Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

28
Jul20

Revelada "longlist" (muito norte-americana) do Booker Prize 2020

Niel Tomodachi

Anne Burns pôs um ponto final ao domínio dos EUA com "Milkman", mas este ano pode haver uma reviravolta no Booker: 9 dos 13 romances escolhidos foram escritos por autores de nacionalidade americana.

116132298_3757330130947159_5006437776222328239_n_7

Já se conhecem os primeiros nomeados para o Booker Prize de 2020. A longlist do principal prémio de ficção em língua inglesa foi revelada online durante os primeiros minutos desta terça-feira. A lista inclui Hilary Mantel, apontada como uma das candidatas mais prováveis (a integrar a lista mas também a ganhar o Booker pela terceira vez), mas não o de Ali Smith, outra favorita. O número de escritores britânicos é, este ano, relativamente diminuto — são apenas três em 13, Mantel incluída — e são muitas as estreias.

Pelo contrário, os autores de nacionalidade norte-americana estão em grande maioria (nove dos 13 romances selecionados), o que poderá significar um regresso às vitórias americanas e uma derrota para Mantel e para o volume final da trilogia sobre Thomas Cromwell, The Mirror & The Light. Depois de o Booker Prize ter mudado as regras para incluir escritores de língua inglesa outras nacionalidades que tenham obra publicada no Reino Unido, o prémio já foi atribuído duas vezes a norte-americanos — a Paul Beatty, por The Sellout, e a George Saunders, por Lincoln in the Bardo, em 2016 e 2017, respetivamente.

Este rol de vitórias seguidas foi interrompido em 2018 por Anne Burns, autora de The Milkman. Burns foi o primeiro autor da Irlanda do Norte a vencer o galardão de ficção em inglês. No ano passado, o Booker foi pela primeira vez entregue a duas obras em simultâneo, The Testaments, da canadiana Margaret Atwood, e Girl, Woman, Other, da britânica Bernardine Evaristo.

Uma das surpresas desta longlist é talvez a zimbabuana Tsitsi Dangarembga, que concorre com This Mournable Body, uma sequela do seu romance de 1988, Nervous Conditions, considerado pela BBC um dos 100 livros que mudaram o mundo, que deixou uma forte impressão em todos os jurados. Dangarembga é um dos poucos autores estabelecidos de uma lista composta sobretudo por estreias.

Muitos estreantes e poucos conhecidos com diferentes vozes e histórias poderosas
A lista de 13 candidatos de 2020 destaca-se também pelo elevado número de estreias no mundo literário. É o caso do norte-americano Brandon Taylor e do seu romance Real Life, a história de um homem negro, queer e introvertido de Alabama, descrita pelo júri como “um relato profundamente doloroso e detalhado de micro-agressões, abusos, racismo, homofobia, trauma, sofrimento e alienação”. Também Avni Doshi entra para a longlist com uma estreia, Burnt Sugar, sobre as memórias de infância de uma mulher indiana.

Em comunicado, o diretor literário da Booker Prize Foundation, Gaby Wood, referiu-se precisamente à predominância dos estreantes (mais de metade da lista), considerando ser “uma proporção alta pouco comum e especialmente surpreendente para os próprios jurados, que admiraram muitos livros de autores mais estabelecidos e que tiveram de os deixar ir”. “É talvez óbvio que histórias poderosas podem surgir de lugares inesperados e sob formas inesperadas; no entanto, esta lista caleidoscópica serve como lembrete”, afirmou.

Margaret Busby, presidente do júri do Booker Prize 2020, admitiu que cada um dos romances deixou “um impacto” nos jurados “que conquistou um lugar na longlist“, apontando que os livros escolhidos estão atentos à história, têm “personagens memoráveis” e representam “um momento de mudança cultural ou as pressões que um indivíduo enfrenta numa sociedade pré ou pós-distópica”.

“Alguns dos livros concentram-se nas relações interpessoais que são complexas, com diferentes nuances e emocionalmente carregadas. Existem vozes das minorias que não são ouvidas, histórias que são frescas, arriscadas e absorventes”, afirmou. “A melhor ficção permite ao leitor relacionar-se com a vida das outras pessoas; partilhar experiências que nunca imaginámos é tão poderoso como ser capaz de nos identificarmos com as personagens.”

 

Uma lista muito americana (e um bocadinho britânica)

 

Os 13 romances que compõem a longlist de 2020 são:

 

  1. The New Wilderness, Diane Cook (EUA). Oneworld Publications;
  2. This Mournable Body, Tsitsi Dangarembga (Zimbabué). Faber & Faber;
  3. Burnt Sugar, Avni Doshi (EUA). Hamish Hamilton, Penguin Random House;
  4. Who They Was, Gabriel Krauze (Reino Unido). 4th Estate, HarperCollins;
  5. The Mirror & The Light, Hilary Mantel (Reino Unido). 4th Estate, HarperCollins;
  6. Apeirogon, Colum McCann (Irlanda/EUA). Bloomsbury Publishing;
  7. The Shadow King, Maaza Mengiste (Etiópia/EUA). Canongate Books;
  8. Such a Fun Age, Kiley Reid (EUA). Bloomsbury Circus, Bloomsbury Publishing;
  9. Real Life, Brandon Taylor (EUA). Originals, Daunt Books Publishing;
  10. Redhead by The Side of The Road, Anne Tyler (EUA). Chatto & Windus, Vintage;
  11. Shuggie Bain, Douglas Stuart (Escócia/EUA). Picador, Pan Macmillan;
  12. Love and Other Thought Experiments, Sophie Ward (Reino Unido). Corsair, Little, Brown;
  13. How Much of These Hills is Gold, C Pam Zhang (EUA). Virago, Little, Brown.

 

O júri da edição deste ano do Booker inclui, além da presidente, a editora Margaret Busby, os escritores Lee Child, Lemn Sissay, o jornalista Sameer Rahim e a classicista e tradutora Emily Wilson. A shortlist dos seis romances finalistas ao Booker Prize de 2020 será anunciada também online a 15 de setembro e o grande vencedor, como é costume, em outubro, no dia 27.

 

29
Fev20

ESTES SÃO OS 13 FINALISTAS DO BOOKER PRIZE INTERNATIONAL 2020

Niel Tomodachi

Já se conhecem os finalistas do Booker Prize International 2020. A longlist foi divulgada esta quinta-feira, revelando 13 nomeados, escolhidos a partir de um conjunto inicial de 124 obras de diversas línguas e nacionalidades. O prémio procura incentivar a publicação e leitura de ficção de qualidade a nível global, promovendo, simultaneamente, o trabalho dos tradutores no Reino Unido ou Irlanda.

Entre os nomeados deste ano, encontram-se, entre outros, a argentina Samantha Schweblin (já nomeada para a longlist de 2019 com Mouthful of Birds); a mexicana Fernanda Melchor; o espanhol Enrique Vila-Matas, de Espanha, nomeado com o romance Mac and His Problem; o francês Michel Houellbecq, com Serotonin, e a japonesa Yoko Ogawa, com a obra The Memory Police.

Em comunicado, o presidente do júri do Booker International, Ted Hodgkinson, escritor e crítico literário, destaca a “mestria cumulativa enraizada no diálogo entre autores e tradutores”, que possui o “poder de ampliar o alcance das vidas que se encontram numa página”.

Nove dos 13 nomeados que integram a longlist foram publicados por editoras independentes, como é o caso da obra de Shokoofeh AzarEnlightenment Of The Greengage Tree, publicado pela Europa Editions, cujo tradutor de língua persa escolheu o anonimato, por razões de segurança. Lucie Campos, diretora da Villa Gillet, editora e membro do júri deste ano, garantiu que as editoras não foram relevantes no processo de seleção: “Só depois é que olhamos para trás e vimos que a lista era composta por nove editoras independentes. O que isto demonstra é o incrível trabalho que está a ser feito para identificar estes livros e trazê-los à tona. As editoras estão a assumir riscos de forma empolgante, ao trazerem ficção ambiciosa e relevante.”

LONGLIST DE NOMEADOS

 

  • Red Dog, de Willem Anker (África do Sul). Traduzido por Michiel Heyns (Pushkin Press);
  • The Enlightenment of The Greengage Tree, de Shokoofeh Azar (Irão). Tradutor anónimo (Europa Editions);
  • The Adventures of China Iron, de Gabriela Cabezón Cámara (Argentina). Traduzido por Iona Macintyre e Fiona Mackintosh (Charco Press);
  • The Other Name: Septology I – II, de Jon Fosse (Noruega). Traduzido por Damion Searls (Fitzcarraldo Editions);
  • The Eighth Life, de Nino Haratischvili (Geórgia). Traduzido por Charlotte Collins e Ruth Martin (Scribe UK);
  • Serotonin, de Michel Houellebecq (França). Traduzido por Shaun Whiteside (William Heinemann);
  • Tyll, de Daniel Kehlmann (Alemanha). Traduzido por Ross Benjamin (Quercus);
  • Hurricane Season, de Fernanda Melchor (México). Traduzido por Sophie Hughes (Fitzcarraldo Editions);
  • The Memory Police, de Yoko Ogawa (Japão). Traduzido por Stephen Snyder (Harvill Secker);
  • Faces on the Tip of My Tongue, de Emmanuelle Pagano (França). Traduzido por Sophie Lewis e Jenninfer Higgins (Peirene Press);
  • Little Eyes, de Samanta Schweblin (Argentina). Traduzido por Megan McDowell (Oneworld);
  • The Discomfort of Evening, de Marieke Lucas Rijneveld (Holanda). Traduzido por Michele Hutchison (Faber & Faber);
  • Mac and His Problem, de Enrique Vila-Matas (Espanha). Traduzido por Margaret Jull Costa e Sophie Hughes (Harvill Secker).

Além de Hodgkinson e de Campos, o júri do Booker Prize International de 2020 é composto pela tradutora Jennifer Croft (que recebeu este galardão pela tradução de Flights, da polaca Olga Tokarczuk), pelo jornalista e escritor Jeet Thayil e pela autora Valeria Luiselli.

No ano passado, o Booker Prize International foi atribuído a Jokha Alharti, pelo romance Corpos Celestes (2020, Relógio D’Água). Alharti foi a primeira escritora do Sultanato de Omã a vencer o prémio.

Os seis finalistas que compõem a shortlist do Booker Prize International serão revelados a 2 de abril e o vencedor será conhecido a 19 de maio.

Fontes: Observador e The Guardian

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub