Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

26
Mar21

Há um baloiço novo na “Serra Mágica” de Vila Nova de Gaia

Niel Tomodachi

Na Serra de Negrelos nasceu o Baloiço de Canelas, onde consegue usufruir de um lugar que os habitantes dizem ser especial.

9ce9ffe549b2e8a00eae2a5907e74925-754x394.jpg

Na Serra de Negrelos, no coração de Gaia, mesmo ao lado da Autoestrada entre o Porto e Lisboa, existe um lugar especial, uma mancha de floresta na metrópole que desde o início da pandemia os habitantes acreditam ser mágica. Foi aqui que nasceu, no final de 2020, um baloiço para apreciar esse nicho de natureza e espírito positivo, atraindo gaienses e portugueses.

 A estrutura de madeira chama-se Baloiço de Canelas: isto porque a maior parte da extensão da Serra de Negrelos pertence à Freguesia de Canelas e por isso acaba por ser conhecida como Serra de Canelas.

No decorrer da pandemia, com as limitações de circulação e a necessidade de espaços mais isolados, disparou a procura por momentos na Serra, que assim se tornou Mágica, explica à NiT João Paulo Silva, um dos responsáveis pelo novo baloiço.

“As pessoas iam e vinham e nós víamos como se transformavam depois de passarem por algumas das experiências sensoriais disponíveis, relacionadas com as plantas, com os animais e até com o sol”, conta a NiT este responsável do grupo local ADC Santa Isabel Trail & Running.

Foi este grupo, integrante da Associação Desportiva e Cultural de Santa Isabel, que teve a ideia: a associação tem uma secção de Trail & Running que há anos organiza atividades na serra, nomeadamente Trail (Canelas Trail) e caminhadas.

Face à procura elevada destes percursos, os jovens resolveram meter mãos à obra e dinamizar mais experiências na serra. Para o efeito, foram recuperar o traçado de uma Trilha de Interpretação da Natureza criada pela Escola de Canelas no início dos anos 80 do século passado, que tinha entretanto sido desativada e caído em desuso.

Ao recuperar esse percurso, agora marcado com fitas cor de rosa, o grupo foi apresentando novas propostas para embelezar e tornar mais atrativa a região: nomeadamente dois baloiços, um dos quais sobre um espelho de água de uma antiga pedreira, um importante foco económico em anos idos que ali existia.

E assim nasceu o Baloiço de Canelas, na “Serra Mágica” com a mesma alcunha. “Este é o mais conhecido e mais fotografado monumento de Vila Nova de Gaia, por estes dias”, adianta João Paulo Silva.

Para lá chegar, usufruindo da trilha, são cerca de cinco quilómetros de um percurso acessível a todas as idades, com uma duração aproximada de hora e meia.

O objetivo fundamental do projeto é o de devolver a Serra à população, preservando o património natural (plantas e animais), bem como valorizar a história da comunidade e a sua relação com a exploração primária (pedreiras e agricultura).

Mas o grupo ainda quer mais: “queremos, a médio prazo iniciar um arboreto, um espaço pedagógico com árvores autóctones que permita a escolas contactar de forma natural com as espécies naturais do nosso País”, contam à NiT.

“Vamos ainda criar mais percursos, quer para caminhadas através da calçada romanda, quer através da criação de percursos de trail. Procuraremos ainda criar condições para atividades relacionadas com bicicletas, todo o terreno e motos”, adianta João Paulo.

Tudo isto está a ser feito em articulação com a Junta de Freguesia de Canelas e em breve o grupo espera ter um protocolo com a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, conclui.

Recorde-se que, em 2020, o nosso País assistiu a um boom de baloiços sem precedentes: eles são uma das novas grandes modas, recurso quase infalível das autarquias e juntas para dar aquele motivo extra às pessoas de conhecerem e visitarem uma região. Além de lindos e com vistas perfeitas, enchem as redes sociais de fotos que funcionam como uma espécie de bilhetes postais da região — e o turismo agradece.

Recentemente, abriu um destes locais maravilhosos na Serra da Boneca, com vista para o Rio Douro — tal como a NiT lhe contou. Para quem não conhece, há outros dois baloiços panorâmicos com uma história semelhante e até mais antigos — e que também foram criados por jovens para valorizar as suas terras. Neste caso, são espaços irmãos entre si, ou seja filhos do mesmo projeto e próximos um do outro.

Falamos do Baloiço do Trevim e do Baloiço do Burgo. Os mesmos que inspiraram uma jovem a criar o Baloiço do Talegre, na freguesia e Serra de Alburitel, no concelho de Ourém; e em junho o de Penedros da Cabeça.

Mas continuou: em julho, abriu o Baloiço do Mezio, na Serra do Soajo; no mesmo mês, nasceu o Baloiço de São Silvestre, em Mesão Frio; e ainda o Baloiço CerLove em Vila Nova de Cerveira — que até motivou filas épicas, semanas depois. Já em agosto, abriu o Baloiço do Sobreiro, junto ao Miradouro do Talegre, em Moncorvo; no mesmo mês foi conhecido o Baloiço d’As Antas P’ro Mondego; também o Baloiço da Carriça, em Arganil; e o da Ponte do Canal na freguesia de Abragão, Penafiel.

E ainda o Baloiço da Pateira do Carregal, idealizado e criado pela associação de amigos do parque com o mesmo nome, em Requeixo, Aveiro. Já em setembro, abriu em São João da Fontoura, Resende, o Baloiço da Senhora da Guia; e na Batalha, o Baloiço da Barrozinha. Em Santa Cristina, Mealhada, nasceu já em outubro um baloiço que celebra o renascimento de uma aldeia que esteve cercada pelas chamas: o Baloiço de Santa Cristina.

E no mesmo mês, um baloiço no miradouro que Miguel Torga disse ser “o mais vasto de Portugal”: o da Serra de Alvaiázere. Em novembro, foi a vez do Sítio da Nazaré acolher o incrível Baloiço da Ladeira, com vista para a vila, a praia e o mar e em dezembro o Baloiço do Meco, no Grande Porto. Na Capital do Espumante, no topo de uma colina com vista para a incrível paisagem vitivinícola da Anadia, nasceu no final de 2020 um novo baloiço panorâmico: ao lado de um moinho, numa localização perfeita e com um banco em forma de pipa, para honrar a sua região. Aqui pode sonhar e voar sobre as vinhas no coração de Anadia e tocar com a ponta dos pés na Serra do Bussaco.

Em Aldeia Velha, concelho do Sabugal, nasceu em dezembro de 2020, o Baloiço de Aldeia Velha: um novo baloiço panorâmico com um formato original, que beneficia de uma vista incrível: ampla e desafogada sobre o vale envolvente da cidade da Guarda e que se estende entre as serras fronteiriças de Espanha e a Serra da Estrela.

Além disso, a moda já não se fica só pela natureza. Depois de chegar a um restaurante na Ericeira, há agora até um baloiço numa clínica no Porto. (S)

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

"We need four hugs a day for survival. We need eight hugs for maintenance. And we need twelve hugs a day for growth." - Virginia Satir

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Nelson has read 1 book toward his goal of 25 books.
hide

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub