Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

12
Jun21

Este ano, não há arrais em Lisboa... mas há sardinhas. Eis as vencedoras

Niel Tomodachi

O concurso Sardinhas 2021 recebeu propostas vindas de mais de 42 países. Conheça as ilustrações vencedores deste ano.

naom_60c38c784fc2f.jpg

Já foram escolhidas os 10 vencedores do concurso Sardinhas 2021. Ainda que os Santos Populares não saiam à rua este ano, o famoso concurso de ilustração das sardinhas não ficou esquecido. 

"Entre as 2.656 propostas recebidas, oriundas de 42 países, foram eleitas sete sardinhas portuguesas, uma brasileira, uma bielorussa e uma francesa", esclarece, numa nota, a Câmara de Lisboa. 

Os 10 vencedores receberão agora, cada um, um prémio no valor de mil euros, no ano em que se assinala o 10.º aniversário do concurso.

"A pandemia e as vacinas, os migrantes, a cultura, o ambiente ou o Santo António, quase tudo serviu de inspiração para a criação de novas sardinhas, cuja originalidade não facilitou a tarefa do júri composto por Filipe Melo, Luís Royal, Joana Astolfi, Carolina Deslandes e Jorge Silva", pode ler-se na referida nota. 

Mas, há mais novidades. De acordo com a autarquia, este ano, pela primeira vez, as sardinhas vencedoras vão poder "ser pescadas" pela população. Ou seja, as 10 sardinhas vão ser disponibilizadas ao público, a partir de amanhã, dia 12 de junho. 

"O desafio é simples: reunir a nova coleção das 10 sardinhas, 'pescando' uma a uma em cada um de 10 espaços culturais da EGEAC", é explicado. 

Os 10 espaços são:

  • Atelier-Museu Júlio Pomar;
  • Museu da Marioneta;
  • Museu do Aljube - Resistência e Liberdade;
  • Museu do Fado; 
  • Museu de Lisboa - Palácio Pimenta; 
  • Museu de Lisboa - Santo António; 
  • Museu de Lisboa - Teatro Romano;
  • Casa Fernando Pessoa;
  • Museu Bordalo Pinheiro; 
  • LU.CA - Teatro Luís de Camões.

"Além das sardinhas, há ainda um outro bom motivo para passar por alguns destes espaços naquele que habitualmente seria o fim de semana alto dos Santos Populares.  Dias 10, 11, 12 e 13 de junho os residentes em Lisboa estão convidados a visitar gratuitamente os museus, galerias e monumentos geridos pela EGEAC", lembra ainda a Câmara. 

 

02
Fev21

Alerta, concurso: as fotografias mais bonitas de Gaia valem 2.500€

Câmara Municipal está a promover concurso para documentar o momento atual.

Niel Tomodachi

56c4f9185f8922256234a5a2543f5569-754x394.jpg

A pandemia veio mudar a rotina de todos. Apesar dos apelos para ficar em casa, a Câmara Municipal de Gaia acha que este é um bom mote para sair e fotografar a cidade. E decidiu que vai premiar os melhores artistas.

“Sem ser necessariamente o foco do concurso, a normalidade da cidade já é fruto dos constrangimentos provocados pela pandemia, pelo que as imagens poderão captar este momento singular da nossa história coletiva”, explica a autarquia.

Para poder entrar neste concurso cada fotografia tem de ser original, inédita e não pode ter participado noutro qualquer projeto ou concurso. Além disso, apenas são admitidas participações individuais, nunca em nome de um grupo. Qualquer pessoa pode concorrer, seja fotógrafo profissional ou amador, português ou estrangeiro.

As fotografias a concurso vão ser posteriormente publicadas em livro e as seis melhores vão ser premiadas com 2.500€ e ainda a distribuição por diversos mupis espalhados pela cidade. Estes prémios vão ser distribuídos por duas categorias: uma para os menores de 25 anos, de forma a incentivar o seu envolvimento com a cidade, e outra para as restantes idades.

Este concurso decorre até 31 de março e todas as regras, ficha de candidatura e detalhes específicos estão disponíveis no site da autarquia.

 

04
Jan21

Portugueses já escolheram a Palavra do Ano (e não é pandemia nem Covid-19)

Niel Tomodachi

Houve cerca de 40 mil votos na edição anual do concurso da Porto Editora.

a883b784d679f2c11ff5c085e877b860-754x394.jpg

Está escolhida a Palavra do Ano de 2020: saudade. Durante todo o mês de dezembro, cerca de 40 mil pessoas votaram no concurso anual promovido pela Porto Editora. “Saudade” ganhou com 26,8 por cento dos votos.

Em segundo lugar, “Covid-19” levou 24,4 por cento dos votos, enquanto “pandemia” ficou em terceiro, com 17,03 por cento. Seguiram-se “confinamento” (16,23%), “zaragatoa” (7%), “telescola” (2,58%), “discriminação” (1,85%), “infodemia” (1,59%), “digitalização” (1,33%) e “sem-abrigo” (1,16%).

Desta forma, “saudade” sucede a “violência [doméstica]” (2019), “enfermeiro” (2018), “incêndios” (2017), “geringonça” (2016), “refugiado” (2015), “corrupção” (2014), “bombeiro” (2013), “entroikado” (2012), “austeridade” (2011), “vuvuzela” (2010) e “esmiuçar” (2009).

 

08
Dez20

Já arrancou o concurso literário sobre "o que é ser português"

Niel Tomodachi

A Sociedade Histórica da Independência de Portugal anunciou hoje o lançamento de um concurso literário e audiovisual com o tema "O que é ser português", que visa estimular a reflexão em torno da história, cultura e identidade portuguesas.

naom_5eeb53015ed59.jpgNo âmbito dos 380 anos da Restauração da Independência, a Sociedade Histórica da Independência de Portugal (SHIP) organizou este concurso, cuja primeira edição arranca hoje, que vai premiar os "melhores trabalhos" que se apresentem até 30 de março de 2021, anunciaram os promotores.

As obras candidatas devem apresentar-se sob a forma de ensaio, com um máximo de 3.000 palavras, ou em formato audiovisual, numa gravação com duração de dois a cinco minutos.

Os vencedores recebem um prémio monetário no valor de mil euros (para cada uma das duas categorias instituídas) e terão as suas obras publicadas e divulgadas pela Sociedade Histórica, o mesmo acontecendo com eventuais Menções Honrosas que venham a ser atribuídas, até ao limite máximo de duas por categoria.

A iniciativa "O Que é Ser Português?" visa "reforçar vínculos de pertença à identidade, língua e cultura portuguesas, bem como estimular a criatividade intelectual e artística dos portugueses e lusodescendentes, residentes em Portugal ou no estrangeiro", acrescentam.

O concurso está aberto a candidatos portugueses e lusodescendentes residentes em Portugal ou no estrangeiro, com mais de 18 anos.

O júri do concurso será designado até 31 de janeiro de 2021 e os premiados serão anunciados na data de aniversário da SHIP, 24 de maio de 2021, sendo os prémios entregues na mesma altura.

O regulamento é divulgado na página de Facebook e no 'site' da Sociedade Histórica da Independência de Portugal.

 

05
Set20

Livraria preferida dos portugueses é em Santarém, a que tem melhor ambiente é em Leiria.

Niel Tomodachi

O concurso Livraria Preferida faz parte de uma iniciativa organizada pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros. Em Lisboa, uma livraria ganhou o prémio de Melhor Catálogo.

transferir.jpg

A livraria Arquivo, localizada em Leiria, foi considerada esta sexta-feira, 4 de setembro, a livraria com o Melhor Ambiente do País numa iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL). É o oitavo ano consecutivo que a Arquivo recebe este prémio que, por sua vez, também a distinguem das restantes.

Mas a Arquivo, localizada na Avenida Combatentes da Grande Guerra, em Leiria, conseguiu ainda ficar em segundo lugar na categoria principal — a de Livraria Preferida, ganha pela Aqui Há Gato, em Santarém. A Aqui Há Gato conseguiu também obter a maioria dos sete mil votos online, recolhidos digitalmente, para ser considerar a melhor livraria em termos de Conveniência de Serviços, segundo explica a APEL num comunicado oficial.

Na categoria de Melhor Catálogo, a grande vencedora foi a livraria Baobá, em Lisboa, enquanto que o prémio de Melhor Atendimento foi atribuído a A das Artes, em Sines.

O concurso Livraria Preferida faz parte de uma iniciativa organizada pela APEL desde 2013 e que tem como objetivo principal sublinhar e reforçar o papel das livrarias e dos seus respetivos livreiros no que toca ao acesso a livres e à criação de hábitos de leitura nos vários públicos.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

"We need four hugs a day for survival. We need eight hugs for maintenance. And we need twelve hugs a day for growth." - Virginia Satir

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Nelson has read 1 book toward his goal of 25 books.
hide

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub