Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

02
Mar21

A história da deslumbrante carruagem que foi descoberta em Pompeia

Niel Tomodachi

Achado arqueológico está em boas condições e permitirá novos estudos sobre o que terá acontecido nesta zona italiana.

6d95d1e0f7b3b663ae2b9fb35d9e5ca9-754x394.jpg

Os arqueólogos de Pompeia anunciaram este sábado, 27 de fevereiro, que tinham achado uma carruagem, em bom estado, no seu Parque Arqueológico.

O mais recente artefacto desta zona italiana fica na aldeia suburbana de Civita Giuliana, ao norte de Pompeia, e apareceu inteiro. Trata-se de “uma grande carruagem cerimonial com quatro rodas, juntamente com os seus componentes de ferro, bonitas decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e marcas de materiais orgânicos (das cordas aos restos da decoração floral)”, explica a página do Parque Arqueológico de Pompeia.

Curiosamente, esta carruagem foi encontrada, em bom estado, perto da zona onde, em 2018, haviam sido descobertos os vestígios de três cavalos.

“É uma descoberta extraordinária para o avanço do conhecimento do mundo antigo”, explicou o diretor do parque, Massimo Osanna, defendendo ainda que aquele é “um carro alegórico, provavelmente o Pilentum conhecido das fontes, que não se destina ao uso quotidiano nem ao transporte agrícola, mas antes para acompanhar os momentos festivos, desfiles e procissões da comunidade”.

Ao longo dos anos têm sido concretizados vários achados arqueológicos em Pompeia, mas haverá ainda cerca de 20 hectares por explorar, o que significa que existe um potencial histórico gigantesco naquela zona de Itália.

Entretanto, este projeto teve como objetivo proteger a zona de saques, apoiando ao mesmo tempo o Ministério Público na luta contra esses roubos de património cultural que têm acontecido através da escavação de túneis para chegar a tesouros arqueológicos.

 

01
Mar21

"Aprende a Seguir o Teu Coração"

7 passos para escutares a tua voz interior e aprenderes a fluir com a vida

Niel Tomodachi

Novidade de Março 2021

350x (2).jpg

Sobre o Livro:

Nessa loucura que são os teus dias, consegues recordar-te de como eras em criança? Talvez esboces um sorriso ao relembrar-te daquela espontaneidade e pureza. Tudo parecia mais simples, não é verdade? e se eu te disser que pode voltar a ser assim? Mais simples, mais espontâneo, mais fluido. Estarás disposto a isso?

Provavelmente, hoje andas cansado, esmorecido, desligado daquilo que verdadeiramente gostarias de viver e com a sensação de que algo não está bem. E, se calhar, não está mesmo.

Onde ficou a tua verdadeira essência? O ato de seguir, genuinamente, o que sentes? Eu posso ajudar-te a voltar lá. Aquela forma natural, genuína e honesta de ser continua aí, dentro do teu Coração. Só precisas de o saber escutar.

O meu nome é Lisa Joanes e quero ajudar-te a transformares a tua vida. Também eu vivi momentos em que me deixei emaranhar nas amarras da mente e das emoções menos positivas, mas entendi que o equilíbrio, o bem-estar e a verdadeira sabedoria não moram aí. Descobri que, ao seguir o Coração, ao viver em fluidez com o que sentes e com a própria vida, todo o Universo se alinha contigo e conspira a teu favor, para que tu te realizes. e é esta maravilhosa aprendizagem que quero partilhar contigo neste livro.

Através de testemunhos, de meditações, de exercícios de reflexão e de consciencialização, respirações, mantras, sugestões de receitas detox com plantas de limpeza e purificação orgânica, e, sobretudo, de muita entrega, deixa-te guiar por mim e aprende a viver de acordo com quem realmente és, seguindo o teu coração. Sem máscaras. Sem desculpas. De verdade.

 

Sobre a Autora:

Lisa Joanes é homeopata, terapeuta de desenvolvimento pessoal, professora de meditação, autora, mãe de cinco filhos e, acima de tudo, uma mulher de fé, apaixonada pela vida. Com um percurso homeopático em Portugal, Londres e Índia, abraçou diferentes linhas de pensamento, como o método do professor George Vithoulkas, o do British Institute of Homeopathy e ainda o da academia The Other Song, em Mumbai.
Viveu cinco anos por terras indianas, com o marido e os, ainda então, quatro filhos, fazendo voluntariado. Já em Portugal, decidiu vender a casa e largar tudo para irem dar a volta ao mundo. Durante esta experiência, foi abençoada com mais um presente - a quinta filha - entre tantas vivências únicas.
Atualmente, Lisa Joanes dá consultas na Clínica Parque do Estoril e organiza workshops, masterclasses e aulas de meditação.
Aprende a Seguir o Teu Coração é o seu terceiro livro. Em 2018, publicou o bestseller Uma Farmácia Natural em Sua Casa e, em 2020, Cura o Teu Corpo e as Tuas Emoções, ambos com a chancela Manuscrito.

 

01
Mar21

Iémen: ONU dececionada com menos de metade dos fundos de ajuda pedidos

Niel Tomodachi

A ONU mostrou-se hoje dececionada com a resposta dos doadores internacionais, após recolher menos de metade dos fundos que pediu para responder à crise humanitária no Iémen e evitar a fome.

naom_579da7aaea9ab.jpgONU, que realizou hoje uma conferência virtual para angariar fundos, indicou que o total de compromissos obtidos foi de 1,7 mil milhões de dólares (1,41 mil milhões de euros), menos de metade dos 3,85 mil milhões de dólares (3,2 mil milhões de euros) solicitados.

Num comunicado, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lamentou que o total da ajuda seja menor do que os compromissos anteriores, nomeadamente nos últimos dois anos, advertindo que os cortes no apoio constituem uma "sentença de morte" para muitos iemenitas.

"Milhões de crianças, de mulheres e de homens iemenitas precisam desesperadamente de ajuda para viver. Reduzir a ajuda equivale a uma condenação à morte", afirmou Guterres.

Antes, no início da conferência, Guterres implorou aos doadores para que financiem "com generosidade" a ajuda humanitária ao Iémen, "a fim de evitar que a fome engula" um país que já devastado pela guerra.

"Cada dólar conta", garantiu na conferência virtual coorganizada pela Suécia e pela Suíça com o objetivo de arrecadar quase 3,2 mil milhões de euros para o Iémen.

"A fome está a acabar com o Iémen. Temos de correr se queremos evitar que a fome e a inanição roubem milhões de vidas", alertou Guterres na conferência.

A guerra do Iémen começou em 2014, quando os rebeldes Huthis, apoiados pelo Irão, tomaram a capital, Sanaa, e grande parte do norte do país.

A coligação liderada pelos sauditas e apoiada pelos EUA interveio meses depois para desalojar os rebeldes e restaurar o governo internacionalmente reconhecido.

O conflito matou cerca de 130.000 pessoas, gerou o pior desastre humanitário do mundo e reverteu o desenvolvimento conquistado nos últimos 20 anos, de acordo com o Programa de Desenvolvimento da ONU.

Metade das instalações de saúde do Iémen foram fechadas ou destruídas e quatro milhões de iemenitas foram expulsos das suas casas.

A pandemia de covid-19, várias epidemias de cólera e a desnutrição severa de crianças causaram milhares de mortes adicionais.

A agência da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários advertiu que mais de 16 milhões de pessoas no Iémen vão passar fome este ano, sendo que cerca de meio milhão já vive em condições semelhantes.

 

01
Mar21

O viral chá rosa que o ajuda a ter menos fome (e que pode ser feito em casa)

Niel Tomodachi

Também reforça o sistema imunitário e sacia. Em Espanha, esta bebida já é um fenómeno.

977e12869e277c7c918708858bffa28e-754x394.jpg

Basta fazer uma pesquisa rápida no Google para encontrar dezenas de notícias de 2019 sobre uma bebida rosa. Apesar da fama, passou despercebida no radar da maioria dos amantes do mundo saudável. Agora, com uma súbita popularidade em Espanha, o chá começa a fazer-se notar nas redes sociais. Diga olá ao Pink Chai Latte, a primeira bebida fenómeno deste ano.

À primeira vista, pode parecer apenas um chá que se tornou viral por ser bonitinho e dar origem a uma excelente foto para colocar no Instagram. No entanto, segundo o que a nutricionista Sónia Marcelo diz à NiT, estamos perante uma bomba saudável.

Esta bebida é uma espécie de versão 2.0 do também famoso Golden Milk — ou leite dourado em português. É alegadamente usada há séculos como uma bebida medicinal Ayurvédica na Índia mas que, devido aos seus benefícios, se espalhou um pouco por todo o mundo

Não é nada mais do que uma mistura de leite de coco e curcuma. Ainda assim, podem ser adicionados outros ingredientes que vão aumentar a absorção e biodisponibilidade do composto ativo da curcuma, como as especiarias (canela e/ou pimenta) e gorduras saudáveis (óleo de coco).

A estrela da bebida é mesmo a curcuma, devido ao seu composto ativo, a curcumina, que tem propriedades anti-inflamatórias, anti-cancerigenas, antioxidantes, antivirais, antifúngicas e antibacterianas, protegendo-nos de várias doenças.

O Pink Chai Latte traz os benefícios — e a receita — do leite dourado com a inclusão de um ingrediente chave: a beterraba, precisamente aquilo que dá a cor rosa a este chá, devido à presença de betalaina na sua composição, que é um pigmento de cor avermelhada.

“É um legume extremamente rico em vitamina C e carotenóides, uma variante da vitamina A, e em compostos muito importantes. A beterraba é também muito rica em antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias. Vai mais uma vez ajudar o nosso sistema imunológico, mas também quem tem anemia — por ter muito ferro e pela vitamina C —, protege o sistema nervoso e previne doenças como o cancro”, destaca à NiT Sónia Marcelo.

Usa-se beterraba.
 

Já as especiarias usadas no Golden Milk ajudam bastante a parte inflamatória (são úteis no nosso processo imunológico e reforçam as nossas defesas), melhoram a digestão e “sabe-se que a curcuma tem uma grande componente nas doenças inflamatórias e intestinais,” destaca a especialista, que é também autora do blogue “Dicas de Uma Dietista”.

No fundo, acaba por ser um chá benéfico para a saúde digestiva e imunológica. Além disso, ajuda na sensação de relaxamento e a evitar a compulsão alimentar.

“Pode mesmo ser útil naquelas pessoas que às vezes procuram algo para comer mas não têm fome. Trata-se apenas de vontade de comer. Esta bebida pode ser uma boa solução porque sacia”, acrescenta.

A nutricionista destaca também que a bebida tem impacto positivo em neurotransmissores como a adrenalina e a dopamina, melhorando o bem-estar e o humor. “Se nos sentirmos bem, vamos acabar por evitar comer alimentos mais calóricos”, associa a nutricionista.

No fundo, este super chá alia os benefícios conhecidos do Golden Milk àqueles provenientes da beterraba. “Diria que é uma excelente aposta”, conclui Sónia Marcelo. 

A melhor parte é que pode fazer esta bebida em casa. Tome nota da receita.

Do que precisa

— 350 mililitros de bebida vegetal a gosto (sem açúcar);
— Quatro centímetros de curcuma fresca ou uma colher de café em pó;
— Duas rodelas de gengibre fresco;
— Uma beterraba fresca em pedaços;
— Pimenta preta (q.b.);
— Dois paus de canela;
— Uma colher de chá de xarope de agave ou mel (opcional).

Como se faz

Comece por aquecer a bebida vegetal ao lume. Adicione todos os ingredientes, exceto o xarope de agave/mel. Deixe ferver durante cerca de cinco minutos e desligue o lume. Em seguida, deve coar o conteúdo para uma caneca. Junte o xarope de agave ou mel, se achar necessário.

 

01
Mar21

Está de volta o Interrail gratuito — e este ano vão ser oferecidos mais passes

Niel Tomodachi

A Europa pretende duplicar o número de viagens juntando as do concurso de 2020, que nunca aconteceu. As partidas são em 2022.

9cea43662452e363101423d21e4f17c6-754x394.jpg

Está de volta o programa que oferece Interrails gratuitos a todos os jovens da União Europeia que queiram partir à descoberta do velho continente. Só precisam de três coisas: fazer 18 anos em 2020 (ou 2019, mas já lá chegaremos), concorrer e esperar o melhor.

Lançada em 2018, a iniciativa da Comissão Europeia de oferecer o passe de comboios a cidadãos quando fazem 18 anos foi um sucesso imediato. Duas vezes por ano, uma por altura da primavera e outra no outono, começaram ser atribuídos cerca de 15 mil interrails gratuitos como forma de celebrar a entrada dos jovens na vida adulta — e de lhes abrir novos horizontes, culturas e caminhos.

Em 2020, ano da pandemia, não aconteceu o programa de Interrail gratuito, o DiscoverEU. E não houve ainda, em muitos casos, a oportunidade de gozar os últimos passes atribuídos em 2019, que seriam utilizados no ano que passou. Mas tudo isso será resolvido.

Segundo a “Lonely Planet“, a União Europeia está a relançar o seu programa que permitirá a milhares de jovens com 18 anos a oportunidade de viajarem sem limites na rede ferroviária europeia através do Interrail. Ainda não há datas exatas para quando os cidadãos se podem candidatar, mas sabem-se já duas coisas: as viagens serão em 2022; e este ano serão atribuídos mais passes. Serão o dobro, na verdade, por causa de todos os que não chegaram a ser entregues no ano em que o coronavírus parou o mundo.

Segundo uma fonte oficial à revista, está assim prevista a maior das rondas de viagens oferecidas até agora: cerca de 60 mil passes serão oferecidos, de uma vez, provavelmente em outubro deste ano, para viagens a partir da primavera do próximo: os candidatos aprovados vão poder utilizar os passes entre março de 2022 e março de 2023, por um período que pode ir até 30 dias.

Além disso, e porque os candidatos têm de completar a maioridade no ano em que se candidatam, seria injusto que aqueles que fizeram 18 anos em 2020 fossem prejudicados e não tivessem a oportunidade de participar neste Interrail e na viagem de uma vida a custo zero. Por isso, eles serão também incluídos, com mais novidades e todos os detalhes a serem apresentados em breve no site oficial do programa

Também, devido à imprevisibilidade da pandemia, os jovens receberão reservas e rotas flexíveis e uma provisão extra de seguro de saúde e seguro contra interrupções. Finalmente, aqueles que receberam o passe gratuito na última ronda que aconteceu em novembro de 2019, mas não o conseguiram usar, terão até 31 de agosto deste ano para o fazer — podendo esta datar ser novamente estendida se a situação não melhorar.

Entretanto, saiba já que, para ser elegível só precisa de ter 18 anos e de ter a nacionalidade de um dos Estados-membros da União Europeia. Quando fizer a candidatura, terá de responder a um pequeno inquérito sobre a cultura europeia e pronto. Se for selecionado, pode viajar pela Europa por um período mínimo de um dia e máximo de 30 dias.

O DiscoverEU esclarece ainda que quem tiver uma deficiência ou um problema de saúde que torne a sua viagem um desafio, só tem de contactar o programa, pois há condições especiais que permitem a viagem. E que pode juntar quatro amigos no seu grupo.

Os jovens viajam de comboio, claro, mas há meios alternativos de transporte disponíveis, caso as condições meteorológicas, o tempo de viagem e a distância assim o obriguem. Até de avião, se for necessário, vai poder andar sem pagar. Também costuma ser possível organizar encontros e combinar planos de viagem com outros viajantes do DiscoverEU, através de um grupo no Facebook.

A partir de 2022, está previsto que o programa passe a ser financiada pelo Erasmus +, o que significa que os cidadãos de fora da UE, em Erasmus, também poderão passar a aproveitar as vantagens.

Todo este projeto começou a ser delineado em outubro de 2016, quando o deputado alemão Manfred Weber, presidente do grupo parlamentar dos democratas europeus, apresentou uma proposta ao Parlamento Europeu de oferecer um Interrail a todos os cidadãos nascidos ou legalmente residentes no território da UE assim que fizessem 18 anos. A proposta foi aprovada um ano depois e lançada em 2018.

O passe de Interrail nasceu em 1972 para promover a mobilidade de jovens menores de 21 anos, sendo que, desde 1998, tornou-se utilizável em qualquer idade. Atualmente, é válido em mais de 40 mil destinos, num total de 33 países europeus. Em 2018, a Itália foi o país mais visitado.

 

01
Mar21

"Klara e o Sol"

Prémio Nobel da Literatura

Niel Tomodachi

Novidade de Março 2021

350x (4).jpg

Sobre o Livro:

Do local onde está exposta, Klara, uma Amiga Artificial com notável capacidade de observação, vê com atenção o comportamento dos que entram na loja para apreciar os artigos e dos que passam na rua e se detêm a olhar as montras.

Acalenta a esperança de que entre um cliente que a escolha, mas, quando surge a possibilidade de as suas circunstâncias se alterarem para sempre, Klara é aconselhada a não se fiar muito nas promessas dos seres humanos.

Através do olhar de uma narradora inesquecível, Kazuo Ishiguro contempla em Klara e o Sol o mundo moderno em rápida mudança para compreender uma questão fundamental: o que significa amar?

 

Sobre o Autor:

Kazuo Ishiguro nasceu em Nagasáqui, no Japão, em 1954, e vive na Grã-Bretanha desde os cinco anos. Recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 2017 e a sua obra está traduzida em mais de quarenta línguas. Entre as outras distinções que reconhecem o seu mérito literário contam-se o grau de Oficial da Ordem do Império Britânico e a condecoração francesa como Chevalier de L’Ordre des Arts et des Lettres. A sua obra é editada em Portugal pela Gradiva tendo publicados os seguintes livros do autor: Os Despojos do Dia (1989, vencedor do Booker Prize; adaptado ao cinema); Os Inconsolados (1995, vencedor do Cheltenham Prize); Quando Éramos Órfãos (2000, nomeado para o Booker Prize); Nunca me Deixes (2005, nomeado para o Booker Prize, adaptado ao cinema); Nocturnos (2009, contos); O Gigante Enterrado (2015); Um Artista do Mundo Flutuante (2018).

 

01
Mar21

Só precisa de 10 minutos para preparar este bolo saudável de maçã

Niel Tomodachi

A receita da nutricionista Maria Gama é perfeita para acompanhar com chá.

e607d585ec785083b40c6afbe0f27eca-754x394.jpg

Tem 52 calorias por 100 gramas e é rica em cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, vitaminas B, C e E. Além disso, contém fibras que podem ajudar a controlar o nível de colesterol no sangue. Já sabe a que fruta pertencem estas pistas? Se respondeu maçã, está certo.

À lista de vantagens podemos acrescentar versatilidade. Podemos consumi-la na sua forma natural, mas também usá-la nas mais diversas receitas. A proposta da nutricionista Maria Gama é um bolo saudável, delicioso e fácil de fazer.

O resultado da nutricionista.
 

A também autora do blogue NiT ”Põe-te na Linha” garante que o resultado final é “uma maravilha”. Para chegar lá, vai precisar de oito ingredientes e cerca de dez minutos, já que o forno trata do resto.

Do que precisa

— 100 gramas de farinha de espelta;
— Uma maçã;
— Duas colheres de sopa de vinagre balsâmico Rosé;
— Duas colheres de pasta de tâmaras;
— Dez colheres de sopa de bebida vegetal;
— Dois ovos;
— Canela (q.b.);
— Uma colher de café de fermento.

Como se faz

Comece por pré-aquecer o forno a 180 graus. Junte a pasta de tâmaras, a bebida vegetal, o vinagre, e envolva. Numa tigela grande, coloque a farinha e o fermento, e envolva no preparado anterior.

Em seguida, bata as gemas (reserve as claras) e junte, envolvendo bem até ficar uma mistura homogénea. Corte em pedaços pequenos a maçã e junte ao preparado anterior.

Bata as claras em castelo e junte devagar. Por fim, polvilhe com canela a gosto e junte o fermento. Leve ao forno durante cerca de 30 a 45 minutos.

 

01
Mar21

"Os Infiltrados"

O casal de amantes que liderou a resistência alemã contra os nazis

Niel Tomodachi

350x (3).jpg

Sobre o Livro:

Eram jovens e bonitos, oriundos de famílias alemãs abastadas e favoráveis ao regime nazi. Contudo, decidiram escolher a oposição. Juntos, no coração do Terceiro Reich — ele enquanto oficial no Ministério da Aviação e ela enquanto funcionária da delegação local da Metro-Goldwyn-Mayer —, fizeram o inimaginável: criaram um movimento de resistência alemã que ganharia contornos de mito, durante e após a guerra, e que despertaria a fúria de Hitler. Desmascarados, foram condenados por alta traição e executados pouco antes do Natal de 1942.

Chamavam-se Harro Schulze-Boysen e Libertas Haas-Heye. Tinham 33 e 29 anos. Todos os vestígios dos seus nomes e as suas memórias foram apagados pelo regime. Norman Ohler reconstrói a história de Harro e Libertas, que é também o retrato da Berlim das décadas de 1930 e 1940 e da passagem da República de Weimar para o Terceiro Reich.

Uma narrativa fascinante e ritmada, escrita com base em diários não publicados, cartas e arquivos da Gestapo, que nos prende do princípio ao fim e nos faz recuperar a fé na humanidade.

 

Sobre o Autor:

Norman Ohler é um romancista premiado, argumentista e jornalista alemão.
Passou cinco anos a pesquisar para Delírio Total em numerosos arquivos na Alemanha e nos Estados Unidos, e falou com testemunhas, historiadores militares e médicos.
Publicou três romances, um dos quais o primeiro romance hipertexto do mundo, e coescreveu o argumento do filme de Wim Wenders, Palermo Shooting.

 

01
Mar21

"Para Além da Ordem"

12 novas regras para a vida

Niel Tomodachi

Novidade de Março 2021

350x (2).jpg

Sobre o Livro:

Depois de defender a necessidade de ordem em 12 Regras para a Vida - o bestseller internacional que vendeu mais de cinco milhões de exemplares em todo o mundo -, Jordan Peterson desafia-nos agora a abraçar a força mobilizadora do caos. Em 12 Regras para a Vida, o psicólogo clínico (e professor universitário) oferecia um antídoto para o caos em que vivemos: combater a instabilidade e a ansiedade contemporâneas recorrendo a verdades universais.

Agora, em Para Além da Ordem, o autor mostra-nos como o Homem, na procura de um sentido, é obrigado a aventurar-se em terrenos desconhecidos - ou seja, tem de se socorrer da curiosidade e da vitalidade criativa que apenas habitam no caos. Peterson exorta-nos a abraçar os dois princípios fundamentais da realidade: pois a ordem, cujo excesso condena à submissão, é a força que ordena a nossa existência; e o caos, que sem controlo promove a disrupção, pode ser o motor para a mudança.

Nos tempos conturbados que vivemos, temos de nos reajustar constantemente a uma realidade em evolução. Daí estas 12 novas regras, inspiradas na mitologia, na filosofia, na psicologia - e com exemplos pungentes retirados da prática clínica de Peterson ou da sua própria vida. Pelo meio, tanto relemos histórias da Bíblia como revisitamos os deuses da Mesopotâmia, analisamos a saga de Harry Potter ou a série Os Vingadores, recordamos a poesia de Blake ou o pensamento de Nietzsche.

E saímos deste livro como saímos do anterior: munidos de conhecimentos que nos permitem procurar um sentido para a existência.

 

Sobre o Autor:

Depois de anos a lecionar na Universidade de Harvard, Jordan B. Peterson é atualmente professor catedrático de Psicologia na Universidade de Toronto.
Educado nos desertos gelados da Alberta do Norte (Canadá).
Deu aulas de mitologia a advogados, médicos e empresários, foi consultor do Secretário Geral da ONU, ajudou centenas de pacientes a enfrentar a depressão, perturbações obsessivo-compulsivas e ansiedade.
Em coautoria com colegas e alunos das universidades de Harvard e Toronto publicou mais de uma centena de artigos científicos.
Nos últimos anos começou a divulgar as suas palestras online, tendo dezenas de milhões de seguidores.
O seu primeiro livro, Maps of Meaning, revolucionou a Psicologia das Religiões.

 

«Um dos mais ecléticos e estimulantes intelectuais da atualidade, destemido e apaixonado.»
The Guardian

«É atualmente o mais influente e mediático pensador do mundo ocidental.»
New York Times

01
Mar21

Globos de Ouro: de “Nomadland” a “The Crown”, conheça todos os vencedores

Niel Tomodachi

A cerimónia aconteceu na madrugada desta segunda-feira. “Soul” e “Gambito de Dama” foram outros dos vencedores.

78805a221a988e79ef3f42d7c5bfd418-754x394.jpeg

Os Globos de Ouro aconteceram na madrugada desta segunda-feira, 1 de março, num evento semi-virtual que foi transmitido entre Nova Iorque e Los Angeles. Voltaram a ser premiados os melhores filmes e séries do ano pela associação de jornalistas que elege as produções distinguidas nestes prémios.

“The Crown” foi uma das séries vencedoras da noite, tendo vencido em quatro categorias, incluindo Melhor Série de Drama. A minissérie “Gambito de Dama” ganhou dois prémios, tal como a comédia “Schitt’s Creek”.

No cinema, “Nomadland” venceu dois dos principais prémios, de Melhor Realizador e Melhor Filme de Drama. O segundo filme de Borat também ganhou dois Globos de Ouro, assim como a produção da Pixar “Soul”.

Os principais nomeados que não conquistaram qualquer Globo de Ouro foram as séries “Ozark” e “The Undoing” e os filmes “The Father”, “Mank” e “Promising Young Woman”, que estavam nomeados para várias categorias. Chadwick Boseman também foi homenageado ao receber de forma póstuma o seu primeiro Globo de Ouro.

Conheça a lista dos vencedores das principais categorias do evento que foi apresentado por Tina Fey e Amy Poehler —todos os que estavam nomeados estiveram a participar na cerimónia a partir de casa.

Cinema

Melhor Realizador

Chloé Zao, “Nomadland”

Melhor Filme de Drama

“Nomadland”

Melhor Ator de Drama

Chadwick Boseman, “Ma Rainey’s Black Bottom”

Melhor Atriz de Drama

Andra Day, “The United States vs Billy Holiday”

Melhor Comédia ou Musical

“Borat Subsequent Moviefilm”

Melhor Ator de Comédia ou Musical

Sacha Baron Cohen, “Borat Subsequent Moviefilm”

Melhor Atriz de Comédia ou Musical

Rosamund Pike, “I Care a Lot”

Melhor Ator Secundário

Daniel Kaluuya, “Judas and the Black Messiah”

Melhor Atriz Secundária

Jodie Foster, “The Mauritanian”

Melhor Argumento

“Os 7 de Chicago”

Melhor Filme de Animação

“Soul”

Melhor Filme Estrangeiro

“Minari”

Melhor Banda Sonora

“Soul”

Televisão

Melhor Série de Drama

“The Crown”

Melhor Ator de Drama

Josh O’Connor, “The Crown”

Melhor Atriz de Drama

Emma Corrin, “The Crown”

Melhor Minissérie

“Gambito de Dama”

Melhor Atriz de Minissérie

Anya Taylor-Joy, “Gambito de Dama”

Melhor Ator de Minissérie

Mark Ruffalo, “I Know This Much Is True”

Melhor Série de Comédia ou Musical

“Schitt’s Creek”

Melhor Atriz de Comédia ou Musical

Catherine O’Hara, “Schitt’s Creek”

Melhor Ator de Comédia ou Musical

Jason Sudeikis, “Ted Lasso”

Melhor Ator Secundário

John Boyega, “Small Axe”

Melhor Atriz Secundária

Gillian Anderson, “The Crown”

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 23/23

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Quotes:

“How wonderful it is that nobody need wait a single moment before starting to improve the world.” ― Anne Frank

Pesquisar

Nelson's bookshelf: currently-reading

Alfie - O Gato do Bairro
tagged: currently-reading

goodreads.com

2022 Reading Challenge

2022 Reading Challenge
Nelson has read 0 books toward his goal of 50 books.
hide

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Afiliado Wook

WOOK - www.wook.pt

Comunidade Bertand

Afiliado Miniso

Read the Printed Word!

Em destaque no SAPO Blogs
pub