Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

23
Nov22

Associação de produtores defende descida na taxa do IVA nos alimentos para animais

Niel Tomodachi

O apelo ao Governo visa "minimizar os impactos" do aumento de custos e combater os abandonos de animais de companhia no País.

Com o novo normal pós-pandemia e o aumento do custo de vida, muitos animais de estimação estão a ser deixados para trás pelos seus tutores, que já não tem condições de os manter. Face ao problema, várias associações e instituições zoófilas estão a recorrer às redes sociais a procura de ajudas e doações.

A proposta de Orçamento do Estado para 2023, cuja votação final na especialidade será nesta sexta-feira, 25 de novembro, destina 12 milhões de euros para “elevar o nível de bem estar animal em Portugal” e “combater os fenómenos de abandono e errância de animais que se verificam por todo o país”. No entanto, a associação de produtores está a defender também uma redução de 10 por cento na taxa do IVA nas rações.

Em comunicado, a associação afirma que a IACA (Associação Portuguesa dos Industriais de Alimentos Compostos para Animais) e as empresas produtoras de alimentos para animais de companhia têm tido “um crescente número de pedidos de apoio” de associações animais e de particulares para doações de alimentos. O elevado número de pedidos tem preocupado ambos.

“A IACA considera que a falta de liquidez de instituições e particulares para alimentarem animais de companhia está prestes a atingir níveis preocupantes e com impacto na saúde pública, uma vez que a solução preconizada por algumas entidades que contactam a associação é o abandono dos animais”, lê-se no documento.

Entre 2020 e 2021, um total de 43.600 cães e gatos foram vítimas do abandono no País, de acordo com Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. O valor apresenta um aumento de cerca de 30% face ao período homólogo. Como solução e tendo em conta “o agravamento das condições financeiras das famílias e das associações”, a IACA apela ao Governo a redução do atual regime de IVA nos alimentos para animais de 23 por cento, para a taxa intermédia de 13 por cento.

Em Portugal, em contexto doméstico há cerca de dois milhões de cães e um milhão e quinhentos mil gatos. No período de um ano, os preços dos alimentos para animais aumentaram 25 por cento, segundo Jaime Piçarra, Secretário-Geral da IACA. “É natural que, dado o contexto em que estamos a viver, famílias e instituições não consigam fazer face aos aumentos de preços que a indústria também está a sentir”, concluiu.

 

08
Nov22

Lefties tem pijamas e camisolas de Natal para toda a família. Patudos incluídos

Niel Tomodachi

O cão e o gato lá de casa não vão ficar a olhar. Também têm gorros, bandanas e bandoletes só para eles.

O tempo mais frio e a chuva convidam a que comecemos a usar roupa mais quente, sejam os camisolões para sair à rua ou os pijamas mega confortáveis com que nos vamos deitar. Se a isto juntarmos os motivos natalícios, tão típicos desta época, o resultado pode ser muito divertido – e muito familiar, para coroar o momento festivo em beleza.

E quando falamos em família, claro está que nem o cão ou o gato ficam de fora. São cada vez mais os lares onde os amigos de quatro patas são considerados membros da família e as empresas não estão a deixar passar essa tendência ao lado.

A pensar precisamente nisto, a Lefties – marca que pertence ao grupo espanhol Inditex, que detém igualmente a Zara, Bershka e outras insígnias – já tem propostas natalícias para todos os gostos, desde as sweatshirts até às camisolas de Natal, sem esquecer os pijamas e a coleção para os patudos.

Uma das sugestões é a do pijama familiar natalício com motivos alusivos à época – sendo que o dos animais de estimação faz pandan com os de todos lá em casa. O pijama do patudo custa 8,99€, ao passo que para mulher e para homem tem o valor de 12,99€. Já para as meninas dos 4 aos 14 anos custa 9,99€, sendo que pode comprar o dos rapazes (na mesma faixa etária) também pelo mesmo preço.

Se preferir o pijama familiar natalício com motivos do Snoopy Peanuts, o do amigo de quatro patas custa 9,99€.

Os pijamas são confecionados em 100 por cento algodão e o facto de estarem disponíveis para todos os membros da família acabam por se transformar numa peça de roupa divertida para partilhar em casa.

 

Lefties tem mais surpresas para os pets

Mas as sugestões da Lefties para o seu amigo de quatro patas não se ficam por aqui. No website da marca pode ver todas as propostas natalícias, tanto para cão como para gato.

Além dos pijamas, a coleção de Natal para os pets conta com camisolas (algumas das quais também a condizer com as da restante família), bandoletes, gorros e sets de bandanas e laços de Natal, com muitas formas e motivos. O difícil vai ser escolher.

 

08
Nov22

Venham daí os suspiros. Bombeiros tiram a roupa para defender os animais

Niel Tomodachi

É o calendário mais aguardado do ano. Os bombeiros australianos voltaram a despir as camisolas para ajudar causas sociais.

Este é para colocar num local de destaque. Seja na cozinha, na sala, ou até no quarto, o calendário tem de estar visível a donos e animais, pois o que é bom é para se ver. Bem, o que é importante é para se ver. É que o calendário mais aguardado do ano não faz só bem à vista — faz bem também ao coração, porque apoia diversas causas sociais.

Os bombeiros australianos juntaram-se para comemorar o 30.º ano dos calendários mais sensuais do mundo, trazendo a edição do ano de 2023. Cães, gatos, cangurus, coalas e até cabrinhas: são vários os sortudos de quatro patas a posar ao lado dos homens de tronco nu que vieram para aquecer a sua casa.

Todos os anos são vendidos milhões de calendários para apimentar a entrada com o pé direito, sendo que o dinheiro reverte para associações de resgate animal e para a investigação na luta contra o cancro. O calendário de 2023 irá para o “Council of Australian Volunteer Fire Associations”, para a “Kids with Cancer Foundation” e para o “Byron Bay Wildlife Hospital”, um hospital dedicado aos animais selvagens.

Além disso, as receitas vão também para o “Rescue Rebuild”, um programa norte-americano que recruta voluntários para construir abrigos para animais, vítimas de violência doméstica, sem-abrigo e veteranos. Esta é apenas uma forma de agradecer aos Estados Unidos da América pela sua ajuda nos incêndios em 2019 e 2020, que feriram cerca de três mil milhões de animais.

O calendário tem um custo de 14,89€, mais 4,37€ de portes para vir para Portugal. Mas uma coisa é certa, aquecerá os meses frios com a sensualidades dos modelos, incluindo os animais.

7d9de099fece4da2b85dfe9f0e3b9e12.jpg

  VER GALERIA

 

07
Nov22

Kukur Tihar, o festival hindu que trata os cães como deuses

Niel Tomodachi

O Tihar é um festival que dura cinco dias no Nepal. O segundo dia é dedicado aos cães — e eles são mesmo os protagonistas.

O festival “Tihar”, que decorreu nos últimos dias de outubro, acontece anualmente no Nepal, em Katmandu, tem um carácter religioso e dura cinco dias. Cada dia tem um animal atribuído, que é venerado perante o deus hindu da morte. O segundo, designado “Kukur Tihar”, é dedicado aos cães e as imagens são impressionantes.

Para assinalar o dia canino, são reunidos cães num abrigo e, durante a celebração, veem-se cobertos colares de flores, enfeites e pós de várias cores — festividades que contrastam com a a realidade que se vive durante o resto do ano.

“Existem cerca de 170 cães no nosso abrigo, incluindo cães que foram abandonados. Hoje, são homenageados, mas no dia seguinte, são deixados para trás. Se estão doentes, são abandonados”, lamentou Sneha Shrestha, dono do abrigo em questão, à agência Reuters.

Uma tradição com origens na mitologia.
 

O valor dos cães reconhecido

Na cidade onde o festival decorre há cerca de 20.000 cães de rua e as autoridades esforçam-se por promover campanhas de adoção. Além da vertente espiritual, o dia do Tihar dedicado aos cães tem, também, o objetivo de sensibilizar as pessoas — locais e turistas — para a causa animal. Mal-tratar um cão, nestas circunstâncias, é até considerado pecado à luz dos princípios hindus..

 

09
Out22

As folhas adesivas que removem os pelos de grandes superfícies

Niel Tomodachi
São de grande dimensão e podem ser usadas em casa, no carro ou qualquer outro lugar.
 
 

Quem tem animais em casa, sabe como é. Por mais que se limpe, há sempre algum pelinho no ar, nos móveis, em qualquer lugar. Faz parte. No entanto, eliminar os pelos não tem de ser uma tarefa gigantesca.

Existem já muitos artigos à venda para aplicar em pequenas superfícies, mas sabia que também existe um produto que permite fazer a limpeza “à grande”?

É isso mesmo. São folhas adesivas, num tamanho próximo das folhas A1, que removem o pelo do seu animal e são ótimas para usar em cadeiras, sofás, escadas, cobertores, almofadas e estofos do carro, por exemplo.

Cada embalagem, que pode comprar na loja online Memória de Elefante por 4,90€, contém três folhas – e cada uma delas tem a dimensão de 58cm x 89cm, sendo muito fáceis de usar.

Folhas adesivas que agilizam todo o processo

Estas folhas adesivas removem de maneira rápida e simples os pelos, sejam de cão ou gato, sendo por isso muito práticas. E mais: podem ser utilizadas também para proteção dos estofos ou da mala do carro em caso de transporte de objetos.

As folhas são reutilizáveis, podendo ser usada a mesma folha para remover os pelos de toda uma assoalhada. Segundo a marca, cada folha dá para cinco a seis superfícies diferentes, em média, podendo mesmo chegar às dez superfícies – tudo dependendo da quantidade de pelo a remover em cada uma.

A utilização é fácil e prática. Basta descolar uma ponta da folha, colocar na superfície que deseja limpar e descolar o restante. Depois é só fazer pressão, passando com a mão por cima, e puxar.

 

08
Out22

Doggato lança ração hipoalergénica para cães com proteína fresca

Niel Tomodachi

Com ingredientes menos processados e sem cereais, é ideal para cães mais propensos a alergias alimentares.

Amarca portuguesa Doggato lançou um novo produto que vai deixar os nossos amigos de quatro patas a lamber os beiços. Trata-se da ração hipoalergénica de frango fresco, para cães, que ajuda especialmente os patudos com sensibilidades.

“A proteína fresca é sempre uma melhor opção para alimentar os cães, porque desta forma a ração tem uma maior percentagem de proteína na sua composição. Fica com a qualidade nutricional toda”, explica à PiT João Pinto, sócio-gerente da Doggato.

E mais: “a palatabilidade do produto é melhor, além de que os ingredientes são menos processados”, sublinha João Pinto. “É quase como um produto para consumo humano”, acrescenta.

Além disso, esta ração não tem qualquer cereal – que é uma típica fonte de alergias alimentares. “O facto de ser grain free é bom para combater as alergias, já que os ingredientes têm um estado de pureza maior”, aponta o sócio-gerente da Doggato.

Com um alto valor de condroprotectores, onde se acrescentam frutas e verduras, cada saca de 12 quilos pode ser comprada por 59,50€, tanto para juniores como para adultos.

Doggato
Ração formulada sem cereais.
 
 

João Pinto salienta também que a ração da Doggato não fica armazenada em logísticas ou armazéns: “é embalada e entregue diretamente em sua casa, sem intermediários, para garantirmos a frescura dos ingredientes”. É esse “o segredo para a qualidade a baixo custo”.

“A nossa imagem de marca é não termos margens pelo meio. Fabricamos e entregamos ao cliente, que não têm de pagar os valores dos intermediários”, diz o responsável da marca, que acredita que “cliente satisfeito é sempre cliente fidelizado”.

Além das marcas próprias, a Doggato – nascida em 2016 e sediada na Maia, nos arredores do Porto – representa mais de 60 marcas de alimentação, cujas rações podem ser adquiridas no site.

 

27
Set22

Dentes limpos e sem mau hálito? Com este sabor a maçã é mais fácil

Niel Tomodachi

Basta adicionar diariamente um pouco da solução na taça de água do seu cão ou gato. Vai fazer a diferença.

Tal como nós, os nossos cães e gatos só têm uma dentição adulta, por isso é melhor tratá-la bem logo de início para evitar problemas mais tarde.

Além da pasta dentífrica, com a qual pode escovar os dentes do seu pet, ou até de gel próprio, há algo mais que pode fazer: tratar a água que ele bebe. Adicionando cuidados dentários à sua água, manterá os seus dentes saudáveis durante mais tempo.

Uma boa opção é o Dental Care da Trixie para a água, com sabor a maçã. Trata-se de uma solução de uso diário que inibe a formação de tártaro, combate a placa bacteriana e o mau hálito em cães e gatos.

O Dental Care oral é muito simples de usar, devendo ser diluído diariamente água da taça de beber do seu animal. Utilize 1 parte do produto para 50 partes de água e substitua diariamente a água (mesmo que não a beba toda), repetindo o processo.

Assim, estará a cuidar dos dentes do seu animal através da água que ele bebe, ajudando a prevenir bactérias nocivas e mantendo um hálito agradável e fresco.

Pode adquirir o frasco de 300 ml por 4,15€ na plataforma online NewPetClub e não se esqueça que só adiciona à água a dose recomendada. O suave sabor a maçã vai deixá-lo satisfeito.

 

13
Set22

Tome nota, leitor. Estas são as melhores livrarias pet friendly do País

Niel Tomodachi

A maior parte está em Lisboa, mas não ficamos pela capital — sobretudo com as que pertencem a uma das maiores editoras do País.

Se os portugueses leem mais ou menos hoje em dia é uma questão que ainda está por decifrar em bom rigor. Sabe-se que leem pouco — sobretudo os mais jovens —, mas isso não aponta para conclusões inequívocas acerca dos hábitos de leitura da generalidade da população. Isto porque, apesar e por causa da invariável alienação provocada pelos ‘smartphones’, a verdade é que, muito provavelmente, a grande maioria das pessoas passou a ler inevitavelmente mais no quotidiano, graças ao acesso à informação centralizada nos telemóveis.

E os livros? Continuam nas livrarias, que continuam, também elas, a resistir ao domínio avassalador dos conteúdos digitais. Mas os leitores de páginas encadernadas também continuam a existir e a privilegiar as pequenas livrarias em vez das grandes superfícies que monopolizam as já reduzidas vendas de edições.

E alguns desses mesmos leitores continuam a ser tutores de animais de estimação, que continuam, nos casos exemplares e para aqui chamados, a ser tratados como verdadeiros membros da família. E esses mesmos tutores continuam, por isso, à procura (dentro de uma oferta ainda parca mas, apesar de tudo, em crescimento) de estabelecimentos onde possam entrar com os filhos/irmãos/melhores amigos de quatro patas. Desde os sítios mais óbvios e comuns, como cafés e restaurantes, até aos espaços culturais — tais como, a título de exemplo, as livrarias.

À partida, ter animais rodeados de livros por estrear não parece a melhor das ideias. Mas quem compra livros e tem animais, certamente não terá problemas em tê-los por perto destes objetos tão preciosos. E por que razão há-de ser diferente nas livrarias? Basta tomar o exemplo destas, reunidas numa lista delineada pela PiT, para perceber que livros e animais co-habitam pacificamente na mesma equação, ou no mesmo espaço. E quem sabe se não aprendem, também eles, a ler…

b199259121cfec2ed936ce058c6aa878-754x424.jpg

A Livraria Martins contraria a fatídica sentença vaticinada às livrarias: enquanto umas, infelizmente, fecham portas, esta abriu-as há bem pouco tempo, em plena Avenida Guerra Junqueiro, na Alameda, em Lisboa. O espaço, sendo ele novo, apresenta-se acolhedor, sofisticado, atraente, convidativo de leituras sem fim. Paragem obrigatória para quem passeia os patudos pelo centro da capital — com direito a café na esplanada!

 

Morada

Avenida Guerra Junqueiro 18D, 1000-180 Lisboa
 

df40cba6833b95f61177de87beed910c-754x424.jpg

Esta fica na capital portuguesa mas estende a mão até ao outro lado do Atlântico, ao país-irmão que partilha a mesma língua, ainda que com diferentes nuances também ao nível da escrita. A Livraria da Travessa, na Rua da Escola Politécnica, que, junto ao Jardim Botânico de Lisboa, atravessa o Príncipe Real, é uma filial da livraria homónima, sediada em Ipanema, no Rio de Janeiro. Foi inaugurada em 2019 e trouxe a leveza de espírito que se vive no Brasil: pet entra? Claro, tudo legal.  

Morada

Rua da Escola Politécnica 46, 1250-096 Lisboa

 

8f2ebbb2205a7f89aab6dc2f7947e5c5-754x424.jpg

Insentato é, diga-se desde já, passar por Tomar e não visitar este café-livraria. A comida, por si só, já vale bem a pena a passagem, mas a estante única é um extra de peso nesta experiência. Palavra de quem já lá passou e, enquanto esperava pelo lanche, encontrou de Voltaire a Tolstói, de Mário de Sá-Carneiro a Mário de Carvalho. Uma estante única em termos numéricos, mas principalmente a título distintivo. E no Insensato os animais são muito bem-vindos. Não há melhor que isto em terras da Ordem de Cristo.  

Morada

Rua da Silva Magalhães 25, 2300-593 Tomar

 

e0d6d41fc2206f1be13d7878e7573c51-754x424.jpg

"Tantos livros, tão pouco tempo" é, seguramente, um lugar comum de todos os ávidos leitores. Não há consolo que lhes sirva em saber que ficarão muitos mais por ler do que aqueles que hão-de ser lidos, mas livrarias como a Tantos Livros, Livreiros — localizada a poucos metros dos jardins do Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa — prometem remar contra essa maré. Neste espaço que se destaca pela sua amplitude, a oferta é significativa, e ainda mais variada, e encontros entre leitores e escritores são eventos recorrentes. Entre salas, estantes e "tantos livros", é fácil aos leitores perder de vista a companhia quadrúpede — isto porque, aqui, os animais também entram.  

Morada

Avenida Marquês de Tomar 1B, 1050-066 Lisboa

 

47750cbb0e46ad320ab6b13b9402298d-754x424.jpg

O nome não é sugestivo do valor desta livraria: apesar de "Barata", fica numa das mais nobres avenidas — designadamente, a de Roma — do centro da capital portuguesa, zona tradicionalmente rica que viu a Livraria Barata abrir em 1957 nessa localização privilegiada. Há quem defenda, porém, que um livro é um objecto de valor incalculável, pelo que, entre a generosa oferta disponível neste espaço, qualquer exemplar considera-se um achado. E nem só de livros vive este polo cultural de Lisboa: exposições, conferências, lançamentos e eventos culturais acontecem frequentemente aqui. E até vinhos pode comprar — acompanhado pelo seu cão, claro.  

Morada

Avenida de Roma 11-A, 1049-047 Lisboa

 

4bcd5594b2b2a99d8cc7875ccd3ab929-754x394.jpg

A Bertrand Livreiros foi pioneira a acolher a vertente pet friendly nos seus espaços. E, por isso mesmo, estendeu essa permissão a vários pontos do País. Nas livrarias de Aveiro, Castelo Branco, Póvoa do Varzim, Faro, Coimbra e Viana do Castelo os animais podem entrar desde 2018. E nas duas maiores cidades de Portugal também há espaços abertos a patudos: em Lisboa, na célebre livraria Bertrand do Chiado, eles também entram; e o mesmo vale para a da Avenida de Roma, ainda na capital, e para a da Rua da Fábrica, no Porto.

 

12
Set22

Gadgets. Já chegaram a Portugal os novos comedouros e bebedouros da Xiaomi

Niel Tomodachi

O Xiaomi Smart Pet Food Feeder e o Xiaomi Smart Pet Fountain estão disponíveis para compra a partir desta segunda-feira, dia 12.

Xiaomi traz duas novidades para o mercado português. Mas desta vez, são os animais de estimação o público-alvo. Os gadgets Xiaomi Smart Pet Fountain e Xiaomi Smart Pet Food Feeder, um bebedouro e um comedouro, respetivamente, visam disponibilizar no País uma forma “mais avançada de dar de comer e beber” aos patudos.

A Xiaomi Smart Pet Fountain, uma fonte de água potável, tem um depósito com capacidade de dois litros que satisfaz, por exemplo, “as necessidades de água de um gato adulto entre quatro a sete dias”, garante a Xiaomi em comunicado. Em caso de falha de energia, o bebedouro é programado para dispensar uma pequena quantidade de água potável. 

O produto foi analisado por uma agência independente de testes autorizada para, assim, garantir que o reservatório de água e a tampa estão em conformidade com os requisitos obrigatórios para materiais em contacto com água ou alimentos. A filtragem da água passa por quatro fases essenciais para retirar todas as impurezas (como partículas finas, cabelo, cloro residual ou iões Ca e Mg, que causam pedras nos rins) e disponibilizar uma água limpa e saudável para os animais. 

Já o comedouro Xiaomi Smart Pet Food Feeder,  é adaptado para cães e gatos de porte pequeno, podendo armazenar cerca de 1,8 quilogramas de comida seca, e assim “satisfazer a necessidade de um gato ou cão adulto durante 15 a 20 dias”. O produto tem três características que garantem a frescura e impermeabilidade dos alimentos: anel vedante de silicone 360 graus para tampa do compartimento dos alimentos, cartucho dessecante substituível do compartimento dos alimentos e porta giratória oculta do alimentador.

Ambos os produtos podem ser controlados através da aplicação Mi Home, que também envia lembretes quando é necessário acrescentar água ou comida, limpar a fonte ou substituir o filtro. Para além de mostrarem uma pequena luz vermelha quando estão escassos, enviam uma notificação para o smartphone dos tutores.

O comedouro pode ser adquirido por 129,99€, e a fonte por 79,99€

 

05
Set22

O maior evento animal solidário é já este sábado. Animal Fest regressa a Loures

Niel Tomodachi

Organizado pela Associação Click Positivo, tem entrada gratuita e diversas atividades para os patudos e os seus tutores

Prepare o seu animal para este fim-de-semana, porque certamente será agitado. O Animal Fest está de regresso a Loures (a dois passos de Lisboa), no próximo sábado, dia 10 de setembro, trazendo o maior evento solidário ao ar livre a nível nacional e as atividades para os tutores e os seus companheiros de quatro patas prometem.

Após dois anos de adaptação ao online, regressa ao Parque Adão Barata, ou Parque da Cidade de Loures, onde já não marcava presença desde o ano de 2019. Desta forma, das 15 horas às 22 horas, os animais e tutores poderão divertir-se num horário bastante preenchido, com atividades de meia em meia hora.

A entrada é gratuita e o programa envolve ações de socialização, como encontros de raça,  e de sensibilização, como cuidados a ter com os cães séniores em abrigos e o enquadramento legal do bem estar animal, lecionado pela Polícia de Segurança Pública (PSP).

Além disso, contará com a presença de Yuki e Gold, os cães adotados já em adultos, para contar a sua história. E terminará com o “desfile dos melhores amigos” entre cães e tutores.

 

O evento é organizado pela Associação Click Positivo, que foi fundada em 2017, com sede no município de Loures, com o intuito de melhorar a comunicação dos tutores com os seus cães, dando dicas e métodos de treino para facilitar o processo. Além do Animal Fest, desenvolvem várias ações de sensibilização e encontros em matilha, de forma a proporcionar “momentos descontraídos de aprendizagem”.

Ainda não tem nada na agenda para este sábado? Está na altura de marcar presença no Animal Fest, em Loures, e de levar o seu animal e a sua família para um serão muito divertido.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub