Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

09
Dez21

Noble e Fundação Ronald McDonald juntam-se pelas crianças de São João

Niel Tomodachi

A canção ‘It’s Christmas Everywhere’ conta com a participação dos Pequenos Cantores da Maia e de algumas das crianças que estão a ser apoiadas pela Casa Ronald McDonald do Porto.

Noble e Fundação Ronald McDonald juntam-se pelas crianças de São João

Com o Natal à porta, o cantor português Noble apresenta o tema ‘It’s Christmas Everywhere’, juntando-se à Fundação Infantil Ronald McDonald pela divulgação dos bonecos solidários ‘Pedro, Maria & Co’, que revertem para ajudar a equipar a Sala de Brincar Ronald McDonald na nova Ala Pediátrica do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto.

O vídeo da canção, que conta com a participação dos Pequenos Cantores da Maia e de algumas das crianças que apoiadas pela Casa Ronald McDonald do Porto, foi realizado por Gustavo Silva e Lucas Neves e estreou no passado sábado, dia 4 de dezembro.

"A ‘It’s Christmas Everywhere’ é uma música que celebra o bem, celebra o verdadeiro espírito de Natal: a união. E foi por isso mesmo que decidi escrever esta música e apoiar a Fundação Infantil Ronald McDonald, cuja missão é aproximar e cuidar das famílias com crianças em tratamento hospitalar. A associação desta música à Fundação Infantil Ronald McDonald começou no Natal do ano passado e este Natal tenho a honra de poder contar com a interpretação dos Pequeno Cantores da Maia. Vamos mais uma vez estar todos unidos no apoio à Fundação Infantil Ronald McDonald”, refere Noble.

A campanha conta ainda com a participação da designer de moda Inês Torcato e de Tiago Azevedo, na criação da t-shirt usada por Noble e por todos os participantes do vídeo.

 

07
Dez21

José Carlos Costa Barros conquista Prémio Leya 2021

Niel Tomodachi

José Carlos Costa Barros venceu o Prémio Leya 2021, por unanimidade do júri, com a obra "As Pessoas Invisíveis", anunciou hoje a organização.

José Carlos Costa Barros conquista Prémio Leya 2021

A edição deste ano concorreram 732 originais, dos quais foram selecionados 14 para apreciação do júri, presidido pelo escritor Manuel Alegre, que anunciou José Carlos Barros como vencedor.

"As Pessoas Invisíveis" é uma viagem por vários tempos da história recente de Portugal, desde a década de 40 do século XX, narrada a partir de uma personagem ambígua, Xavier, que age como se tivesse um dom ou como se precisasse de acreditar que tem um dom, revelou o júri.

"Dos anos 40 do século XX, com a ambição do ouro, a posição de Salazar face à guerra, a guerra colonial com todas as questões que hoje levanta, o nascimento e os primeiros anos da democracia. Em todas estas paisagens e em todos os tempos que o romance toca, a palavra é de quem não a costuma ter. Dramática, velada, fugaz, lapidar, tocada pelo sobrenatural".

Ainda segundo a descrição do júri, "os habitantes do mundo rural ou os negros das colónias são seres quase diáfanos que sublinham uma sensação de quase perdição que atravessa todo o livro e constitui um dos seus pontos mais magnéticos. Em 'As Pessoas Invisíveis', o leitor é convocado para preencher com a sua imaginação o não dito, os silêncios, o invisível".

Outro aspeto salientado na escolha desta obra foi o trabalho de linguagem, o domínio de uma "oralidade telúrica a contrastar com a riqueza de vocabulário e de referências histórico-sociais".

Esta não foi a primeira vez que José Carlos Barros concorreu ao Prémio Leya, já que em 2012 foi finalista com o romance "Um Amigo para o Inverno", editado no ano seguinte pela chancela Casa das Letras.

Autor de vasta obra poética, a sua estreia na prosa aconteceu com "O Prazer e o Tédio", romance que o cineasta André Graça Gomes adaptou ao grande ecrã, em 2012, sem financiamento e com atores amadores. A longa-metragem foi rodada em Boticas, onde o escritor nasceu, em 1963, e aborda a angústia do mundo rural.

Licenciado em Arquitetura Paisagista pela Universidade de Évora, José Carlos Barros vive em Vila Nova de Cacela, no Algarve.

Tem exercido atividade profissional no âmbito do ordenamento do território e da conservação da natureza, e foi diretor do Parque Natural da Ria Formosa. Foi também técnico superior do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e da Direção Regional do Ambiente do Algarve.

Antigo deputado do PSD, José Carlos Barros foi vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António e presidente da Assembleia Municipal da mesma cidade. É vereador, sem pelouro, naquela câmara.

Entre os vários livros de poesia que escreveu destacam-se "uma abstração inútil", "Todos os náufragos", "Teoria do esquecimento", "Pequenas depressões" (com Otília Monteiro Fernandes) e "As leis do povoamento" (editado também em castelhano).

Com "Sete epígonos de Tebas" venceu o Prémio Nacional de Poesia Sebastião da Gama 2009.

Os seus livros de poesia mais recentes são "O uso dos venenos", "A educação das crianças", "Estação - Os poemas do DN Jovem", e "Penélope escreve a Ulisses".

Antes de anunciar o vencedor, Manuel Alegre fez saber que no início da reunião, Lourenço do Rosário - um dos membros do júri, professor de Letras e ex-reitor da Universidade Politécnica de Maputo - fez uma declaração de protesto contra as medidas da União Europeia, de proibição dos voos para Moçambique e outros países da África Austral.

"Os membros do júri associaram-se a esta tomada de posição", afirmou o presidente.

Além de Manuel Alegre e de Lourenço do Rosário, fizeram também parte do júri da edição deste ano a poetisa angolana Ana Paula Tavares, a jornalista portuguesa Isabel Lucas, o professor de Literatura Portuguesa na Universidade de Coimbra José Carlos Seabra Pereira, o escritor Nuno Júdice e o editor, jornalista e tradutor brasileiro Paulo Werneck.

O Prémio LeYa tem um valor de 50 mil euros e é o maior prémio literário para romances inéditos de todo o mundo de língua portuguesa.

Atribuído por prova cega, a autoria dos romances é desconhecida ao longo de todo o processo de leitura e avaliação: "A autoria do romance vencedor, selada em sobrescrito, apenas é conhecida depois de tomada a decisão do júri", explica o grupo editorial.

Em 2010, 2016 e em 2019 o júri não atribuiu o galardão, j

ustificando "falta de qualidade" das obras candidatas. No ano passado, o prémio foi suspenso por causa da pandemia.

O último vencedor, em 2018, tinha sido o escritor brasileiro Itamar Vieira Junior, com "Torto Arado", romance que posteriormente viria a ganhar também os prémios Jabuti e Oceanos.

Os anteriores vencedores foram João Pinto Coelho, António Tavares, Afonso Reis Cabral, Gabriela Ruivo Trindade, Nuno Camarneiro, João Ricardo Pedro, João Paulo Borges Coelho e Murilo Carvalho.

 

07
Dez21

Na aldeia de Medelim, nasceu uma árvore de Natal feita em crochê

Niel Tomodachi

Tem três metros de altura, 12 de diâmetro e é feita de 788 quadrados de crochê, pelas mãos de 50 mulheres. À entrada da aldeia de Medelim, concelho de Idanha-a-Nova, nasceu uma árvore de Natal em crochê.

Uma árvore de Natal feita de 788 quadrados de crochê, tricotados à mão, foi instalada à entrada da aldeia de Medelim, concelho de Idanha-a-Nova, depois de mobilizar durante um mês o trabalho de 50 mulheres. A iniciativa é da Junta de Freguesia de Medelim, presidida por Ana Filipa Fonseca, e mobilizou durante um mês 50 mulheres de norte a sul do país, com ligações à aldeia de Medelim, no distrito de Castelo Branco.

“Nós [junta de freguesia] entrámos no final de outubro [tomada de posse]. Eu já tinha tido esta ideia e apresentei ao executivo que a apoiou”, afirmou Ana Filipa Fonseca à Lusa. A árvore de Natal, exposta na rotunda à entrada de Medelim, tem 3,80 metros de altura, 12 metros de diâmetro e é constituída por 788 quadrados de crochê, cada um com 20X20 centímetros.

A árvore de Natal em crochê, em Medelim. (Foto: Município de Idanha-a-Nova)

“Tudo começou com um grupo de oito pessoas no início de novembro. Passados poucos dias tínhamos já umas 40 pessoas a trabalhar. Pessoas de Lisboa e de outras partes do país, com ligação a Medelim, trabalharam em conjunto para tornar possível esta árvore de Natal”, disse. A autarca sublinhou que a junta de freguesia forneceu as lãs necessárias à confeção e as pessoas tricotavam os quadrados de crochê em casa, que posteriormente eram enviados por correio para Medelim.

“Não tínhamos a noção de que a árvore de Natal ia tomar estas proporções. A ideia inicial foi envolver a comunidade local e colocá-los a trabalhar em conjunto. O espírito da construção desta árvore era cultivar o sentido de comunidade”, sustentou. Ana Filipa Fonseca realçou que a adesão “foi muito grande” e o objetivo passava por ter a árvore de Natal pronta no dia 01 de dezembro, o que veio a acontecer.

“No dia 01 [dezembro] tínhamos a árvore pronta e foi colocada numa rotunda à entrada da aldeia. Vieram pessoas que não vivem em Medelim ajudar a colocar e a montar a árvore de Natal”, concluiu. Medelim, também conhecida pela aldeia dos balcões, onde existem mais de 200 (escadas de lajes grandes, em granito que dão acesso à principal entrada da habitação), tem atualmente cerca de 230 habitantes, a maioria idosos.

A criação, tricotada à mão, foi feita por 50 mulheres.

 

07
Dez21

Zoo Santo Inácio traz de volta os campos de férias de Natal

Niel Tomodachi

Vai poder assistir de perto à alimentação dos animais e interagir com as várias espécies. Os miúdos vão adorar.

Se vê o Natal a chegar e ainda não sabe como entreter os miúdos nas férias escolares, esta é uma boa sugestão. O Zoo Santo Inácio, em Vila Nova de Gaia, retoma este ano os seus campos de férias na natureza. Dirigidos a crianças dos seis aos 13 anos, as atividades decorrem entre os dias 20 e 23 de dezembro.

Nestes campos, os mais novos vão poder aprender mais sobre a conservação das espécies e a preservação da natureza, através de atividades com os tratadores que vão desde a preparação da alimentação dos animais até à descoberta das particularidades de cada espécie.

“Onde habitam os leões? Qual a importância de um Tratador de animais? Quantas gazelas-dama existem na natureza? Como se alimentam os pandas vermelhos? Como é a vida de um Zoo? Estas são apenas algumas das questões a que vamos querer responder para que, desde cedo, as futuras gerações possam ter uma missão muito especial— serem verdadeiros embaixadores da preservação animal”, explica Teresa Guedes, diretora do Zoo Santo Inácio.

Os campos de férias de Natal decorrem das 8h30 às 18 horas e incluem diversas atividades e jogos natalícios, a descoberta dos mais de 15 hectares de natureza do Zoo Santo Inácio, e ainda a oportunidade de conhecer de perto o trabalho de alguns dos tratadores que se dedicam aos 600 animais que lá habitam.

As inscrições custam 21€ por dia e deverão ser garantidas até ao dia 15 de dezembro, através dos contactos +351 227 878 500 ou geral@zoosantoinacio.com.

 

06
Dez21

The Body Shop - Campanha de Natal: "CONTAGIA AMOR, PARTILHA ALEGRIA"

Niel Tomodachi

Este Natal CONTAGIA AMOR e PARTILHA ALEGRIA em cada sorriso, em cada abraço e em cada presente!

CT9-LOCAL-CHRISTMAS-ACTIVISM.jpg

O Natal é uma época de amor, de partilha, de alegria. É um momento de celebração.

Por isso, este Natal celebramos o amor e partilhamos a alegria. Em cada sorriso, em cada abraço, em cada presente.

Continuamos, todos juntos, a apoiar vítimas de violência de género, em colaboração com a Cruz Vermelha Portuguesa, para garantir que neste Natal a alegria chega também a quem mais precisa.

De 1 a 31 de Dezembro

Em Dezembro teremos na área ativista das lojas a caixa da Cruz Vermelha para a OPERAÇÃO ALEGRIA. Qualquer cliente poderá doar, deixando na caixa um presente comprado na The Body Shop. O melhor? Na The Body Shop não só os faremos chegar a quem mais precisa, como por cada presente doado pelos clientes, doaremos outro da mesma categoria. As equipas de loja serão os testemunhos da sua entrega à delegação da Cruz Vermelha mais próxima.

 

COMO PODES AJUDAR!

 

06
Dez21

Esta é a canção de Natal pela qual todos esperávamos: ouça o novo single dos ABBA

Niel Tomodachi

“Little Things” sai do mais recente trabalho, “Voyage”. Todos os lucros conseguidos vão para o fundo global da UNICEF.

"Little Things” é o mais recente single saído de “Voyage”, o último álbum dos ABBA lançado a 5 de novembro. É uma canção de Natal e com uma vertente solidária. Todo o dinheiro conseguido com este trabalho reverte a favor do fundo global para a proteção à criança da UNICEF.

Com a música chegou um vídeo que já foi visto por mais de 900 mil pessoas. “Esta é a primeira música de Natal dos ABBA, e nenhuma música de Natal estaria completa sem um vídeo festivo”, descrevem na página YouTube.

O videoclipe foi realizado por Sophie Muller. Recorre à ideia dos concertos virtuais que a banda já tem marcados para o próximo ano. É um grupo de crianças que o protagoniza durante quase quatro minutos.

O álbum “Voyage” chegou com 10 novas músicas da banda. Além das recentes, as músicas mais conhecidas do grupo vão fazer parte do espetáculo ao vivo que está marcado para o final de maio em Londres. Os bilhetes foram colocados à venda em setembro e esgotaram em poucas horas.

Para estes concertos vistuais foi feita uma parceria com a Industrial Light & Magic, uma empresa de George Lucas.

 

05
Dez21

Este Natal, enfie o barrete por uma boa causa!

Niel Tomodachi

 Sabemos que os tempos estão difíceis e que devido à pandemia, a disponibilidade financeira das pessoas está mais reduzida, mas neste Natal, estas e outras associações contam consigo para, mais uma vez, fazermos a diferença nas vidas de quem mais precisa.

Diapositivo3.JPG

Diapositivo4.JPG

 Cá em casa, este ano decidimos ajudar através de donativos 4 destas associações. 

A forma de ajudar, já a conhece. Contribua com donativos ou como voluntário.

 

 Boas Festas!

 

05
Dez21

Snoopy e amigos em especial de Natal

Niel Tomodachi

A Apple TV está a contribuir para que crianças e as suas famílias comecem a entrar no espírito natalício com uma programação de novos especiais e episódios da premiada série Apple Original com Charlie Brown, Snoopy e os seus amigos, bem como a série ganhadora do Peabody Award “Stillwater” e um episódio especial de “Otis, o Trator”.

Para promover a estreia global de “Snoopy Apresenta: Bons Velhos Tempos” a 10 de dezembro, a Apple TV + disponibilizou o trailer do muito antecipado primeiro especial de Natal original da parceria com os Peanuts e WildBrain.

Bons Velhos Tempos” é o primeiro especial de Natal original resultante da parceria da Apple com a WildBrain. No especial, depois de Lucy ter um Natal decepcionante porque a sua avó não a conseguiu visitar, ela decide organizar a derrareira festa de Passagem d’Ano, enquanto Charlie Brown se esforça para cumprir apenas uma das suas resoluções antes que o relógio bata as doze badaladas.

Snoopy Apresenta: Bons Velhos Tempos” é baseado na história da banda desenhada criada por Charles M. Schulz e é produzida pela WildBrain Studios. O novo especial é de uma história de Alex Galatis e Scott Montgomery, e escrito por Galatis, Montgomery e Clay Kaytis, que também realizaram. Craig Schulz, Bryan Schulz, Cornelius Uliano funcionam como produtores executivos ao lado de Paige Braddock para Charles M. Schulz Creative Associates e Josh Scherba, Stephanie Betts, Amir Nasrabadi e Anne Loi para WildBrain Studios.

Antes da estreia de “Snoopy Apresenta: Bons Velhos Tempos”, os fãs podem revisitar, entres outros conteúdos dos Peanuts,  o adorado clássico “O Natal de Charlie Brown“.

 

05
Dez21

Planear e reutilizar: Sete dicas para um Natal mais sustentável

Niel Tomodachi

O período do Natal é, normalmente, marcado por mais compras, despesas e desperdícios. Quer que este ano seja diferente? Estas dicas são para si.

Planear e reutilizar: Sete dicas para um Natal mais sustentável

Com a entrada em dezembro aproxima-se, a passos largos, o Natal. Este é, por norma, um período de mais despesas, mais consumo e desperdício. Contudo, este ano pode ser diferente. 

É neste sentido que a empresa especializada em finanças pessoais Doutor Finanças dá sete dicas para que este Natal seja mais sustentável. A chave é "planear e reutilizar". Tome nota: 

 

1. Faça a sua árvore de Natal (ou alugue um pinheiro) - "Se gosta de ser criativo e fazer trabalhos manuais, aproveite para criar uma árvore de Natal personalizada. Utilize fotografias, postais, troncos de madeira ou luzes decorativas para decorar a parede e formar uma árvore (uma ótima opção para quem tem pouco espaço em casa).

Pode também criar a sua árvore com livros, materiais reciclados ou decorações de Natal antigas que tenha em casa. Se faz questão de ter uma árvore de Natal tradicional, considere comprar um pinheiro verdadeiro (uma opção melhor para o ambiente, em vez de comprar uma árvore de plástico) ou alugar um Pinheiro Bombeiro."

 

2. Crie a sua decoração num Natal mais sustentável - "Pense na decoração como um projeto criativo, em que pode até envolver as crianças. Dê largas à imaginação."

3. Reduza o consumo e faça compras conscientes

  • "Escolha um presente que perdure no tempo: não compre apenas por comprar, escolha presentes que possam ter significado e valor para a outra pessoa e que perdurem no tempo;
  • Ofereça experiências em vez de presentes: um bilhete para um espetáculo, um workshop, uma atividade de aventura;
  • Faça os seus próprios presentes: seja comida, pintura ou costura, utilize a sua criatividade para oferecer lembranças úteis e originais;
  • Organize um “Amigo Secreto”: se tem uma família numerosa ou muitos grupos de amigos, considere organizar o sorteio “amigo secreto” para poupar dinheiro e presentes desnecessários. Pode até utilizar a versão online se não conseguir reunir todos para fazer o sorteio.
  • Compre no comércio tradicional: opte por fazer compras nas lojas de bairro. Não só ajuda os pequenos comerciantes como é possível que encontre presentes mais singulares.
  • Utilize sacos de compras reutilizáveis: a entrega gratuita de sacos de plástico já não é permitida. Por isso, não só estará a ajudar o ambiente, como efetivamente a poupar dinheiro."

 

4. Reutilize o papel de embrulho - "Dizem que o interior é que conta, e aqui não é exceção. Por muito bonito que seja um embrulho, na maior parte dos casos, o papel utilizado acaba por ser rasgado e deitado no lixo, um verdadeiro desperdício."

 

5. Planeie as refeições e evite o desperdício

  • "Faça um menu para os dias festivos e uma lista de compras com as respetivas quantidades;
  • Opte por levar recipientes e comprar a granel, sempre que for possível, evitando o uso excessivo de embalagens e ajustando a compra de ingredientes às quantidades necessárias;
  • Evite comprar as comidas tradicionais só porque fica bem ter na mesa, sobretudo quando sabe que não são apreciadas pelos familiares.
  • Pense antecipadamente o que pode fazer com o excesso de comida:
  • Oferecer a alguns convidados para levarem consigo os excessos (precisará de ter recipientes ou pode pedir para cada um trazer);
  • Congelar para mais tarde ou cozinhar combinações alternativas de ingredientes;
  • Entregar a associações locais (como a Refood) ou restaurantes que aceitem refeições para distribuição a pessoas desfavorecidas."

 

6. Natal mais sustentável se reduzir consumo energético - "Um Natal mais sustentável não tem de ser enfadonho. A iluminação de Natal faz parte da magia desta época festiva, contudo, se não quer ver disparar a sua conta de eletricidade, deve ter em atenção algumas boas práticas:

  • Opte por utilizar luzes e decorações em LED ou fibra ótica;
  • Utilize as luzes decorativas como iluminação principal, substituindo a luz da própria divisão;
  • Ligue as luzes apenas quando estão pessoas nas divisões, e desligue à noite, quando vai dormir."

 

7. Organize as deslocações para um Natal mais sustentável - "As deslocações também fazem parte deste período festivo, uma vez que muitas pessoas rumam às suas terras de origem para celebrar a quadra com os seus familiares. A pensar na otimização das viagens, considere dar ou apanhar boleia com um amigo ou familiar, reduzindo o número de viaturas ou então recorrer aos transportes públicos, como a Rede Expressos ou a CP."

 

04
Dez21

Camisolas para vestir o espírito de Natal

Niel Tomodachi

Renas, bonecos de neve ou o Pai Natal são as imagens icónicas da quadra e não faltam nas camisolas cada vez mais procuradas por quem se quer vestir a rigor para a ocasião.

Dezembro convida ao espírito natalício e vesti-lo está cada vez mais na moda. Desde as mais discretas às mais chamativas, há camisolas para todos os gostos. Uma moda que começa a ser tradição.

A procura de camisolas de Natal tem vindo a aumentar. Foi nos anos 1980 que os americanos começaram a vestir peças de roupa alusivas à época e a tendência foi-se espalhando pela Europa, segundo Miguel Molina, diretor criativo da Camisolas de Natal, marca especializada neste vestuário. E o “interesse tem vindo a crescer de ano para ano.”

As camisolas natalícias são utilizadas na véspera, no próprio dia das festividades e em festas com amigos e colegas de trabalho durante o mês de dezembro. E não são só as crianças que aderem a esta moda. Miguel Molina garante que são procuradas por miúdos e graúdos e que ter a família toda vestida de igual “dá a fotografia de Natal perfeita”.

A rena Rodolfo, o Pai Natal e bonecos de neve são os modelos mais procurados por serem “desenhos que nunca saem de moda”. Mas, a par dos produtos mais populares, vão surgindo novidades, como as camisolas com luzes. Este ano, assegura, os produtos feitos com algodão 100% orgânico, o último lançamento, têm sido também procurados.

Only | 27,99 euros
Camisolas de Natal | 45 euros
Monki | 25 euros
H&M | 19,99 euros
Tezenis | 19,99 euros
Primark | 18 euros
LIDL | Desde 9,99 euros


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub