Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

21
Jul21

Grande Barreira de Coral precisa de ajuda urgente

Niel Tomodachi

As perspetivas de recuperação da Grande Barreira de Coral, na Austrália, continuam muito fracas.

austrália_grande-barreira-coral_1_pixabay-696x456

O cenário foi traçado por cientistas australianos, quando faltam poucos dias para a UNESCO decidir sobre o estado daquele tesouro natural património mundial.

Apesar da recuperação verificada no ano passado, a UNESCO recomendou que o maior sistema de recifes do Mundo fosse colocado na lista de espécies ameaçadas por causa dos danos aos corais causados em grande parte pela mudança climática.

O Instituto Australiano de Ciência Marinha (AIMS) afirmou que os corais estão atualmente numa “janela de recuperação” depois de uma década de stresse térmico e ciclones.

Os cientistas pesquisaram 127 locais de recife em 2021 e descobriram que a cobertura de corais duros aumentou em 69 dos 81 locais pesquisados nos últimos dois anos.

Britta Schaffelke, diretora do programa de pesquisa da AIMS, disse à agência AFP que as últimas descobertas fornecem “um vislumbre de esperança” de que o recife “ainda tenha resiliência.”

Contudo, acrescentou que “as perspetivas para o futuro ainda são muito más devido aos perigos da mudança climática e outros fatores que afetam os organismos que compõem o recife.”

A Grande Barreira de Coral Australiana estende-se por 2.000 quilómetros de costa e é formada por cerca de 3.000 recifes, 300 atóis e 600 pequenas ilhas.

Acolhe numerosas espécies animais, muitas deles em risco de extinção, nomeadamente 30 tipos diferentes de baleias e golfinhos, além de tartarugas.

 

14
Jul21

Mais de 10 mil espécies estão em risco de extinção na Amazónia

Niel Tomodachi

Relatório elaborado por painel de cientistas destaca que é "crítico" reduzir a desflorestação e a degradação da floresta para zero em menos de uma década.

naom_60ef38ed99be0.jpg

Mais de 10 mil espécies de animais e plantas correm risco de extinção devido à destruição da floresta tropical na Amazónia, adverte um relatório publicado esta quarta-feira pelo Science Panel for the Amazon (SPA) citado pela Reuters.

A contínua destruição causada pela interferência humana coloca mais de oito mil espécies de plantas endémicas e de 2.300 animais em risco elevado de extinção.

Este relatório, que agrega as pesquisas de 200 cientistas de todo o mundo, representa a avaliação mais detalhada do estado da floresta tropical na Amazónia até hoje.

O relatório divulgado pela SPA salienta que é “crítico” reduzir a desflorestação e a degradação da floresta para zero em menos de uma década. O estudo pede ainda a reflorestação massiva de áreas que já foram destruídas.

Cerca de 35% da floresta tropical na Amazónia já foi destruída.

 

29
Jun21

Há uma nova esperança para salvar gorilas em África

Niel Tomodachi

Gabão_gorila-bebé_THE-ASPINALL-FOUNDATION_AFP-69

Pela primeira vez, um bebé gorila filho de pais que cresceram em cativeiro nasceu em pleno meio natural.

Aconteceu no Gabão (África) e dá novas esperanças a esta e outras espécies ameaçadas de extinção.

O parto inédito teve lugar no Parque Nacional do Planalto Bateke. Mayombe, a mãe, 13 anos, nasceu no ZooParc de Beauval, em França, enquanto Djongo, o pai, de 15 anos, no Port Lympne Safari Park, em Inglaterra. Ambos foram posteriormente introduzidos na natureza.

“É uma notícia extraordinária, uma inovação mundial muito significativa para a conservação desta espécie, que corre sério risco de se extinguir”, disse à agência AFP Delphine Delord, diretora assistente do zoológico de Beauval.

A Fundação Aspinall, que administra o Port Lympne Safari Park, informou que o gorila bebé se encontra bem de saúde, apesar de requerer ainda alguns cuidados. “Está frágil, muito embora se alimente bem”, assinalou.

Quase 80% do Gabão é coberto por florestas. Programas de proteção e habitação de primatas foram estabelecidos ao longo dos últimos anos nos parques do país para impulsionar o turismo.

Segundo dados da Fundação Aspinall, o número de gorilas das planícies ocidentais encontrados no Gabão diminuiu 60% nos últimos 25 anos.

No ano passado, as autoridades gabonesas proibíram que os visitantes observassem os primatas que habitam as florestas locais, por receio que os humanos pudessem transmitir o novo coronavírus aos animais.

 

26
Mar21

Elefantes africanos sob ameaça de extinção

Niel Tomodachi

elephant-114543_1280.jpg

Os elefantes africanos encontram-se em risco crescente de extinção devido à caça ilegal de marfim e à perda do seu habitat, aponta o relatório da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) divulgado na quinta-feira.

As últimas avaliações da organização sublinham uma redução de mais de 86% na população de elefantes africanos das florestas nas últimas três décadas e de uma queda de pelo menos 60% nos últimos 50 anos entre os elefantes da savana, de acordo com o documento.

O relatório estima a existência de 415 mil elefantes nas savanas e florestas africanas que foram previamente avaliados como uma única espécie na Lista Vermelha da IUCN e classificados como "vulneráveis". Contudo, a organização decidiu tratá-los de forma separada após evidência genética de que são espécies distintas.

Os elefantes africanos sofrem quedas acentuadas em número desde 2008 devido a um aumento significativo da caça furtiva para recolher marfim, que atingiu o pico em 2011, mas continua a ameaçar as populações. A conversão contínua de habitats, principalmente para agricultura e outros usos da terra, também representa uma ameaça significativa para o maior animal terrestre do mundo, adverte a avaliação.

"Oitenta a 90% do nosso marfim vai para a Nigéria e acaba por financiar o Boko Haram, por isso esta é mesmo uma guerra transfronteiriça contra o crime organizado e até contra o terrorismo", afirma Lee White, o ministro da Água e Florestas do Gabão.

No entanto, medidas de conservação das espécies foram tomadas. "Transformámos biólogos em guerreiros, transformámos pessoas que se juntaram para observar os elefantes e trabalhar na natureza, nos parques nacionais, em soldados que foram para a guerra para garantir a sobrevivência dos elefantes", adiantou o ministro.

Além disso, a República do Congo também implementou medidas e, tal com no Gabão, verificaram-se resultados positivos. Na Área de Conservação Transfronteiriça do Okavango-Zambeze, na África Austral, o número de elefantes da savana também se mostrou estável ou em crescimento, salienta a União Internacional para a Conservação da Natureza.

"Os elefantes africanos desempenham um papel fundamental nos ecossistemas, nas economias e na nossa imaginação coletiva em todo o mundo", disse o diretor-geral da UICN, Bruno Oberle. "Precisamos de acabar urgentemente com a caça furtiva e garantir que habitat adequado suficiente para os elefantes da floresta e da savana seja conservado. Vários países africanos lideraram o caminho nos últimos anos, provando que podemos reverter o declínio dos elefantes, e devemos trabalhar juntos para garantir que o seu exemplo possa ser seguido", acrescentou.

A última avaliação da IUCN - a primeira de três atualizações anuais - avaliou 134.425 espécies de plantas, fungos e animais, dos quais mais de um quarto estão em perigo de extinção.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Nelson has read 1 book toward his goal of 25 books.
hide

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub