Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

31
Mai22

"As Raparigas Desaparecidas de Paris" de Pam Jenoff

Niel Tomodachi

Wook.pt - As Raparigas Desaparecidas de Paris

Sobre o Livro:

As Raparigas Desaparecidas de Paris é uma história emotiva de amizade e traição durante a Segunda Guerra Mundial, inspirada em factos reais, da autora best-seller internacional Pam Jenoff.

1940:
Com o mundo em guerra, Eleanor Trigg lidera um grupo misterioso de agentes secretas femininas em Londres. Doze destas mulheres são enviadas para ajudar a Resistência francesa. Nunca regressaram a casa.

1946:
Ao passar pela Estação Central, em Nova Iorque, Grace Healey encontra uma mala abandonada escondida por baixo de um banco. A mala contém uma dúzia de fotografias, cada uma de uma mulher diferente. Em busca das mulheres reais das fotografias, Grace sente-se cada vez mais atraída pelo seu destino misterioso. E, à medida que aprofunda os segredos do passado, descobre uma história de amizade, valentia impensável e, em última instância, da mais desprezível das traições.

 

Sobre a Autora:

Pam Jenoff nasceu em Maryland e cresceu nos arredores de Filadélfia. Estudou na Universidade George Washington em Washington,D.C., e na Universidade de Cambridge em Inglaterra. Depois de fazer um mestrado em História em Cambridge, aceitou o cargo de assistente na Secretaria do Exército que lhe proporcionou a oportunidade única de observar e participar em operações do mais alto nível. Em 1996, foi destacada para o consulado de Cracóvia, na Polónia. Durante esse período, Pam aprofundou o conhecimento sobre as relações dos judeus polacos e o holocausto. Trabalhou na preservação de Auschwitz e desenvolveu uma relação de proximidade para com a comunidade judia.

 

31
Mai22

Já pode ver Tom Hanks como Gepetto no primeiro trailer do live-action de “Pinóquio”

Niel Tomodachi

O enredo é bastante semelhante à história que todos conhecemos, com a adição de uma nova personagem.

É um clássico da literatura infantil do qual já existem inúmeras versões — e vêm aí mais duas. As plataformas de streaming Netflix e Disney+ vão lançar a sua própria interpretação de “Pinóquio” em breve. A gigante da animação divulgou esta terça-feira, 31 de maio, o primeiro trailer do projeto.

A história dispensa longas introduções, uma vez que será difícil encontrar alguém que não conheça — pelo menos em traços gerais — o enredo. Geppetto (Tom Hanks) é um marceneiro sem filhos que cria um boneco de madeira chamado Pinóquio (Benjamin Evan Ainsworth) e reza às estrelas para que ele ganhe vida — e se torne no descendente que tanto gostaria de ter.

As suas preces são ouvidas quando surge uma fada azul (Cynthia Erivo) que promete ao boneco que, caso prove ser corajoso, verdadeiro e altruísta, será transformado num rapaz de verdade, um dos maiores sonhos de Pinóquio. O que se seguem são várias aventuras num mundo perigoso para um miúdo feito de madeira.

O elenco conta ainda com Joseph Gordon-Levitt no papel do Grilo Falante, Luke Evans como o antagonista do projeto, Keegan-Michael Key interpreta João Honesto e Lorraine Bracco é Sofia, a Gaivota — uma nova personagem criada especificamente para este live action.

A produção original da Disney+ será disponibilizada na plataforma a 8 de setembro.

 

31
Mai22

"Animais e Pessoas" de Mauro Paulino, Sandra Horta e Pedro Emanuel Paiva

Maus-tratos a animais | Link para a violência contra pessoas | Intervenção assistida

Niel Tomodachi

Para quem trabalha na defesa e promoção dos direitos dos animais e no desenvolvimento dos benefícios das interações entre animais e pessoas

Wook.pt - Animais e Pessoas

Sobre o Livro:

Prefácio de Clara de Sousa, Jornalista
Posfácio de Edgar Taborda Lopes, Juiz Desembargador

Desde outubro de 2014 que os crimes contra animais de companhia passaram a estar previstos no Código Penal. Apesar da recente criminalização destas condutas no nosso ordenamento jurídico, vários estudos realizados noutros países têm vindo a demonstrar a relação direta que existe entre a violência contra animais e outros tipos de violência, nomeadamente a violência doméstica, a violência contra crianças, mulheres, idosos ou quaisquer outras formas de violência interpessoal.

Ainda que de forma incipiente, comparativamente com a realidade internacional, surge também o reconhecimento da mais-valia das Intervenções Assistidas por Animais, em particular por cães, nos mais diversos contextos, como nas perturbações do neurodesenvolvimento ou na justiça.

De forma sistemática e através de uma abordagem jurídica, psicológica e sociológica, este livro vem facultar uma melhor compreensão sobre estas temáticas, ao longo de três eixos principais: laços entre pessoas e animais, violência e crueldade animal e Intervenções e Atividades Assistidas por Animais.

Trata-se de uma obra pioneira, de leitura indispensável para estudantes, investigadores e profissionais de diversas áreas, bem como para todos os que trabalham na defesa e promoção dos direitos dos animais e no desenvolvimento dos benefícios das interações positivas entre animais e pessoas.

Temas:

- Laços entre pessoas e animais
- Impacto da violência contra animais na infância
- Síndrome de Noé
- Animais na cidade
- Violência e crueldade animal
- Medicina legal veterinária
- Respostas sociais e legais à violência contra animais de companhia
- Intervenções Assistidas por Animais e seus benefícios
- Cães facilitadores em tribunal
- Recurso a animais no processo de ressocialização

Os direitos de autor desta obra revertem a favor da Associação Vida Autónoma.

 

Excertos:

“Apenas quero reforçar que esta vasta família – de humanos e animais de companhia – tem, na mesma casa, o seu porto de abrigo, o espaço de conforto onde existem as rotinas e os cheiros e os ruídos e tudo o que lhes é familiar e que os deixa tranquilos e felizes.”
Clara de Sousa, In Prefácio

 

Sobre os Autores:

Mauro Paulino

Psicólogo Clínico e Forense. Coordenador da Mind | Instituto de Psicologia Clínica e Forense. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com grau de Especialidade Avançada em Psicologia da Justiça. Membro do Conselho Nacional de Psicólogos. Docente convidado em várias universidades nacionais e internacionais. Doutorando em Psicologia Forense, Mestre em Medicina Legal e Ciências Forenses. Autor e coordenador de diversos livros.

::::

Sandra Horta

Advogada. Conselheira no Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, membro do Conselho Consultivo da Entidade Reguladora da Saúde e membro da European Enforcement Network of Animal Welfare Lawyers and Commissioners. Presidente do Observatório Nacional para a Defesa dos Animais e Interesses Difusos.

:::::

Pedro Emanuel Paiva tem 41 anos, é especialista em comportamento canino e fundador da associação Pet B Havior. Especializou-se em treino de cães policiais, sendo atualmente coordenador técnico do projeto de Terapias Assistidas com Cães a Crianças Vítimas de Cancro, em parceria com a Associação Princesa Leonor, a Fundação do Gil e escolas públicas dos concelhos de Sintra e Oeiras. Desenvolve com a Câmara Municipal de Oeiras um protocolo de consultadoria comportamental animal, promovendo a realização de diversas iniciativas, destacando-se a formação para agentes de proteção civil e policiais.
Foi produtor de conteúdos na rádio M80 com a rubrica “Aqui há bicho!” e participa no programa televisivo “SOS Donos em Apuros”. Numa parceria com o Pavilhão do Conhecimento – Centro de Ciência Viva, abraça o projeto “Passaporte Canino” que forma tutores de animais de companhia. É ainda autor do livro “Eu e o meu cão”, que se enquadra no Planeamento de Educação Ambiental das escolas públicas e privadas de Oeiras, enquanto principal ferramenta de promoção à adoção responsável e à sensibilização e prevenção para a agressividade canina dirigida a crianças.
É conhecido como o «encantador de cães» português.

 

 

31
Mai22

“Animais e Pessoas” – lançamento do livro é no sábado e evento é pet friendly

Niel Tomodachi

A obra aborda os maus-tratos a animais como um link para a violência contra pessoas, e a intervenção necessária.

Todos os amantes de animais estão ligados por valores comuns, que passam por dar aos seus amores de quatro patas um lar onde sejam acarinhados, cuidados e respeitados. Em Portugal, apesar dos avanços na causa animal, há ainda um longo caminho a percorrer no que diz respeito à defesa e promoção dos seus direitos.

Foi a pensar nessa caminhada que há ainda a fazer que o psicólogo forense Mauro Paulino, a advogada Sandra Horta e o especialista em comportamento canino Pedro Emanuel Paiva — que é também o Provedor do Animal da Câmara Municipal de Lisboa — se juntaram para coordenar uma obra de leitura indispensável: “Animais e Pessoas: Maus-tratos a Animais, Link para a Violência contra Pessoas e Intervenção”, da editora Pactor.

O livro conta com a participação de uma equipa multidisciplinar de mais de 20 autores e é prefaciado pela jornalista Clara de Sousa — com uma partilha muito emotiva do que é ter animais de companhia e lidar com a sua perda —, sendo o posfácio assinado pelo juiz desembargador Edgar Taborda Lopes.

Em abril, perto de uma dezena de figuras públicas deu a cara por esta obra, que tem o apoio da CML, numa iniciativa integrada numa campanha de sensibilização em que se fizeram acompanhar pelos seus animais de estimação. A PiT esteve lá e contou como foi.

Agora é chegada a data do lançamento do livro, que custa 26,96€. É já no dia 4 de junho, às 15h30, na Estufa Fria, em Lisboa. E, como não podia deixar de ser, o evento é pet friendly. Se estiver interessado em ir, confirme a sua presença.

“Este evento, em que os fiéis companheiros de quatro patas estão também convidados, realiza-se no âmbito da campanha de sensibilização contra maus-tratos de animais e pessoas, que resulta de uma parceria entre a Casa dos Animais de Lisboa e a Mind | Instituto de Psicologia Clínica e Forense”, explica a CML em comunicado.

Além do município lisboeta, da Casa dos Animais de Lisboa e das figuras públicas que se uniram para fazer a campanha, a obra “Animais e Pessoas” conta ainda com o apoio da Santogal Mini, Shots&Cuts, BIG IDEA, Observatório Nacional para a Defesa dos Animais e Interesses Difusos, Casinha do Monte, Pactor Editora e Lola Make Up.

“Animais e Pessoas” é uma obra pioneira, que procura captar a atenção da sociedade para problemas estruturais como os maus-tratos a animais e a violência contra as pessoas, “e que dá o devido reconhecimento da mais-valia das intervenções assistidas por animais, em particular por cães, nos mais diversos contextos, como nas perturbações do neuro-desenvolvimento ou na justiça”, acrescenta a Câmara Municipal de Lisboa.

Os direitos de autor deste livro revertem a favor da AVA — Associação Vida Autónoma, uma instituição que acolhe pessoas sem abrigo juntamente com os seus animais de companhia.

 

31
Mai22

Operação Nariz Vermelho faz 20 anos e apresenta musical que vai correr hospitais do país

Niel Tomodachi

Desde 2002 que a associação Operação Nariz Vermelho organiza anualmente cerca de 53 mil encontros de palhaços profissionais nos serviços pediátricos de 17 hospitais portugueses

39694715_PAULO_SPRANGER261273

A associação Operação Nariz Vermelho (ONV) apresenta na próxima quarta-feira, 1 de junho, no Hospital D. Estefânia, em Lisboa, um musical e uma exposição sobre os doutores palhaços que alegram há vinte anos crianças hospitalizadas.

Segundo informação da organização fornecida à Lusa, Compasso de Palhaço – Pequena Sinfonia das Horas Vagas é o nome do espetáculo musical que vai ser exibido nos hospitais parceiros da ONV ao longo dos próximos meses, encerrando a digressão com uma última apresentação no Centro Cultural de Belém, em outubro, aberta ao público em geral.

A Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), que desde 2002 organiza anualmente cerca de 53 mil encontros de palhaços profissionais nos serviços pediátricos de 17 hospitais portugueses, celebra na quarta-feira, Dia da Criança o seu 20.º aniversário e decidiu comemorar junto da comunidade hospitalar, dando aos profissionais de saúde, bem como às suas famílias, a oportunidade de conhecerem melhor os artistas de nariz vermelho que animam os hospitais.

“Chegada a hora de pensar num espetáculo que celebrasse estas duas décadas de História, surgiu a ideia de responder a algumas questões que as crianças foram fazendo aos doutores palhaços ao longo do tempo: o que é que eles fazem em casa? Também comem e tomam banho? E o que comem? E onde dormem? Será que fazem o que qualquer pessoa faz, ou até as suas horas vagas são preenchidas com momentos extraordinários, como aqueles que criam junto das crianças? Foi este o conceito que quisemos trazer para o espetáculo, mostrar ao público 24 horas na vida de um doutor palhaço”, explicou o diretor artístico da ONV e responsável pelo musical, Fernando Escrich.

Entre os nove artistas, com formação especializada em meio hospitalar, que vão entrar em cena, encontram-se também Marta de Carvalho e Filipa Mendes ou, como são conhecidas no hospital, a Superdoutora Gingação e a Doutora Aurora Benvinda.

“Este não é o mesmo palhaço que encontramos no circo, que tem de ter gestos grandes, maquilhagens grandes, roupas enormes, para que toda a gente o possa ver”, comentou a artista Marta de Carvalho à Lusa. “Nós não somos o palhaço que pode fazer rir, mas sim aquele que pode fazer só sorrir ou só ser visto e nada mais”.

Há seis anos a trabalhar com a ONV, Filipa Mendes acrescentou que a magia de ser a Doutora Aurora Benvinda é transformar o ambiente hospitalar em algo melhor. “É como se eu tivesse uma frequência na rádio e de repente aquela criança liga-se à mesma frequência e cria-se uma interação, um jogo, e eu vou para casa contente, porque brinquei”, descreveu.

Durante a fase mais aguda da pandemia de covid-19, os doutores palhaços ficaram impossibilitados de entrar dentro dos hospitais e apenas contactavam com as crianças à distância, por videochamadas ou vídeos publicados na página do Youtube da IPSS.

“Era incrível ver a reação das crianças. Não era a mesma coisa que estar ali, mas era como se estivéssemos”, contou Marta de Carvalho.

Apesar dos constrangimentos, as artistas afirmam que sentiram que a importância da missão do doutor palhaço continuou a ser reconhecida, não só pelas crianças hospitalizadas, mas por toda a comunidade médica.

“Para nós foi ótimo voltar a perceber que realmente somos uma mais-valia dentro dos hospitais. Nós víamos profissionais pelo ‘tablet’ a expressar realmente saudades e vontade de nos voltarem a ver”, comentou Filipa Mendes.

Já a exposição “Da ponta do Nariz ao Sorriso de uma criança”, que também será apresentada pelos hospitais parceiros da ONV, dará a conhecer um pouco da história da fundação e convida os visitantes a brincar com ela, compondo de raiz um doutor palhaço.

 

31
Mai22

"O Homem que Passeava Livros" de Carsten Henn

Niel Tomodachi

Wook.pt - O Homem que Passeava Livros

Sobre o Livro:

Todos os dias, ao fim da tarde, Carl carrega a mochila com uma série de livros embrulhados com esmero. Fecha a porta da livraria e começa a ronda pelos clientes habituais, a quem secretamente dá nomes de personagens (Olá, Mr. Darcy!). Entrega as obras porta a porta ao milionário recluso, à jovem melancólica, à última freira do convento. É assim há décadas, até ao dia em que uma miúda de nove anos lhe aparece no caminho...

Mal se apresenta, Schascha começa a fazer perguntas: o que leva nessa mochila? Que histórias são essas? A quem se destinam? E começa ali uma inesperada relação. Ela, órfã de mãe, passa os dias sozinha, aborrece-se; ele vive preso a rotinas, envelhece. Juntos descobrem, nos passeios pela pequena cidade, um novo sentido para as suas vidas e para as vidas de quem visitam. E enquanto ambos arriscam um itinerário diferente, o horizonte carrega-se de nuvens cada vez mais pesadas e ameaçadoras.

O Homem que Passeava Livros, de Carsten Henn, é um romance inesquecível sobre vidas que são transformadas pela magia dos livros. Polvilhado de referências literárias (a começar pelos títulos dos capítulos), transporta os leitores da tristeza mais funda para o mais profundo encantamento (e vice-versa).

Um bestseller extraordinário, que vendeu mais de duzentos mil exemplares na Alemanha e está a ser traduzido em 25 países.

 

Sobre o Autor:

Carsten Henn

 

31
Mai22

Pavilhão do Conhecimento celebra o Dia da Criança com entradas grátis

Niel Tomodachi

O programa inclui muitas descobertas e aventuras para os pequenos futuros cientistas. Miúdos até aos 11 anos não pagam entrada.

Se ainda não tem planos para celebrar o Dia Mundial da Criança, assinalado a 1 de junho, quarta-feira, o Pavilhão do Conhecimento, o sonho de qualquer miúdo, tem o programa ideal. Para melhorar a oferta, crianças até aos 11 anos não pagam entrada para o museu interativo dedicado à ciência e à tecnologia. 

Os pequenos futuros cientistas vão ter oportunidade de partir à descoberta de fósseis no espaço exterior do museu e explorar a geologia do Parque das Nações. Durante a aventura, é provável que encontrem a bicicleta científica do Pavilhão do Conhecimento, que poderá ser confundida com um carrinho de gelados. Lá dentro não existem doces frios, mas experiências que “alimentam o conhecimento e satisfazem a curiosidade”.

No laboratório vai ser possível observar ao microscópio plantas e animais mais pequenos do que a cabeça de um alfinete. Já na cozinha, que também é um laboratório, os miúdos vão descobrir como usar algas na preparação de géis. Para animar a “festa”, podem pôr os microrobôs de 2,5 metros de altura a dançar, na Oficina Dóing.

“Com o investigador Hugo Rebelo, do CIBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos vão ficar a saber tudo sobre morcegos e os seus ‘estranhos’ hábitos”, lê-se em comunicado. O encontro está marcado para as 11 horas, no Auditório José Mariano Gago. Já às 14h30, é hora de mergulhar até ao fundo do oceano com a ajuda do investigador Francisco Andrade, do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

Todas as atividades são gratuitas mediante inscrição prévia através do e-mail reservas@cienciaviva.pt ou do número de telefone 218 917 100. Pode consultar o programa completo no site do Pavilhão do Conhecimento. 

 

31
Mai22

"Sozinho à Volta do Mundo" de Joshua Slocum

Niel Tomodachi

O relato extraordinário do homem que realizou a primeira viagem solitária à vela à volta do globo.

Wook.pt - Sozinho à Volta do Mundo

Sobre o Livro:

O relato autobiográfico de Joshua Slocum sobre a sua viagem em solitário à volta do mundo é uma das narrativas de viagem mais notáveis e divertidas de todos os tempos. Antigo capitão profissional de grandes veleiros, estava desempregado quando, em 1892, recebeu de presente de um amigo um velho barco ostreiro, com mais de cem anos, que se encontrava encalhado numa pastagem à beira de um rio. Com as próprias mãos, reformou barco e, após ter terminado, partiu numa viagem épica, que durou quase três anos.

Partindo sozinho de Boston, em abril de 1895, a bordo de uma embarcação de madeira com cerca de dez metros, o capitão Slocum passou a pertencer à galeria dos maiores circum-navegadores do mundo, ao lado de Fernão de Magalhães, Francis Drake e o Capitão Cook.

A diferença é que Slocum, ao dar a volta ao globo sem tripulação nem companheiros, superaria todos eles – a sua jornada a solo durante três anos e mais de quarenta e seis mil milhas permanece inigualável na história marítima, não só pela sua coragem, mas também pela habilidade e determinação.

Mais de um século depois, esta continua a ser uma obra incomparável que permanece no topo das maiores narrativas escritas até hoje. Este é o relato incrível da primeira viagem ao redor do globo em solitário, numa época em que não existia piloto automático e num veleiro de mais de cem anos.

Assim como Vasco da Gama abriu as portas da verdadeira navegação oceânica da nossa era, também Joshua Slocum e o seu Spray nos demonstraram que era possível dar-se a volta ao mundo num barco pequeno. Em 1900, escreveu este livro sobre sua jornada, tornando-se num bestseller internacional e num dos relatos autobiográficos mais importantes de sempre.

 

Sobre o Autor:

Joshua Slocum nasceu na Nova Escócia, Canadá, tendo-se naturalizado cidadão dos Estados Unidos da América. Foi marinheiro, aventureiro e um escritor notável. Slocum passou a vida inteira no mar. Saiu de casa aos catorze anos, e nos trinta e cinco anos seguintes navegou pelo mundo. Quando um navio sob o seu comando naufragou na costa do Brasil em 1887, parecia que a sua carreira marítima estava destinada ao fracasso. Mas, depois de reconstruir uma embarcação centenária, partiu de Boston em 1895 para a primeira circum-navegação solitária do globo. Por mais de três anos, Slocum lutou contra mares tempestuosos, ataques de invasores e piratas e, sobretudo, a solidão. Cruzou o Atlântico nada menos que três vezes, passou semanas em guerra contra os habitantes ao redor do cabo Horn e encontrou abrigo em vários portos exóticos. Desapareceu em novembro de 1909 a bordo do seu barco, Spray.

 

31
Mai22

"Cinco Irmãs" de Cinzia Giorgio

Niel Tomodachi

A saga de uma família da alta-costura italiana

Wook.pt - Cinco Irmãs

Sobre o Livro:

A história de uma das famílias mais influentes da alta-costura e de uma marca que simboliza, até hoje, a elegância italiana no mundo.
Um romance sobre família, feminilidade e amizade que revive o extraordinário legado de uma poderosa dinastia feminina.

Imaginemos uma pequena o­ficina de couros e peles na Roma de 1918, gerida por uma mulher. Adele Casagrande é determinada, visionária, destemida. a força e a paixão desta mulher vão aliar-se, em 1925, à inspiração e à vontade de Edoardo: juntos, abrem uma pequena boutique, ao lado da o­ficina de Adele. Rapidamente, o atelier torna-se um sucesso dentro e fora de Itália e é inundado por mais e mais mulheres da alta sociedade. Maddalena Splendori é uma delas.

De raízes humildes, Maddalena começou por ser modelo do pintor inglês John William Godward. Com ele, viveu uma turbulenta história de amor, antes de se casar com aquele que, em breve, será ministro. Assim que se veem pela primeira vez, Adele e Maddalena reconhecem uma na outra o espelho de si próprias: ambas são inconformistas, boémias, apaixonadas. Entre elas, nasce uma amizade tão profunda, que vai passar para as mulheres das gerações futuras.

Ao longo das décadas que se seguem, as descendentes de Maddalena trabalham como modelos para a maison, enquanto a visão de Adele passa para as suas cinco filhas: Paola, Anna, Carla, Franca e Alda. São estas mulheres, depois de braço dado com Karl Lagerfeld, que farão da marca um ícone do luxo internacional.

Abrangendo noventa anos agitados na vida desta família, Cinco Irmãs faz-nos entrar nas salas e nos ateliers da maison, enquanto vemos des­filar o século XX e acompanhamos uma inigualável saga familiar.

 

Sobre a Autora:

Nascida em 1975, em Venosa, Cinzia Giorgio é autora de vários romances históricos. Especialista em Estudos da Mulher e em História Moderna, é diretora editorial da Pink Magazine Italia e professora de História da Mulher na Università Sperimentale Decentrata, em Roma. É doutorada em Cultura e Literatura Comparada. Vive em Roma.

 

«A história de Cinco Irmãs retrata, de forma pormenorizada e comovente, o nascimento de uma grande casa de moda e o papel das mulheres - da extraordinária Adele às suas corajosas herdeiras - na construção de um império de moda no século XX.»
La Repubblica

«A forma como Cinzia Giorgio escreve, como domina a língua e brinca com as palavras, é notável.»
La Donna

 

31
Mai22

"O Caso Alaska Sanders" de Joël Dicker

Niel Tomodachi

A sequela de «A verdade sobre o caso Harry Quebert» e «O livro dos Baltimore».

Wook.pt - O Caso Alaska Sanders

Sobre o Livro:

«Sei o que fizeste.» Esta mensagem é a chave da apaixonante investigação que volta a reunir Marcus Goldman e Perry Gahalowood, onze anos depois de terem colocado atrás das grades os presumíveis culpados de um homicídio.

Abril de 1999, Mount Pleasant, uma pacata povoação de New Hampshire: o corpo de Alaska Sanders, que chegara à localidade havia pouco tempo, é encontrado na margem de um lago. A investigação é rapidamente encerrada e arquivada. Mas um novo episódio trágico vem ensombrar as conclusões em torno da morte da jovem mulher. No começo de 2010, o caso vem novamente à tona. Gahalowood, sargento da polícia de New Hampshire, recebe uma carta anónima que o deixa perturbado. Estava convencido de que tinha, à época, resolvido o crime – terá, afinal, seguido uma pista falsa?

A única pessoa que o pode ajudar a descobrir a verdade é Marcus Goldman, escritor seu amigo que acaba de alcançar um sucesso tremendo. À medida que ambos descobrem quem era, realmente, Alaska Sanders, regressam todos os fantasmas do passado. E entre eles está o de Harry Quebert.

Uma intriga viciante, com reviravoltas surpreendentes a suceder-se a um ritmo imparável, como é apanágio de Joël Dicker, um dos grandes mestres do mistério literário.

 

Sobre o Autor:

Joël Dicker nasceu em Genève, Suíça, em 1985. Estreou-se na literatura com O tigre, com apenas dezanove anos, e no romance com Os últimos dias dos nossos pais. Mas foi a publicação do segundo romance que o transformou num fenómeno literário global: A verdade sobre o caso Harry Quebert foi publicado em trinta e três países, vendeu mais de quatro milhões de exemplares e venceu o Grande Prémio de Romance da Academia Francesa, o Prémio Goncourt des Lycéens e o Prémio Lire para melhor romance em língua francesa. Foi ainda adaptado a série televisiva pela mão de Jean-Jacques Annaud, com estreia no canal AMC. Seguiram-se O livro dos BaltimoreO desaparecimento de Stephanie MailerO enigma do quarto 622, confirmando, livro após livro, a mestria de Dicker no género do mistério literário. Toda a sua obra está publicada em Portugal na Alfaguara. Descubra mais sobre o autor e a sua obra em: www.joeldicker.com

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 1/19

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub