Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

31
Jan22

Curta "Uma pedra no sapato" venceu Grande Prémio do IndieJúnior Porto

Niel Tomodachi

A curta-metragem francesa "Uma pedra no sapato", de Eric Montchuad, venceu o Grande Prémio do festival de cinema infantil e juvenil IndieJúnior Porto, cuja 6.ª edição terminou hoje, anunciou a organização.

Curta "Uma pedra no sapato" venceu Grande Prémio do IndieJúnior Porto

O filme de animação "Uma Pedra no Sapato" foi "a escolha do Júri Oficial para ser premiado no valor de 1.250 euros", de acordo com um comunicado da organização do IndieJúnior Porto, hoje divulgado no 'site' oficial do festival.

A curta de Eric Montchaud "conta a história de um novo aluno sapo que chega a uma escola de coelhos e sente que está onde não pertence".

O júri, composto pela investigadora Gabriela Trevisan e os realizadores João Gonzalez e Laura Gonçalves, atribuiu ainda uma Menção Especial à longa-metragem de animação "A Travessia", de Florence Miailhe, "que narra a travessia heroica de dois irmãos que lutam pela sua liberdade".

Nesta edição foi também atribuído, pela primeira vez, o Prémio Impacto, no valor de mil euros, "resultado de uma parceria com a Universidade do Porto e criado com o objetivo de distinguir um filme que incentive a mudança de perceções e consiga desafiar as convenções".

A animação "Na Natureza", de Marcel Barelli, "conquistou este novo prémio com a temática da sexualidade, numa abordagem divertida e original, desafiando um novo olhar sobre o tema".

O Prémio do Público para Melhor Filme, no valor de 500 euros, foi para "Tinta", de Joost Van Den Bocsh, "uma animação holandesa divertida que, em dois minutos, coloca o público a rir com um polvo que apenas quer que o vidro que enquadra o seu habitat esteja total e completamente limpo".

Na 6.ª edição do IndieJúnior Porto, que decorreu entre terça-feira e hoje, foram exibidos cerca de 50 filmes, em locais como o Teatro Rivoli, a Casa das Artes, o Maus Hábitos e a Reitoria da Universidade do Porto.

 

05
Jan22

IndieJúnior de regresso ao Porto

Niel Tomodachi

Um novo ano chegou e traz consigo a nova edição do IndieJúnior Porto, festival que há seis anos liga os públicos mais novos ao cinema.

Após cinco edições muito felizes, coloridas e relevantes, parte para a segunda mão na contagem da idade de um festival que veio para ficar. E não veio só para ficar, veio também para continuar a abrir caminhos e a criar pontes, sólidas e duradouras, entre o público e o mundo da imaginação. Mas, ao invés dos materiais de construção habituais, tão usados nestas pontes que do Porto partem e ao Porto chegam – o betão, o ferro e a madeira –, estas pontes são construídas com a magia do cinema!

A Linha

Apesar de continuar a enfrentar alguns desafios, o festival readaptou-se a esta nova realidade com a alegria e a resiliência necessárias. E, por isso, o 6º IndieJúnior Porto – Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil continua a trabalhar junto das escolas, oferecendo para além da opção das salas de cinema, a de realizar as sessões dentro das próprias instalações das escolas, para o caso daquelas que não conseguirem se deslocar.

O Pequeno Barco Que Queria Voar

Assim, nesta edição, entre os dias 25 e 30 de janeiro, as salas de cinema também voltam a abrir-se à comunidade escolar e às famílias para um novo mergulho num mundo cheio de cores, sonhos e conhecimento no grande ecrã!

Avós Natal

E tudo arranca já no próximo dia 15, com o Warm Up, a realizar-se na Reitoria da Universidade do Porto, às 11h00. Para esta pré-abertura, os filmes escolhidos são A Bruxa e o BebéA LinhaAvós NatalHugo e o HolgerOs Sete Cabritinhos e ainda O Pequeno Barco que Queria Voar.

A Bruxa e o Bebé

Destaque ainda para o Filme-Debate Os desafios dos jovens estrangeiros e a sua integração, que terá lugar, dia 27, às 11h00, na Casa Comum, na Reitoria da Universidade do Porto, cuja conversa partirá do filme Boa Viagem, de Fabio Friedli, uma pequena animação que retrata as crueldades e dificuldades das travessias de pessoas que procuram uma nova vida noutro país.

Boa Viagem

Após o sucesso nas edições de 2019 e 2020, o Cinema de Colo regressa ao Teatro Rivoli com uma cenografia acolhedora para receber os bebés de até 3 anos de idade na sua primeira sessão de cinema da vida.

Já o encerramento da 6ª edição do IndieJúnior Porto terá lugar no Grande Auditório do Teatro Rivoli, a partir das 16h15, com o Cine-concerto Quando o Cinema Nasceu, com um mergulho nalguns dos filmes mais divertidos da história do cinema mudo que tantas gargalhadas nos arrancam ainda hoje, mais de 100 anos depois. Com a sua viola d’arco, José Valente acompanhará as obras primas do cinema projetadas e revelará a sua identidade como músico irreverente, virtuoso e contemporâneo. Antes do cine-concerto, serão anunciados os grandes premiados da edição 2022.

O Hugo e o Holger

Para além do Teatro Rivoli, também a Biblioteca Municipal Almeida Garrett, a Casa das Artes, o Maus Hábitos e a Reitoria da Universidade do Porto voltam a acolher, de 25 a 30 de janeiro, o festival, ajudando a espalhar o cinema pela cidade do Porto.

Os Sete Cabritinhos

 

Esta sexta edição chega com novos filmes, parcerias renovadas e muitos jovens programadores. O programa do festival apresenta, entre outras propostas, uma competição que este ano integra cerca de 50 filmes, entre longas e curtas metragens, ficções, documentários e animações. Assim como em edições anteriores, alguns destes filmes foram escolhidos por crianças e jovens dos 6 aos 18 anos, de quatro escolas do Porto (Agrupamento de Escolas Carolina Michaelis, Agrupamento de Escolas Sophia Mello Breyner, Agrupamento de Escolas Garcia de Orta e Escola Profissional de Campanhã), no âmbito da iniciativa Eu Programo um Festival de Cinema, organizada em parceria com o Programa Paralelo, do Teatro Rivoli.

Brevemente serão divulgadas mais informações e a programação completa, estando, de momento, ainda a decorrer as inscrições para as escolas interessadas.

(S)

23
Ago21

O IndieJúnior está de regresso!

Niel Tomodachi

O IndieJúnior chegou a Lisboa e promete trazer muito cinema até 6 de setembro, com curtas e longas-metragens, oficinas, workshops, atividades e até um debate para toda a família, desde bebés a avós. Estão todos convidados!

Imagem-IndieJúnior-_-Os-Sapatos-do-Louis.jpg

Fundado em 2004, o IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema apresenta a programação infantil com o objetivo de “educar para a importância e para o gosto” pela sétima arte, numa perspetiva de fixar também futuros espectadores do evento, explica Jéssica Pestana. Trata-se de “um festival dentro de outro festival”, nascido da necessidade de ter programação inclusiva, segundo a programadora do IndieJúnior.

Além de dar a conhecer a toda a família cinema que não passa nas salas comerciais e ao qual o público não está habituado, são abordadas temáticas como o ambiente, as questões de género e até o teletrabalho, que afetou pais e filhos durante a quarentena.

O Dia da Família está marcado para 4 de setembro e, como o nome indica, propõe uma programação para todos. Tem início com curtas-metragens que apresentam locução ao vivo , seguindo-se a Festa ao Ar Livre, com um concerto e uma oficina. Para terminar, há uma sessão de cinema sob o céu estrelado do jardim.

As atividades do IndieJúnior, que acontecem dentro e fora de portas, decorrem entre o Cinema Ideal, o Cinema São Jorge, a Culturgest e o jardim da Biblioteca Palácio Galveias.
O IndieJúnior apresenta-se, este ano, com uma novidade para os mais novos: o Cinema de Colo. Uma experiência sensorial dedicada aos bebés entre os quatro meses e os dois anos de idade que visa proporcionar um primeiro contacto com o cinema.

Além de divertir e educar para vários temas, a organização procura também treinar o sentimento crítico e o pensamento dos mais novos. “Não há mensagem feitas, cada criança fica a pensar no que vê”, sublinha Jéssica Pestana. A programadora espera que todos se sintam seguros e que se mantenha, por mais um ano, aquilo que, para muitas famílias, já se tornou uma tradição em torno do cinema.

Todas as informações, horários e bilhetes estão disponíveis através no site: indielisboa.com/festival-indiejunior/. Os preços variam conforme a atividade, podendo uma sessão de cinema custar três euros e uma oficina seis euros. (S)

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub