Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Tomodachi (ともだち)

Little Tomodachi (ともだち)

Seg | 30.12.19

Emergência climática: Catástrofe planetária deixou de ser ficção científica

ともだち

image.jpg

Greta Thunberg e António Guterres foram as vozes de alerta: podemos bem ter atingido este ano o ponto de não retorno para a civilização e até para a maioria da vida na Terra.

O ano de 2019 foi o último em que pudemos consumir sem consciência, poluir sem remorsos ou andar de automóvel (pior, de avião!) sem sermos cúmplices do apocalipse. A emergência climática, finalmente declarada pelos líderes mundiais - entre os quais António Guterres e a jovem Greta Thunberg assumiram protagonismo - significa que a humanidade está no possível ponto de não retorno. Reduzir já não basta. Temos de parar de poluir.

De acordo com o último relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, o aquecimento global está nos níveis mais altos da história, com temperaturas recorde na atmosfera e nos oceanos, que têm promovido o degelo glaciar e a subida do nível do mar. Se as emissões de gases de estufa continuarem iguais às atuais, chegaremos a 2100 com mais 4,8 graus Celsius de temperatura média na Terra. O nível do mar poderá subir 80 centímetros. As consequências negativas para o homem e para os ecossistemas podem ser irreversíveis, com aquecimento cumulativo e duradouro.

"Enfrentamos uma crise sem precedentes que nunca foi tratada como tal e os nossos líderes estão a agir como crianças. Precisamos acordar e mudar tudo", exigiu Greta Thunberg, num dos primeiros discursos globais, nos protestos climáticos de Londres (Extinction Rebellion), no final de 2018. A jovem ativista sueca, que continua a promover as greves das escolas pelo clima às sextas-feiras (Fridays for Future), é a figura do ano da revista "Time".

O planeta que se afunda

Fotografado com água pelos joelhos e o título "O nosso planeta a afundar-se", o secretário-geral da ONU, António Guterres, foi capa da "Time", em junho, para alertar que "o Mundo enfrenta uma grave emergência climática que acontece agora e para todos. A mudança climática avança ainda mais rapidamente do que o previsto por grandes cientistas e supera os esforços para resolvê-la".


Em novembro, a União Europeia declarou a emergência climática. Setenta países comprometeram-se, este mês, com o objetivo da neutralidade carbónica até 2050. De que forma a consciência da emergência climática, que impõe a suspensão de emissões de combustíveis ​​​​​​​fósseis até 2050 se quisermos sobreviver, poderá ou irá mudar a forma como vivemos, a economia global, o turismo, a saúde e os transportes, é algo que a próxima década nos dirá.

 

 

Dom | 29.12.19

ISLÂNDIA: O PAÍS ONDE CADA PESSOA TEM UM LIVRO NO ESTÔMAGO

ともだち

drew-coffman-UIlHiyFy0Wk-unsplash.jpg

Desde o primeiro Relatório Mundial da Felicidade, publicado pela ONU em 2012, que a Islândia integra o TOP 10 dos países mais felizes do mundo. Entre as razões que a levaram a ocupar esta posição no ranking mundial, acreditamos que poderá estar a forte ligação do povo islandês aos livros e à leitura – motivo pelo qual há até quem proclame a leitura como desporto nacional deste país

 

Apesar dos cerca de 330 mil habitantes e de ter um dos mercados literários mais pequenos da Europa, é um dos países do mundo onde o amor pelos livros é mais cultivado. Esta afinidade pelos livros poderá ter as suas raízes numa tradição que vem dos tempos medievais, conhecida como kvöldvaka, e que, essencialmente, descreve um serão típico, de uma família islandesa, durante as condições rigorosas do inverno nórdico. Estando muito frio para sair de casa, reuniam-se todos os membros da família numa sala comum, conhecida como baðstofa e, aí, contavam histórias ou recitavam poesia para passarem o tempo

As histórias que contavam – conhecidas como as sagas islandesas – estiveram na origem de uma tradição literária riquíssima, consolidada em 1955, com a atribuição do Prémio Nobel da Literatura ao poeta e romancista Halldór Laxness, e novamente em 2011, com a distinção da cidade de Reiquejavique como Cidade da Literatura, pela UNESCO. 

Talvez por isso, este seja um dos países com mais leitores per capita. De acordo com um estudo conduzido pela Universidade de Bifröst (Reiquejavique), 50% dos islandeses leem pelo menos 8 livros por ano, e 93% da população lê pelo menos um, o que é a percentagem mais elevada de todos os países nórdicos. Para além de uma grande comunidade de leitores, a Islândia tem ainda uma das maiores comunidades de escritores. Segundo as estatísticas, um em cada 10 islandeses publica um livro, existindo, por essa razão, uma expressão em islandês que diz, traduzida à letra, que cada pessoa tem um livro no estômago (að ganga með bók í maganum)

Islândia: O país onde cada pessoa tem um livro no estômago

Durante a II Guerra Mundial, o racionamento de bens e os impostos elevados nos produtos importados levaram a que o papel fosse um dos poucos recursos que ainda existia em abundância na ilha. Por essa razão, os livros tornaram-se uma escolha popular como presente para oferecer nas festividades. Com o tempo, o grande aumento na compra de livros na altura do Natal fez com que os editores começassem a publicar a maioria dos livros nos dois meses que antecedem a época natalícia, levando a um fenómeno a que os islandeses chamam de Jólabókaflóðið – traduzido literalmente como inundação de livros do Natal.

A meio de novembro, todas as famílias islandesas recebem em casa o Boletim de livros – ou Bókatíðindi –, um catálogo publicado anualmente pela Iceland Publishers Association, que lista as novidades literárias e outros livros populares, para que possam escolher os seus presentes. O frenesim em volta dos livros durante este período é tal que, durante dois meses, quase todos os dias existem festas de lançamento em livrarias, sessões de leitura em pubs e cafés, ou palestras com autores.

Mas os islandeses não trocam apenas os livros na véspera de Natal. Depois de abrirem os presentes, passam a noite a ler os livros que receberam, enquanto desfrutam de uma bebida quente. Talvez seja nisso que resida o segredo islandês para a felicidade. Porque embora não possamos comprar felicidade, podemos comprar livros – o que é quase a mesma coisa.

 

Source: ://bertrandptsomoslivros.blog/2019/12/22/islandia-o-pais-onde-cada-pessoa-tem-um-livro-no-estomago/

 

Dom | 29.12.19

Tea Shop...a minha prenda de natal!

ともだち

74057_SetSakuraBlack_2170X170_m.jpg

O meu amorzinho sabe como adoro chás. E sabia que eu andava a namorar a nova loja da Tea Shop no Norteshooping. 

No Natal fez me uma surpresa e deu-me este conjunto de chá japonês:

SET SAKURA BLACK:

Em cada casa ou estabelecimento comercial nos países orientais, oferecer um chá aos convidados é o maior sinal de cortesia. A preparação é todo um ritual: o chá deixa-se em infusão e serve-se em bowls pequenos, enchendo-os até metade porque, segundo a tradição oriental, o resto do bowl enche-se de amor e amizade.

Depois passam-se os bowls a cada um dos assistentes e convidam-se a cheirar o aroma do chá, para continuar a bebê-lo lentamente. Com este set poderá mostrar a sua cortesia aos seus convidados da forma mais tradicional oriental. Ideal para vender juntamente com Silver Needles ou o Kukicha Organic Superior.

 

Site: https://www.teashop.com/para-oferecer-set-sakura-black

 

Ver se logo o experimento, com um dos chás que também me ofereceu desta loja!!!

Sab | 28.12.19

Estudantes portugueses querem construir estufas na Mongólia

ともだち

Estudantes portugueses querem construir estufas na Mongólia

Um grupo de seis estudantes, entre os 15 e os 17 anos, de vários estabelecimentos de ensino de Lisboa, estão a recolher fundos para construírem três estufas em Sogoog, na província de Bayan-Ulgii, na Mongólia .

A"Crearing Roots" assegura que as contribuições terão uma aplicação muito apropriada e importante na vida de muitos jovens mongóis."Conhecemos as caras e os nomes das famílias que vamos ajudar, porque trabalhamos com uma ONG local que garante o sucesso dos projetos a longo prazo", assegurou Frederico. Para observarem

Além da aquisição das estufas, a"Creating Roots" e a"Source of Steppe Nomads" vão trabalhar noutros projetos, nomeadamente ao nível da Educação, que permitirão que os jovens que não têm acesso à língua tradicional da Mongólia possam estudar em estabelecimentos de ensino mais evoluídos.

Consulte Mais informação: Jornal de Notícias

 

Sab | 28.12.19

Oikos: DEPOIS DA TEMPESTADE A ESPERANÇA

ともだち

A Oikos – Cooperação e Desenvolvimento é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento portuguesa, voltada para o Mundo.

 

DEPOIS DA TEMPESTADE
A ESPERANÇA

 

AJUDE MOÇAMBIQUE A RENASCER

 

MZCamoesreconstrucao_news-480x240.jpg

Apoiamos mais de 209.000 pessoas após os ciclones Idai e Kenneth. Agora é preciso que as famílias recuperem a agricultura garantindo a sua alimentação e uma fonte de rendimento.

Se nos unirmos para ajudar, a quantas pessoas poderemos chegar?

02-AF-APS-576x1024.png

InfografiaOIKOSMocambique.jpg

Site: https://www.oikos.pt/mz/

 

Sab | 28.12.19

Dez chás que vão ajudá-lo a aguentar esta época de festas (sem cair para o lado)

ともだち
A correria é muita, o frio também e as constipações e o mau estar podem chegar quando menos se espera. Conheça os chás que podem ajudá-lo a não perder nenhuma festa.
 

Esta época não é marcada apenas pela alegria dos reencontros e da troca de presentes. O stress das compras e dos preparativos, os excessos às várias mesas de que são feitas as festas de Natal e de fim de ano, ou mesmo as constipações que o frio e as mudanças de temperatura podem causar, são razões que podem levar-nos à cama quando menos desejamos. Para prevenir e minimizar maleitas, estes dez chás ajudá-lo-ão a não perder as forças até ao final do ano.

Chá-Cidreira-960x566_c.jpg

Anda com o estômago às voltas? Então o chá de erva-cidreira é perfeito para si. Esta planta é amiga do sistema digestivo. É perfeito ser tomado depois das refeições para quem tem um metabolismo complicado. E pode também ser um sedativo natural devido aos seus poderes relaxantes.

Chá-Camomila-960x566_c.jpgO chá de camomila também tem uma ação calmante. É excelente para combater a ansiedade e as insónias e pode ainda ajudar em caso de dor de cabeça. Misturado com a cidreira é uma fusão extremamente eficaz.

Chá-Hortelã-960x566_c.jpgExausto com o trabalho e com a corrida aos shoppings? Com poderes revigorantes, o chá de hortelã é bom para combater o cansaço, mas tem também propriedades dexintoxicantes, eliminando bactérias do intestino e auxiliando com o mau estar causado pelos gases.

Chá-Alecrim-960x566_c.jpgO chá de alecrim é ainda melhor para a digestão do que o chá de hortelã, ajudando a controlar o peso, uma vez que sacia. É anti-inflamatório e tem efeitos antioxidantes. É verdadeiramente regenerativo para o fígado, evitando males maiores dos excessos da época.

Chá-Mate-960x566_c.jpgO chá mate tem ação termogénica e antioxidante. É bom para acelerar o metabolismo e evita o envelhecimento precoce. Para quem sofre de hipertensão deve ter atenção às doses, pois a cafeína está presente. Pode aproveitar, no entanto, este efeito para aguentar as histórias do parente chato que não via há anos.

Chá-Canela-960x566_c.jpgO chá de canela pode ser um belo antídoto para o açúcar. E bem sabemos que esta época é farta nessa matéria. Reduz os valores da glicemia enquanto regula o açúcar no sangue, diminui a vontade de comer doces e melhora a circulação. Um estudo da universidade do Kansas constatou que meia colher de sopa por dia de canela ajuda a estabilizar o colesterol. Pode ser um dos seus melhores amigos por esta altura.

Chá-Verde-960x566_c.jpgO chá verde é um famoso desintoxicante e acelerador do metabolismo. É eficaz nas dietas ajudando a pessoa a perder peso. E é ainda um protector de pele, fortalecendo-a contra os raios ultravioletas.

Chá-Hibisco-960x566_c.jpgO chá de hibisco controla o colesterol e é uma ótima opção como diurético capaz de fazer uma limpeza das toxinas no organismo. Pode ser um substituto mais conveniente que o chá verde para aqueles que lidam com a hipertensão. Tem menos cafeína e ajuda a diminuir a inflamação da obesidade. Uma ótima escolha para os dias seguintes aos abusos de comida e bebida.

Chá-Gengibre-960x566_c.jpgO chá de gengibre é uma autêntica dádiva da natureza, considerado por muitos nutricionistas como o mais nobre anti-inflamatório natural. Também atua no sistema digestivo contra cólicas e ajuda a prevenir a celulite. É excelente para combater náuseas e enjoos.

Chá-Limão-960x566_c.jpgDepois de ir ali e acolá, vestir e despir casaco, vem aquela sensação que ninguém quer ter: uma ligeira dor de garganta que pode transformar-se num inferno. O chá de limão é rico em vitamina C e destaca-se pela sua função alcalinizante, ou seja, deixa o PH do sangue dentro do nível alcalino. Isso resulta no aproveitamento dos nutrientes garantindo a sustentabilidade do organismo. Pode ainda adicionar mel pelo seu excelente valor nutricional.

 

Sex | 27.12.19

AI: MILHARES DE PESSOAS EM RISCO DE VIDA NO SUL DE ANGOLA

ともだち

Sem-nome-e1571076259514.png

Angola é um dos países que conhece de perto o efeito das alterações climáticas, já que as populações das três províncias mais a sul (Cunene, Huíla e Namibe) viram o efeito das secas cíclicas se agravarem nos últimos quatro anos.

Contudo, as comunidades rurais que aí sobrevivem conseguiam mitigar os efeitos dessas secas através das pastagens comunitárias, uma prática geracional do qual depende toda a sua subsistência. É através das pastagens comunitárias que estas comunidades obtém o seu principal alimento, o leite, bem como a capacidade financeira para poderem garantir a educação das suas crianças numa escola ou terem acesso a cuidados médicos adequados.

Mas tudo mudou. A sobrevivência destas comunidades está agora verdadeiramente em risco.

As investigações feitas pela Amnistia Internacional ao longo de 2018 e 2019 identificaram que milhares de pequenos criadores de gado no município dos Gambos, no sul de Angola têm sido afastados de terras que ocupavam para dar lugar a grandes explorações pecuárias.

Essas usurpações de terra são feitas de forma ilegal, desrespeitando as próprias leis nacionais e os padrões internacionais de direitos humanos. As comunidades rurais não foram consultadas e não receberam qualquer contrapartida ou indemnização.

O resultado é uma crise alimentar, sem qualquer assistência ou compensação do governo.

A atual seca em Angola expôs o impacto devastador da pecuária comercial sobre as comunidades dos Gambos. Os criadores de gado tradicionais perderam as melhores pastagens e veem agora, desesperados, os filhos e as famílias irem para a cama de estômago vazio.
Deprose Muchena, diretor regional para a África Austral da Amnistia Internacional


Instamos o governo de Angola a colocar um fim a estas usurpações de terra e a tomar medidas urgentes para que estas comunidades recebam o apoio a que têm direito. Está em causa a sua sobrevivência.

Junte o seu nome ao nosso apelo dirigido ao Presidente de Angola, João Lourenço.

Todas as assinaturas serão entregues pela Amnistia Internacional.

https://www.amnistia.pt/peticao/milhares-de-pessoas-em-risco-de-vida-no-sul-de-angola/

Qui | 26.12.19

"Cidade fantasma" de Chernobyl volta a ter árvore de Natal, 33 anos depois

ともだち

Desde 1986 que a cidade de Pripyat, a 3 km de Chernobyl, está deserta. Este ano, um grupo de antigos habitantes regressou para decorar uma árvore de Natal, a primeira desde o acidente nuclear. A iniciativa partiu de uma empresa de turismo.

image.jpg

Já passaram 33 anos desde que a central nuclear de Chernobyl entrou em colapso e provocou o maior acidente nuclear do mundo. Desde esse ano de 1986 nunca a cidade de Pripyat, vizinha da central e hoje conhecida como "cidade-fantasma", teve uma árvore de Natal. Este ano, pela primeira vez desde o desastre, o pinheirinho foi colocado na praça central de Pripyat, revelou a estação televisiva ZIK, da Ucrânia.

Situada a cerca de 3 km das instalações de Chernoby, a localidade de Pripyat chegou a ter mais de 47 mil habitantes, mas agora permanece deserta por causa da poluição causada pela radiação. Este Natal, antigos residentes deslocaram-se até à sua antiga cidade e decoraram uma árvore com fotos de família, como parte de uma campanha organizada pela Associação de Operadores Turísticos de Chernobyl.

Kateryna Aslamova, da empresa Chernobyl Tour, disse que foi a primeira vez que alguns ex-habitantes regressaram a Pripyat desde a evacuação após o pior acidente nuclear do mundo. "A cidade deve viver e, para que isso aconteça, deve ser salva", afirmou.


A sua empresa gostaria de ver Pripyat e partes da zona de exclusão em redor da antiga central nuclear tornarem-se património da Unesco. "A vida está a voltar a Pripyat", disse Yaroslav Yemelyanenko, fundador do Centro de Chernobyl. "É invulgar, irregular e turístico. Todos os dias, a cidade outrora deserta está cheia de turistas de todo o mundo. Vêm para aprender a nossa história, que mudou o curso dos eventos no mundo".

O turismo na região de Chernobyl subiu em flecha após a exibição da série televisiva Chernobyl, que recria os acontecimentos de 1986. Desde que a HBO exibiu os cinco episódios, turistas de todo o mundo têm viajado para Chernobyl, embora a moda seja considerada perigosa.

 

Ter | 24.12.19

Merry Christmas!!!

ともだち

 

I love the Christmas season! It is in all reality the most wonderful time of the year! December has been a flurry of tree decorating, Christmas cookie frosting, present wrapping, and cozy nights spent tucked under blankets with hot chocolate!

May this festive season sparkle and shine, may all of your wishes and dreams come true, and may you feel this happiness all year round.

 

Merry Christmas!

Little Tomodachi (ともだち)

 

 

Pág. 1/11