludir” são algumas das muitas críticas aquando do lançamento do jogo e, embora, a boa recepção ao mesmo, Beatriz Artilheiro e Paulo Arinto, os criadores do jogo garantem

“É apenas o começo, o potencial [do jogo] é enorme e pretendemos expandi-lo”. Embora a boa vontade, os dois jovens criadores também percebem a dificuldade “É difícil singrar num mercado pequeno como o nosso, é preciso que todos ajudem e contribuam para nos ajudar a fazê-lo crescer além fronteiras. Ainda assim, acreditamos que seja possível.”

Os próprios admitem que o projeto teve início porque acreditam que os Portugueses deviam estar mais presentes na indústria dos jogos:

“Deve existir uma maior presença Portuguesa na indústria dos jogos internacionalmente, porque com tanto talento que temos, faz sentido que também o apliquemos nas áreas certas.”

Durante a primeira semana de lançamento, o jogo atingiu o Top 30 na App Store, algo incomum para qualquer jogo, especialmente Português. Para que possa manter a curva ascendente de progressão, é necessário que os números de instalações continuem a aumentar.

Descarrega o jogo aqui: http://onelink.to/swimout

Criado inteiramente por dois jovens Portugueses, Beatriz Artilheiro e Paulo Arinto, de 19 e 20 anos do Concelho de Mafra, GETTOUT é o resultado da ambição de querer iniciar uma carreira profissional em Design de sucesso. Ambos são estudantes do Ensino Superior em Design e pretendem expandir os seus conhecimentos através de projetos variados na área criativa.

 

(S)

31
Mar21

Monopólio prepara mudança única (e vão ser os fãs a decidir o que aí vem)

Niel Tomodachi

A Hasbro desafia fãs de todo o mundo a escolherem as novas cartas da Caixa da Comunidade.

aa1c038f54cabcc5827e43544985afcd-754x394.jpg

São já 85 anos de um jogo icónico, em que a fortuna se faz de sorte e estratégia. O Monopólio é um jogo de tabuleiro que tem atravessado gerações e é uma das mais bem sucedidas apostas da Hasbro. O momento, porém, é de mudança.

Pela primeira vez na história do jogo, todas as famosas cartas da Caixa da Comunidade, que em muitos casos podem decidir o rumo de um jogo, vão ser alteradas. E a Hasbro vai passar para os fãs do jogo a possibilidade de decidirem o que aí vem.

Até 9 de abril, a comunidade de jogadores vai votar online as suas preferências. A votação já está a decorrer e o modelo é muito simples: vai ter de escolher a sua favorita entre as opções disponíveis. As 16 futuras cartas da Caixa da Comunidade vão fazer parte de uma nova edição do jogo a ser lançada em setembro deste ano, adianta-se em comunicado.

As hipóteses disponíveis refletem já os tempos atuais, desde um extra que se pode faturar por tratar voluntariamente das redes sociais de uma entidade, até um extra que se vai ter de pagar porque a festa que se organizou não incluiu reciclagem.

Ao longo dos anos, o Monopólio tem-se adaptado aos mais diversos cenários mas tem contado também com edições especiais, desde uma versão em que as mulheres ganham mais, o “Ms. Monopoly”, a uma para millennials que não foi especialmente bem recebida. Desta vez são mesmo as recompensas e despesas extra das famosas cartas da Caixa da Comunidade que estão em jogo.

 

18
Mar21

À descoberta da Europa com jogos, quizzes e adivinhas sobre os países da UE

Niel Tomodachi

O site da União Europeia disponibiliza um conjunto de atividades para entreter os mais novos (e não só), enquanto aprendem a põem à prova os seus conhecimentos sobre os países da UE.

pexels-pixabay-269790-960x640.jpg

Puzzles sobre países ou línguas, adivinhas, quizzes de história, geografia e cultura, jogos de bandeiras e o significado das suas cores, monumentos e sítios famosos, passatempos para aprender sobre o euro e até um jogo para descomplicar o mundo dos impostos. Estas e outras propostas compõem um total de duas dezenas de atividades interativas disponíveis no site da União Europeia.

Existem opções de vários níveis e para todas as idades, e além do património geográfico e cultural da UE, também tocam temas como a conservação do ambiente e da biodiversidade. Por exemplo, através de jogos de tabuleiro inspirados na ação climática e até um jogo sustentável onde podemos construir uma cidade amiga do ambiente, e ainda um desafio que leva a saber mais sobre os diferentes tipos de polinizadores, a sua importância para a humanidade e o seu risco de extinção.

A ideia é entreter, testar conhecimentos e também aprender um pouco mais sobre os 27 países que fazem parte da UE. Na sua maioria são jogos online, mas há também a possibilidade de imprimir mapas da Europa para colorir ou folhas para um “quantos-queres” de factos históricos, em várias línguas.

 

02
Mar21

50 anos de Uno: do clássico à sequela

Niel Tomodachi

Não tem idade, cultura ou língua. Não abre espaço à discriminação. Basta gritar uno e livrar-se de todas as cartas. O jogo que põe todos de olho em cores e números comemora o 50.º aniversário. meio século de diversão em que o aborrecimento está proibido (até a quem tem mau perder).

UNO-50-ANOS-1200x675.jpg

1971

Desde a barbearia
Criação de Merle Robbins, o famoso jogo de cartas nasceu na barbearia do criador, no Ohio, Estados Unidos da América. O americano utilizou as poupanças para fabricar os primeiros cinco mil baralhos.

1972

Primeiro grande salto
Um ano depois da criação, os direitos do jogo são vendidos à International Games. A partir de 1978, o jogo chega às grandes superfícies e o sucesso começa a intensificar-se.

1992

O novo proprietário
A International Games é comprada pela Mattel, conhecida empresa de design e produção de jogos e brinquedos e atual proprietária dos direitos do Uno.

1999

Do analógico para o digital
Nasce a primeira versão eletrónica do jogo. É o lançamento do Uno para a Nintendo Game Boy.

robbin-wong-OwbKXZPV7gk-unsplash-768x513.jpg

2008

Aplicação para telemóvel
Depois de chegar às consolas de videojogos, o famoso baralho de cartas alcança o bolso de qualquer um. Em parceria com a Gameloft, é criada a aplicação oficial do Uno para telemóvel.

2018

Depois do Uno, o Dos
Depois de 47 anos de especulação, é anunciada a mais aguardada sequela de um jogo de cartas: o Dos chega às bancas. É o dobro das regras e o dobro da diversão.

2019

A bandeira da inclusão
Depois de um baralho adaptado para daltónicos, a marca dá mais um passo pela inclusão e lança a versão braille do Uno.

2021

“Fifty Years of Being Wild”
A edição comemorativa de meio século está nas lojas e inclui uma moeda de ouro exclusiva, uma carta especial e uma nova regra. Mais motivos para gritar Uno!

UNO-Edição-Premium-50-Anos-1-300x199.jpg

UNO-Edição-Premium-50-Anos-2-300x199.jpg

 

 

26
Fev21

Toca Life World: A app que reúne todos os mundos do popular jogo

Niel Tomodachi

jogotag.jpg

Há uma nova aplicação que é um sucesso garantido para os fãs da série de jogos/app Toca Life.

Toca Life World combina todos os mundos Toca Life: City, Vacation, Office, Hospital e mais, tudo no mesmo espaço. A empresa explica que é como se tudo tivesse sido unido num “gigante mundo de brincar.”

Além das apps e mundos existentes, há neste novo jogo mais locais, mais aventuras e cenas, cheias de histórias e onde a imaginação tem espaço: no fundo, podes construir o teu mundo e criar a história que quiseres, só para ti.

A aplicação é gratuita e está disponível para iOS e Android, sendo recomendada para as idades entre os seis e os 13 anos.

Para saberes mais, sugerimos este trailer:

 

17
Jan21

New Pokémon Snap chegará em Abril

Revelado novo trailer.

Niel Tomodachi

newpokémon-snap-pn-n.jpg

A Nintendo anunciou a data de lançamento para New Pokémon Snap e apresentou um novo trailer.

Este jogo, desenvolvido em conjunto com a Bandai Namco, permitirá fotografar mais de 200 tipos diferentes de Pokémon, enquanto exploras uma nova ilha na primeira pessoa.

O novo trailer mostra-te a região Lental, onde decorre o jogo e onde poderás construir uma Photodex a partir das fotos tiradas a criaturas que deambulam pelos locais selvagens.

O Professor Mirror vai avaliar as tuas fotos e quanto melhor for o teu enquadramento, melhor será a tua pontuação.

Quanto à data de lançamento, New Pokémon Snap chegará a 30 de Abril.

new-pokemon-snap.jpg

 

04
Dez20

O novo jogo de tabuleiro português onde se comem chocolates no final

Niel Tomodachi

Foi criado pela marca Pedaços de Cacau e pelos responsáveis do canal de YouTube Cara Coroa. São vários jogos num só.

db19188643c4f50a88b0c84f793f46dd-754x394.jpg

A maioria dos jogos de tabuleiro termina sempre com uma vitória moral para a equipa vencedora. Há os parabéns no final, o título imaginário que foi conquistado aos amigos e família e nada mais do que isso. E se a cada jogada pudesse ganhar chocolates que podem ser comidos no final?

É isto que acontece no mais recente jogo de tabuleiro português criado pelos responsáveis do canal de YouTube Cara e Coroa, João Bernardes e Pedro Lopes, em conjunto com a marca artesanal Pedaços de Cacau. Foi pensado para o Natal, para ser jogado por amigos e família, mas dá para o ano inteiro, desde que tenha sempre mais chocolates.

Ao todo são 25 os desafios que serão lançados a um máximo de dez equipas com dois jogadores cada. Nas diferentes casas, terão de ser bem sucedidos naquilo que é proposto, tudo para ganharem um chocolate da Pedaços de Cacau com 72 por cento de cacau.

Custa 19,50€.
 

O ideal é não comer nenhum até ao final do jogo, visto que há sempre a hipótese de algum ter de voltar até ao tabuleiro. No final, depois de pequenos quadrados, existe uma barra de ouro (de chocolate, neste caso), com lemon curd e com 52 por cento de cacau. Esta versão foi pensada pelos dois youtubers.

No final ganha a equipa que tiver colecionado mais chocolates. A vitória é feita a comê-los, pois claro. Os desafios vão desde mímicas de objetos a descobrir nomes de personalidades, além de trautear canções, fazer flexões, contar anedotas, jogos de verdade ou consequência, ou atirar moedas ao ar para calhar cara ou coroa — como o nome do canal.

O jogo pode ser comprado na loja online da Pedaços de Cacau. Custa 19,50€. Inclui o tabuleiro, o manual de regras, 25 napolitanas de chocolate artesanal, dados e peões para montar e a barra de ouro de chocolate, um dos prémios finais.

A Pedaços de Cacau existe desde 2016. Tem vindo a criar sugestões criativas ao longo dos anos e até já ganhou alguns prémios com as suas criações. Através da loja online tem acesso à grande oferta da marca.

O canal Cara e Coroa é de João Bernardes e Pedro Lopes. Aqui são sempre lançados desafios com o objetivo de entreter quem está a ver. Conta com mais de 33 mil seguidores. Provas de sushi, fazer panquecas e comer menus infantis das cadeias de fast food são alguns dos mais recentes.

 

29
Nov20

A consola que revolucionou os videojogos traz de volta o Super Mario

Niel Tomodachi

Os jogos estão cada vez mais modernos e apurados, mas às vezes não há nada como uma consola retro e limitada para saber como se jogava nos anos 80 e 90 – ou até para colecionar.

A Nintendo trouxe para este Natal a Game & Watch: Super Mario Bros. A consola reproduz os jogos clássicos Super Mario Bros, Super Mario Bros: The Lost Levels (lançado no Japão como Super Mario Bros. 2) e uma versão especial de Ball… com um toque especial Super Mario!

Mas este regresso tem novidades: como o modo Infinite Mario. Se iniciares o Super Mario Bros ou Super Mario Bros: The Lost Levels enquanto pressionas o botão A ativas esse modo, o que te permite experimentar os níveis mais difíceis sem teres de te preocupar com um eventual Game Over…

A consola portátil Game & Watch já está nas lojas e funciona ainda como um relógio, com 35 animações.

 

18
Set20

PlayStation 5: jogos novos, retrocompatibilidade e preço base nos 399 euros a partir de 19 de novembro

Niel Tomodachi

A consola foi apresentada numa conferência via YouTube e os jogos mereceram especial destaque, com mais de 80 títulos confirmados. A versão sem leitor estará disponível por 399 euros.

ps5_render_group_withnotice_02-scaled_770x433_acf_

A Sony já tinha anunciado as primeiras características da sucessora da Playstation 4 (PS4) em junho deste ano. Duas versões, uma com tecnologia Blu-Ray (disco ótico de alta densidade) e outra pensada unicamente para jogos em formato digital, além dos novos acessórios, foram alguns dos pontos em destaque nessa altura. De fora, ficou a informação sobre o preço da consola ou mesmo a data de lançamento. Nesta terça feira, a gigante japonesa destapou o que faltava num evento oficial transmitido através do YouTube para todos os fãs da marca.

A consola será comercializada a partir de 12 de Novembro nos Estados Unidos, México, Austrália, Nova Zelândia e Coreia do Sul, sendo esperada no resto do mundo – à exceção da China, ainda sem data estipulada – a 19 do mesmo mês. À semelhança do que aconteceu com o modelo anterior, entre a PS4 e PS4 Pro, também a PlayStation 5 (PS5) terá preços diferentes para ambos os modelos anunciados. A versão sem leitor estará disponível por 399 euros, a segunda, com leitor incluído, fica pelos 499 euros.

O equipamento será o primeiro da Sony a suportar o formato 8K (uma resolução de ultra-alta definição, mais avançada do que a do 4K), complementado pelas características de áudio 3D imersivo, bem como por uma capacidade de armazenamento interno SSD de 825GB. Outro dos pontos a ter em conta na nova PS5 é a retrocompatibilidade, que tornará possível jogar alguns dos títulos da consola anterior na nova, não sendo para já avançada informação sobre quais. A revelação dos novos títulos foi um dos principais momentos do evento 100% digital da marca japonesa.

Em destaque esteve o videojogo “Final Fantasy XVI”, título produzido pela empresa japonesa Square Enix e uma das mais reputadas dinastias RPG (Role Playing Game: quando os jogadores assumem papéis de personagens e criam narrativas dentro do jogo) para a consola — e que será um exclusivo da PS5. A antologia “Final Fantasy” começou em 1987 pela mão de Hironobu Sakaguchi e é considerada um sucesso de vendas.

[Veja aqui o trailer do “Final Fantasy XVI” apresentado no evento da PlayStation]

Outro dos destaques da noite foi para o “Hogwarts Legacy”, jogo da empresa sueca Avalanche Games que nos leva de volta ao universo “Harry Potter”, mas desta vez numa prequela. A ação decorre por volta de 1800 na icónica escola de feitiçaria Hogwarts e parece não envolver as personagens principais da saga. Em alternativa, parece que serão os jogadores a criar as suas próprias personagens. O videojogo estará disponível para as consolas em 2021.

[Veja aqui o trailer do “Hogwarts Legacy” apresentado no evento da PlayStation]

Entre as novidades da marca, estiveram outros fenómenos conhecidos do grande público: o norte-americano “Call Of Duty: Black Ops Cold War“, o japonês “Resident Evil VIII Village“, o novo capítulo de “God of War”, o de “Gran Turismo 7” ou “Demon Souls” vão fazer parte da oferta para a consola da Sony, bem como o fenómeno “Fortnite” — que está atualmente numa batalha legal contra a Apple, depois de esta empresa e a Google terem expulsado o videojogo das suas plataformas. Em causa está o facto de o “Fortnite” ter um sistema de pagamentos fora das plataformas das duas gigantes norte-americanas, que ficam com até 30% das receitas dos videojogos.

Ainda para os jogadores, o serviço Playstation Plus tem agora novos benefícios e vai manter um vasto catálogo de lançamentos da PS4 disponíveis na sucessora. A consola já está disponível para pré reserva.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Nelson has read 1 book toward his goal of 25 books.
hide

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub