Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

07
Set21

Festival de cinema Queer Porto volta com nova secção competitiva

Niel Tomodachi

O festival de cinema Queer Porto regressa, de 12 a 16 de outubro, a vários espaços da cidade e com uma nova secção competitiva, dedicada "exclusivamente" ao cinema queer português, anunciou hoje a organização.

naom_5a06ddd1b3bfd.jpg

Além de "retomar uma programação que inclui atividades como 'masterclasses' e performances", a organização revela, num comunicado hoje divulgado, que criou uma nova secção competitiva, em parceria com a Reitoria da Universidade do Porto, O Prémio Casa Comum, "dedicado exclusivamente ao cinema queer português".

"Depois de uma edição completamente atípica no ano passado, o Queer Porto regressa, recuperando uma das premissas que fundaram o festival: a de trabalhar com vários espaços da cidade", lê-se no comunicado.

A 7.ª edição do festival está agendada para outubro, entre os dias 12 e 16, e vai decorrer no Teatro Rivoli, na Reitoria da Universidade do Porto, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, nos Maus Hábitos e na mala voadora.

O Queer Porto 7 abre em 12 de outubro, com 'Socks on Fire', de Bo McGuire, "uma carta de amor cinematográfica de um neto para uma avó, que tem como pano de fundo a luta entre uma tia homofóbica e um tio 'drag queen', por uma propriedade".

Na sessão de encerramento será mostrado 'Au coeur du bois', de Claus Drexel, "passado no Bois de Boulogne, e que foca nas trabalhadoras de sexo que compõem a mitologia desse espaço".

A organização destaca ainda, nesta edição, a presença da realizadora alemã Monika Treut, "nome incontornável do novo cinema queer na Europa desde a década de 80", que vai apresentar 'Genderation', um documentário "que, passados mais de 30 anos, olha para os protagonistas do seu clássico 'Gendernauts', de 1986, também incluído na programação da presente edição do festival e que será seguido de uma 'masterclass' com a realizadora".

A nova competição Prémio Casa Comum "vem abrir espaço a um olhar mais atento à forma como o cinema português tem abordado a questão queer em anos recentes, sem esquecer uma necessária releitura da história".

"É esse o trabalho delicado que Tiago Resende faz em 'Películas', ao ler uma carta a Luís Miguel Nava, o poeta de Viseu, terra de onde é natural o realizador. Também André Murraças resgata a história, ao recuperar um conto de António José da Silva Pinto, em 'O berloque vermelho'. Já Paulo Patrício lembra-nos essa outra figura, a de Gisberta, justamente evocada em cinema, teatro e literatura, a que este 'O teu nome é' acrescenta algo de muito novo", refere a organização, acrescentando que o programa fica completo com mais seis curtas-metragens.

Na Competição Oficial, a organização destaca 'Tiempos de Deseo', documentário de Raquel Marques, que "num exigente e subtil treino de intimidade, acompanha a gravidez da ex-companheira", 'La mif', de Fred Baillif, "Melhor Filme na Generation da última Berlinale, uma incursão a uma casa de acolhimento de raparigas menores que expõe as feridas de um sistema de tutela no limite", e 'Deus tem AIDS', de Gustavo Vinagre e Fábio Leal, "composto por um mosaico de gestos, provocações e testemunhos de artistas soropositivos brasileiros".

Este ano, a Competição In My Shorts, revela a organização, "recebeu mais submissões de filmes portugueses de escola que em qualquer dos anos anteriores, com forte presença da Escola Superior de Teatro e Cinema e da Universidade da Beira Interior".

O Queer Focus inclui debates e conversas após o visionamento de filmes.

Além disso, o coletivo Prometeu volta a marcar presença no festival e, "num ano ainda atípico, juntam-se assim esforços para habitar o espaço dos Maus Hábitos durante a semana do festival, através de uma programação que procura novas formas de voltar a humanizar o encontro".

 

10
Ago21

Festival de cinema Queer Lisboa revela primeiros 40 filmes em competição

Niel Tomodachi

O Queer Lisboa - Festival Internacional de Cinema Queer, a celebrar 25 anos, revelou hoje os primeiros 40 filmes que integram a edição deste ano, que decorre entre 17 e 25 de setembro.

naom_5b8b0e916aaee.jpg

lista de filmes hoje anunciada, em comunicado, inclui "as 22 curtas-metragens que competem pelo Prémio de Melhor Curta-Metragem, as 10 curtas do Prémio de Melhor Curta-Metragem de Escola Europeia e os oito filmes que competem na Secção Queer Art".

Na competição pelo Prémio de Curta-Metragem, "um terço dos trabalhos são de cineastas que reincidem no Festival, todxs elxs com obras radicais que reafirmam os seus estilos", pode ler-se no comunicado hoje divulgado.

Entre os 22 filmes, há dois portugueses - 'A table for one', de Carlos Lobo, e 'Luz de Presença', de Diogo Costa Amarante -, "quatro delicatessens vindas de longínquas realidades e três comoventes documentários; para além de filmes distópicos, ou que convidam a evadir-se, ou a sonhar com universos potencialmente melhores".

Na competição In My Shorts, na qual é premiada a Melhor Curta-Metragem de Escola Europeia, há este ano "uma forte presença francesa, com dois filmes da La Fresnoy e outros sobre temas tão importantes como os do VIH/sida, o 'cruising' e a adição às drogas".

A secção Queer Art conta com três filmes brasileiros ou de coprodução brasileira - 'Cinco Casas', de Bruno Gularte Barreto, 'Desaprender a dormir', de Gustavo Vinagre, e 'Vaga Carne', de Ricardo Alves Jr. e Grace Passô - entre os oito em competição.

A missão desta secção, salienta a organização, passa por "expor objetos artísticos que se enquadrem numa prática da linguagem cinematográfica cuja estética desafie os limites da sua própria classificação".

"Este ano é composto por filmes atravessados pelo desajuste da (in)formação identitária que nos define dentro de normas e categorias rígidas. Cada um, oferece-nos hipóteses para a subversão dos cânones", lê-se no comunicado.

Anteriormente tinha já sido anunciado que o Queer Lisboa irá dividir-se entre o Cinema São Jorge e a Cinemateca Portuguesa, contará com a presença e o cinema do realizador norte-americano Gus Van Sant e terá um projeto de itinerância noutras localidades.

Gus Van Sant vai estar em Lisboa em setembro, para estrear o espetáculo 'Andy' na Bienal de Artes Contemporâneas - BoCA, mas, fruto de uma parceria entre a bienal e o festival, estará também presente no Queer Lisboa.

O festiva prepara uma retrospetiva de "homenagem à obra de um dos autores mais prolíficos do cinema queer norte-americano", contando com filmes como 'Mala Noche' (1986), 'A caminho de Idaho' (1991) e 'Elephant' (2003).

O Queer Lisboa deu ainda "carta branca" a Gus Van Sant para programar na Cinemateca Portuguesa, tendo este escolhido dois filmes que fazem a ponte com o espetáculo de palco que estreará na BoCA: 'Batman Dracula' (1964), de Andy Warhol, e "Andy Warhol: A Documentary Film" (2006), de Ric Burns.

Gus Van Sant irá estar presente numa sessão na Cinemateca Portuguesa para uma conversa com o público.

O Queer Lisboa revelou em maio que quer fazer chegar o cinema de temática 'queer' a outras localidades, para lá do eixo Lisboa-Porto, que já acolhe o festival.

Esse "projeto de itinerância" acontecerá entre novembro e a primavera de 2022, em parceria com a associação ILGA-Portugal e com filmes que abordam temáticas sobre migrações, refugiados, direitos humanos, estigmas sobre VIH/Sida, sobre transgénero ou ativismo LGBTQI+.

O Queer Porto está agendado para outubro, entre os dias 12 e 16, e vai decorrer no Teatro Rivoli, Reitoria da Universidade do Porto, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Maus Hábitos e mala voadora.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub